Reprodução em Plantas

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Reprodução em Plantas por Mind Map: Reprodução em Plantas

1. Meiose

1.1. Processo de divisão celular em que a célula se divide em quatro com metade do número de cromossomos.​

1.2. Duas divisões celulares e quatro células filhas.

1.3. As células-filhas resultantes contêm diferentes combinações de genes.

1.4. Origem da variabilidade em recombinação genética e mutações. Ocorre em Fungos,​ plantas e animais.

2. Mitose

2.1. Processo de divisão celular em que a célula se divide em duas idênticas ao progenitor.​

2.2. Uma divisão celular e duas células-filhas.

2.3. As células-filhas resultantes da mitose são geneticamente idênticas. Sendo originada variabilidade de mutações e estando presente em todos os organismos.

3. Embriófitas (Reino Plantae)

3.1. Maior dependência da água para reprodução.

3.2. Briófitas

3.2.1. Reprodução sexuada pela união do gameta masculino com o feminino, por meio da água como transporte.

3.3. Pteridófitas

3.3.1. A reprodução das pteridófitas acontece em um ciclo de alternância de gerações dependente da água para a fecundação e apresenta o esporófito como fase duradoura.

3.4. Gimnospermas

3.4.1. A reprodução ocorre independentemente da água, graças aos estróbilos. Primeiro grupo vegetal a possuir sementes.

3.4.2. Os grãos de pólen são levados para os estróbilos femininos principalmente pelo vento (anemofilia polinização pelo vento) e quando chega ao óvulo, o grão desenvolve o tubo polínico, que leva o gameta masculino até o gameta feminino.

3.5. Angiospermas

3.5.1. Grupo vegetal de maior sucesso evolutivo.​

3.5.2. Apresenta flores e frutos, sendo o grupo onde ocorre.

3.5.3. A reprodução das angiospermas inicia-se com a polinização, que é o encontro do grão de pólen com a parte feminina de uma flor, o estigma. O tubo polínico cresce através do estilete até o saco embrionário do óvulo – gametófito feminino maduro –, que é a região onde está localizada a oosfera.

3.5.3.1. Ao se instalar no estigma, o grão de pólen germina e forma o tubo polínico. Este cresce, através do estilete, até atingir o óvulo, no ovário.

4. Classificações de Plantas

4.1. Plantas dioicas

4.1.1. Plantas com flores só femininas ou masculinas.​

4.2. Plantas monoicas

4.2.1. Plantas com flores femininas e masculinas, separadas.​

4.3. Hermafroditas

4.3.1. Plantas com flores completas (estruturas masculinas e femininas).​

4.3.2. Autopolinização exclusiva das plantas hermafroditas, quando o pólen da antera é transferido para o estigma da mesma flor

4.4. Polinização cruzada

4.4.1. Ocorre em plantas dioicas e monoicas, quando o pólen de uma flor fecunda no estigma de outra, em uma mesma planta ou não. Os agentes principais são o vento e os insetos.

5. Frutos e Sementes

5.1. Desenvolvimento dos Frutos

5.1.1. Os frutos surgem do desenvolvimento dos ovários, geralmente após a fecundação dos óvulos. Em geral, a transformação do ovário em fruta é induzida por hormônios liberados pelos embriões em desenvolvimento. Existem casos, porém, em que ocorre a formação de frutos sem que tenha havido polinização.

5.2. Sementes

5.2.1. Estrutura das sementes: Cotilédones, casca, pericarpo do fruto, endosperma, radícula, caulículo.

5.2.2. Dispersão de sementes

5.2.2.1. A semente pode permanecer na natureza por um longo tempo sem germinar.​

5.2.2.2. ​

5.2.2.3. A dispersão pode ocorrer pela ação da água, vento ou de animais.​

6. Polinização

6.1. O transporte do grão de pólen de uma planta até o estigma de outra.