VIAS DE ADMINISTRAÇÃO DOS FÁRMACOS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
VIAS DE ADMINISTRAÇÃO DOS FÁRMACOS por Mind Map: VIAS DE ADMINISTRAÇÃO DOS FÁRMACOS

1. Devido a rapidez, ocorre um aumento potencial da toxidade, quando adminstrada de maneira incorreta, com por exemplo de maneira rápida ou com dose elevadas

2. Mecanismo de primeira passagem: é a capacidade de metabolicar ou excretora do fígado e do intestino.

3. Enteral

3.1. Via de administração oral

3.1.1. 1. Desvantagens

3.1.1.1. Expõem o fármaco a ambientes ácidos e básicos, comprometendo a bioequivalência

3.1.1.2. Passíveis de limite de absorção

3.1.2. 2. Vantagens

3.1.2.1. Possibilitar a autoadminstração

3.1.2.2. Deglutição causa menos infeção sistemica

3.1.3. 3. Todos os fármacos orais estão submetidos ao mecanismo de primeira passagem

4. Parental

4.1. Via de administração que não é oral

4.1.1. 1. Locais de aplicação: Líquido Encefalo Raquidiano e tecidos vascularizado

4.1.2. 2. Administração Tecidual: a velocidade depende da vascularização do tecido

4.1.2.1. A) Adiminstração Subcutânea (SC): mais lento pois é aplicado em tecido adiposo

4.1.2.1.1. ex: insulina

4.1.2.2. B) Adiminstração Intramusculas(IM): mais rápida, bem vascularizada.

4.1.2.2.1. ex: haloperidol

4.1.2.3. C) Adiminstração Via-intravenosa, intrarterial e céfalo-raquidiano: mais rápida e não são limitadas, quando compradas a SC e IM.

4.1.2.3.1. ex: morfina

5. Membrana mucosa

5.1. 1. Potêncial de automedicação

5.2. 2. Baixa incidência de infecção

5.3. 3. Evita ambientes gastrointestinais

5.4. Locais para a aplicação: epitelios sublingual, oculas, pulmonar, nasal, restal, urinários e trata reprodutor

5.4.1. As mucosas são muito vascularizadas, possibilitanedo do farmacor penetrar rapidamente na circulação sistemica e alcançar seu órgão-alvo em tempo mínimo

5.4.2. Fármaco pode ser colocado direto no órgão, tornando o efeito quase que instântaneo

6. Transdérmica

6.1. 1. Número pequeno de fármacos

6.2. 2. É tão lipofilico que atravessa a pele por difusão passiva

6.3. 3. Passa da pele e de tercidos cutaenos, direto para o sangue

6.3.1. Ideal para fármacos que necessitam de adminstração de forma lenta e prolongada.

6.4. 4. Não oferece risco de infecção