Atividade física e a doença de Alzheimer

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Atividade física e a doença de Alzheimer por Mind Map: Atividade física e a doença de Alzheimer

1. Um processo de declínio de funções cognitivas.

2. Inicialmente apresenta maior comprometimento da memória recente.

3. Ainda não existe um tratamento definitivo que possa curar ou reverter a deterioração do funcionamento cognitivo causada pela DA.

4. Porém algumas pesquisas têm demonstrado a ação benéfica do exercício físico sobre a c ognição.

4.1. Alguns artigos demonstraram melhora ou atenuação do declínio cognitivo com exercício físico em idosos com declínio cognitivo leve.

4.2. Cott et al. encontraram melhora no desempenho na comunicação verbal em pacientes com DA .

4.3. maioria dos estudos, diversos tipos de atividade física sistematizada foram suficientes para manter ou mesmo melhorar temporariamente funções cognitivas de idosos com DA.

4.3.1. n

5. Lindenmuth & Moose, Rolland et al. e Palleschi et al. encontraram melhora na função cognitiva global e na atenção.

6. Este trabalho de revisão sistemática evidenciou que a prática regular de atividade física sistematizada, associada à estimulação cognitiva, contribui para a preservação ou mesmo melhora temporária de várias funções cognitivas, particularmente de atenção, funções executivas e linguagem, em pacientes com DA.