Movimentos literários

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Movimentos literários por Mind Map: Movimentos literários

1. Romantismo

1.1. Gerado sob o impacto da Revolução Industrial e da Revolução Francesa, de fins do século 18, o romantismo surgiu no início do século 19, na Alemanha, França e Inglaterra, num momento histórico em que as classes sociais, como as conhecemos hoje, se definiam.

1.1.1. Entre as marcas principais do Romantismo estão o sentimentalismo, a supervalorização das emoções pessoais, o subjetivismo e egocentrismo. É dessa maneira que os poetas se colocavam como o centro do universo. Dentro de um universo particular, o poeta sente a derrota do ego, produz frustração e tédio.

1.1.1.1. Suspiros Poéticos e Saudades (1836), de Gonçalves de Magalhães. O poeta e a Inquisição (1839), de Gonçalves de Magalhães. A Moreninha (1844), de Joaquim Manuel de Macedo. O Moço Loiro (1845), de Joaquim Manuel de Macedo.

2. Realismo

2.1. A literatura do Realismo reflete a realidade da segunda metade do século XIX nas produções literárias. ... Ao contrário do Romantismo, fase literária anterior, os escritores realistas não expressavam subjetividade na linguagem, assumiram uma postura cientificista em relação aos fatos reais.

2.1.1. O realismo foi um movimento oposto ao Romantismo, escola literária anterior que tinha como principais características a subjetividade, o individualismo, a fuga da realidade e a idealização da vida e de seus personagens.

2.1.1.1. Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881) Papéis Avulsos (1882) Quincas Borba (1891) Várias Histórias (1896) Dom Casmurro (1899) Esaú e Jacó (1904) Relíquias da Casa Velha (1906) Memorial de Aires (1908)

3. Naturalismo

3.1. Naturalismo foi um estilo de época de finais do século XIX. Seu surgimento está associado à publicação, em 1859, do livro A origem das espécies, de Charles Darwin (1809-1882), que revolucionou o pensamento científico na segunda metade desse século. O estilo possuiu características como o determinismo e a zoomorfização.

3.1.1. O naturalismo é considerado uma evolução do realismo e apresentava as seguintes características: A ciência era usada como instrumento de análise e compreensão da sociedade. As personagens eram vítimas do determinismo: condicionadas por sua raça, meio e momento histórico em que viviam.

3.1.1.1. Germinal, de Émile Zola. Naná, de Émile Zola. A besta humana, de Émile Zola. Como se casa como se morre, de Émile Zola. O cortiço, de Aluísio Azevedo. O mulato, de Aluísio Azevedo. Casa de pensão, de Aluísio Azevedo. O ateneu, de Raul Pompeia.

4. Parnasiano

4.1. Parnasianismo é um movimento literário que surgiu na mesma época do Realismo e do Naturalismo, no final do século XIX. Os autores parnasianos criticavam a simplicidade da linguagem, a valorização da paisagem nacional e o sentimentalismo. ... Para eles, essa era uma forma de subjugar os valores d

4.1.1. A influência e tradição clássica, o culto a forma, baseada na impessoalidade e na impassibilidade, o uso de uma linguagem mais clássica, rebuscada, culta e refinada e o uso de temas históricos e temas ligados a mitologia grega, também são algumas das principais características do parnasianismo.

4.1.1.1. Canções românticas (1878) Meridionais (1884) Sonetos e poemas (1885) Versos e rimas (1895) Poesias,1ª série (1900) Poesias, 2ª série (1906) Poesias, 2 vols. (1912) Poesias, 3ª série (1913)

5. Simbolismo

5.1. O simbolismo no Brasil começou em 1893 com a publicação das obras de Cruz e Sousa: Missal (prosa) e Broquéis (poesia). Esse movimento permanece até o ano de 1910, quando se inicia o Pré-Modernismo. ... Assim, em meio a esse contexto de insegurança e insatisfação, surge o movimento simbolista.

5.1.1. As principais características do Simbolismo são elementos místicos e transcendentais, subjetividade, musicalidade e presença de figuras de linguagem como a sinestesia. Essas características do Simbolismo se referem a linguagem e ao estilo de escrita feitas pelos escritores simbolistas.

5.1.1.1. Cruz e Souza: Brasileiro. Tropos e Fantasias; Missal e Broquéis; Evocações (prosa); Faróis; Últimos Sonetos. Eugênio de Castro: Português. Oaristo; Horas; Silva e Interlúdio. Alphonsus de Guimaraens: Brasileiro. ... Camilo Pessanha: Português.