Fisioterapia Neurofuncional

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Fisioterapia Neurofuncional por Mind Map: Fisioterapia Neurofuncional

1. 1-Anamnese

1.1. O primeiro contato com o paciente é na anamnese, aqui é onde tiramos todas as informações possíveis desse paciente. Neste momento temos que acolher o paciente, deixar ele mais calmo, conversar bastante com ele, claro, aqui já veremos se ele tem alguma alteração no cognitivo. Se caso o paciente não conseguir responder, temos que perguntar para o acompanhante ou cuidador dele.

2. 2-Queixa principal

2.1. Sempre dar atenção a queixa principal do paciente, fazendo perguntas para facilitar, como: "O que o paciente fazia que agora não consegue mais fazer? "O que o paciente está fazendo mas com dificuldade?"

3. 3-Observar, filmar e fotografar

3.1. Assim que o paciente chega ao atendimento o fisioterapeuta já tem que olhar todas as suas características, de como ele chegou, se estava deambulando com ou sem auxilio, se sua cognição estava alterada, entre outras.

3.2. E no momento quando paciente relata sua queixa principal é bom pedir para o paciente fazer o movimento para poder filmar ou tirar foto para ter como material de estudo.

4. 4-Criar hipóteses

4.1. "Porque a paciente realiza o movimento?" "Será que é fraqueza muscular?" "Déficit de equilíbrio?" "Uma alteração cognitiva?" "Uma alteração na marcha?"

5. 7-Objetivos

5.1. Nos objetivos sempre utilizar o verbo no infinitivo, ex: Melhorar, proporcionar, otimizar, diminuir, promover, restabelecer.

5.2. Exemplo: foi observado que a paciente tem uma fraqueza muscular grau 4, então temos que proporcionar um objetivo para essa paciente, como "melhorar a força muscular".

6. 8-Plano de tratamento

6.1. O plano de tratamento ou a conduta é a resposta do nosso objetivo! Ex: se a paciente tem uma fraqueza muscular grau 4 e você colocou como objetivo melhorar fraqueza muscular, então teremos que melhorar esta fraqueza, mas como? Com exercícios específicos para cada objetivo.

7. 5-Testar Hipóteses

7.1. Neste momento é onde vamos testar todas as hipóteses, por meio de testes e escalas específicas para cada exercício.

8. 6-Diagnóstico cinético funcional

8.1. Tentar sempre seguir uma ordem. Na avaliação foram tiradas as hipóteses e testadas, e através disso você focara nos pontos mais importantes.

8.2. Ex: "Será que a paciente é dependente, dependência parcial ou independência", se caso ela tiver uma dependência parcial utilizamos assim: "Paciente apresenta fraqueza muscular grau "tanto" e mencionar o local afetado por essa fraqueza"