ANTIBIOGRAMA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
ANTIBIOGRAMA por Mind Map: ANTIBIOGRAMA

1. IMPORTANCIA

1.1. PERMITE DETERMINAR O ANTIBIÓTICO MAIS EFICAZ EM CASO DE UMA INFECÇÃO BACTERIANA.

2. Bactérias que normalmente se isolam em antibióticos

2.1. Urocultivo

2.1.1. Streptococcus do grupo A

2.2. Coprocultivo

2.2.1. -Salmonella -Shigella -Escherichia coli -Campylobacter

2.3. Hemocultivo

2.3.1. -Staphylococcus aureus -Staphylococcus epidermidis -Escherichia coli

2.4. MRSA

3. FATORES

3.1. fatores de agente antimicrobiano *FARMACOCINÉTICA VINCULANDO A PROTEÍNAS DE PLASMA *ROTAS DE ADMINISTRAÇÃO *AÇÃO BACTERIOSTÁTICA OU BACTERICIDA * CONCENTRAÇÃO NO LOCAL DA INFECÇÃO

3.2. FATORES CONVIDADOS ¤ DOENÇA. ¤ ESTADO IMUNOLÓGICO. ¤FORMAÇÃO DE ABSCESSO.|¤PRESENÇA DE CORPO. ESTRANHO. ¤ FUNÇÃO RENAL E HEPÁTICA. ¤CONFORMIDADE COM O. TRATAMENTO.

4. FATORES DE MICROORGANISMO ¤VIRULÊNCIA ALTA. ¤CONCENTRAÇÃO DE ¤MICROORGANISMO. ¤ INFECÇÃO MISTA ¤DESENVOLVIMENTO DE RESISTÊNCIA DURANTE O TRATAMENTO.

5. MEDIÇAO DE HALOS

6. CONCEITOS GERAIS

6.1. CMI

6.1.1. Concentração MINIMA inibidora (CMI) É A MEDIDA DA SENSIBILIDADE DE UMA BACTÉRIA A UM ANTIBIÓTICO

6.2. BACTERIA SENSIVEL

6.2.1. se houver uma boa probabilidade de sucesso terapêutico no caso de um tratamento na dose usual

6.3. BACTÉRIA INTERMÉDIA

6.3.1. quando o sucesso terapêutico é imprevisível. efeito terapêutico pode ser alcançado sob certas condições (altas concentrações locais ou aumento da dosagem)

6.4. BACTÉRIA RESISTENTE

6.4.1. Se a probabilidade de sucesso terapêutico for nula ou muito baixa. Nenhum efeito terapêutico é esperado, independentemente do tipo de tratamento.

6.5. Antibióticos

6.5.1. É uma substância química produzida por um ser vivo ou derivado sintético, que mata ou impede o crescimento de certas classes de microrganismos sensíveis.

6.6. CMB

6.6.1. Concentração bactericida mínima (CMB) É a quantidade mínima de antibiótico capaz de destruir 99,9% de uma amostra inoculada em condições padronizadas.

7. História

7.1. Antigamente no egito as pessoas se curavam comendo pão mofado

7.1.1. 1928, descobrimento dos antimicrobianos

8. TEM 4 UTILIDADES PRINCIPAIS

8.1. Instauração

8.1.1. Deve-se saber se o microrganismo responsável pela infecção possui mecanismos que o tornam imune a qualquer antibiótico para não incluí-lo na terapia.

8.2. Seguimento e confirmação de tratamento empíricos

8.2.1. Às vezes, a doença infecciosa é grave e o tratamento é iniciado antes de se conhecer os dados de sensibilidade da cepa.

8.3. Epidemiológia

8.3.1. É necessário detectar o aumento dos níveis de resistência em isolados clínicos para tomar as medidas corretas.

8.4. Utilidade Diagnóstico

8.4.1. Isso porque o perfil de resistência pode, em alguns casos, guiar a identificação bacteriana.

9. O Que é?

9.1. Determina a suscetibilidade de uma colônia bacteriana a um antibiótico

9.2. Nem todos os antibióticos são eficazes contra todas as bactérias e o antibiograma ajuda o médico a escolher o antibiótico a ser prescrito. Também ajuda a acompanhar a evolução da resistência bacteriana.