LIBÂNEO 2011 Panorama do ensino da Didática, das metodologias específicas e disciplinas conex...

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
LIBÂNEO 2011 Panorama do ensino da Didática, das metodologias específicas e disciplinas conexas nos cursos de Pedagogia: repercussões na qualidade da formação profissional por Mind Map: LIBÂNEO 2011     Panorama do ensino da Didática, das metodologias específicas e disciplinas conexas nos cursos de Pedagogia: repercussões na qualidade da formação profissional

1. CONTEXTO DA PESQUISA

1.1. pesquisa concluída em maio de 2009 sobre a situação da didática, das metodologias específicas e disciplinas conexas nos cursos de pedagogia/Goiás. 25 cursos de pedagogia: duas públicas1, duas fundações municipais e 21 privadas.

1.2. Análise de projeto pedagógico, estrutura curricular e ementas das disciplinas.

1.3. Objetivo: saber como os cursos de pedagogia estão tratando o bloco de disciplinas voltadas para a formação profissional específica de professores do Ensino Fundamental: 1º a 5º Ano.

2. CATEGORIAS ANALISADAS

2.1. Fundamentos teóricos da educação

2.1.1. Filosofia da Educação, Sociologia da Educação, Psicologia da Educação, História da Educação e correlatas.

2.2. conhecimentos referentes aos sistemas educacionais

2.2.1. Políticas públicas em educação, Estrutura e Funcionamento do Ensino, Organização do trabalho pedagógico, gestão escolar, legislação do ensino, currículo, Avaliação educacional e correlatas.

2.2.2. 12,5%

2.3. conhecimentos referentes à formação profissional específica

2.3.1. Didática, metodologias específicas e práticas de ensino, conteúdos do currículo do ensino fundamental, tecnologias da educação e correlatas.

2.3.2. 28,2%

2.3.2.1. estrutura curricular falha

2.3.3. didática instrumental,

2.3.3.1. Descrevem conhecimentos técnicos, modelos de planejamento e de procedimentos (regras de execução, técnicas).

2.3.3.2. limites

2.3.3.2.1. falta aportes teóricos e epistemológicos para a compreensão da complexidade da mediação didática.

2.3.3.3. fragmentação e a dispersão dos conteúdos (Gatti e Nunes, 2009).

2.3.4. Gatti e Nunes:

2.3.4.1. “o currículo proposto pelos cursos de formação de professores tem uma característica fragmentária, apresentando um conjunto disciplinar bastante disperso”.

2.3.5. decadência na qualidade teórica dos cursos de pedagogia.

2.3.5.1. Mudanças incorporadas na Resolução nº 1/2006-CNE

2.3.5.1.1. Perda da capacidade de formar professores-formadores.

2.3.5.1.2. grades curriculares apresentam disciplinas isoladas

2.3.5.1.3. Demonstração de clareza, por parte dos formuladores do projeto pedagógico, do conteúdo específico da didática.

2.3.5.2. maioria: baseadas na legislação do curso de pedagogia em suas três regulamentações – 1939, 1962, 1969.

2.3.6. suprem ao futuro professor de bases metodológicas e procedimentais para ensinar os conteúdos das disciplinas do currículo dos anos iniciais do ensino fundamental.

2.3.6.1. Ênfase nos aspectos metodológicos e procedimentais.

2.4. conhecimentos referentes às modalidades e níveis de ensino

2.4.1. Educação Especial, Educação de Jovens e Adultos, Educação Infantil.

2.5. Pesquisa e TCC

3. Panorama atual: quadro de incertezas e ambiguidades no formato curricular da formação

3.1. questões curriculares;

3.2. metodológicas;

3.3. legais - incapacidade do sistema de ensino (técnicos e legisladores), em formular dispositivos legais adequados para atender às necessidades de formação profissional de qualidade.

4. Referências teóricas para análise de dados:

4.1. Libâneo (1989)

4.1.1. Didática investiga as leis da aprendizagem transformando-as em princípios didáticos comuns para o ensino das disciplinas específicas, com a contribuição das demais ciências da educação e das próprias didáticas específicas e outros campos investigativos.

4.1.1.1. Essencial: compreender a didática, as didáticas e metodologias específicas e as disciplinas conexas, como disciplinas imprescindíveis à formação profissional dos professores.

4.1.1.2. Organização pedagógico-didática dos conteúdos - pressupõe análise epistemológica: que se refere aos métodos do conhecimento; à análise do objeto da ciência ensinada; procedimentos investigativos.

4.1.1.3. Didática e as metodologias específicas fazem a ponte entre a teoria pedagógica e a prática educativa escolar.

4.1.1.4. núcleo da didática: conhecimento científico dos processos de transmissão e apropriação de conhecimentos (ensino e aprendizagem) de um conteúdo disciplinar.

4.1.1.5. vincula-se a epistemologia: natureza do conhecimento, gênese e estrutura;

4.1.1.6. currículo de formação profissional de professores

4.1.1.6.1. eixo e referência para todas as disciplinas

4.1.1.7. Ensino visa a aprendizagem dos alunos, o saber científico precisa converter-se em saber a ser ensinado em condições especificas que considere as características cognitivas, físicas e socioculturais dos alunos

4.1.2. Didáticas específicas têm como objeto de estudo os saberes a serem ensinados, tendo em conta seu perfil epistemológico, de modo a articulá-lo com o nível de escolarização e as características individuais e sociais e dos alunos.

5. saberes docentes

5.1. Tardif (2002)

5.1.1. saberes da formação profissional;

5.1.2. saberes disciplinares;

5.1.3. saberes curriculares;

5.1.4. saberes experienciais.

5.2. Gauthier (1998)

5.2.1. saberes disciplinares

5.2.2. saberes das ciências da educação, saberes da tradição pedagógica;

5.2.3. saberes da ação pedagógica.

5.3. Pimenta (1997)

5.3.1. 1) o saber da matéria (conhecimento da disciplina que ensina;

5.3.2. 2) o saber pedagógico - resulta da reflexão confrontada entre o saber da matéria e os saberes da educação e da didática;

5.3.3. 3) o saber da experiência - a partir das experiências vivenciadas pelo professor e pelo aluno, incluindo as representações sobre escola e ensino.

5.3.4. Shu

5.4. Shulman (2005)

5.4.1. conhecimento didático geral;

5.4.2. conhecimento do currículo;

5.4.3. conhecimento didático do conteúdo;

5.4.4. conhecimento dos alunos e de suas características;

5.4.5. conhecimento dos contextos educativos;

5.4.6. conhecimento dos objetivos, as finalidades e os valores educativos, e de seus fundamentos filosóficos e históricos.

5.4.7. professor precisa dominar os conteúdos, as habilidades e as disposições que devem ser adquiridas pelos escolares.

5.5. Charlot

5.5.1. relação entre os saberes da formação e as práticas.

5.6. Teoria histórico-cultural

5.6.1. conceitos básicos

5.6.1.1. a mediação do professor no processo de aprendizagem das crianças, internalização (apropriação e organização interna dos instrumentos culturais como os conceitos, as habilidades,), a zona de desenvolvimento proximal, interação social, formação das funções mentais superiores.

5.6.1.2. Davídov

5.6.1.2.1. aprendizagem - apropriação pelo aluno do processo histórico real da gênese e desenvolvimento do conteúdo.

5.6.1.2.2. internalização de métodos e estratégias cognitivas gerais da ciência ensinada, formando conceitos (i.e., procedimentos mentais operatórios), tendo em vista analisar e resolver problemas e situações concretas da vida prática”.

5.6.1.3. Vygotsky

5.6.1.3.1. base - internalização das formas culturais - do saber e dos modos de agir historicamente produzidos pela sociedade.

5.6.1.4. Importância da cooperação, dialogo, interação, interlocução.

6. Resultado da Pesquisa

6.1. disciplinas: 83,9% da carga horária,

6.2. 16,1% para estágio supervisionado e atividades teórico-práticas e/ou atividades complementares.

6.3. prevalece interesses locais, práticas corporativas ou simplesmente tendências conservadoras.

7. CONCLUSÃO

7.1. ESCOLA

7.1.1. instituição social e de ensino: elemento quase ausente nas ementas.

7.1.1.1. formação de caráter abstrato - pouco integrado ao contexto concreto de atuação do professor.

7.1.2. Ementas: formação profissional específica - genéricas e teoricamente frágeis.

7.1.2.1. caráter instrumental

7.1.2.2. Ausência de preocupação epistemológica.

7.2. educadores: escola como lugar de formação cultural e científica e de desenvolvimento cognitivo, afetivo e moral, para o que concorrem os processos de ensino e de aprendizagem.

7.2.1. empenho do governo, da sociedade e das comunidades locais num sistema de ensino voltado para o conhecimento e para a formação das capacidades cognitivas, especialmente para os segmentos da população excluídos de bens materiais, culturais e das condições mínimas de cidadania.

7.2.2. importância da valorização profissional e intelectual dos professores

7.2.2.1. Primeira fase do Ens. Fundamental

7.2.2.1.1. agentes centrais da qualidade do ensino e da educação.

7.3. quatro problemas emergem com muita clareza deste estudo

7.3.1. uma estrutura curricular fragmentada e sobrecarregada;

7.3.2. didática separada dos fundamentos e metodologia;

7.3.3. separação conteúdo/metodologia nos fundamentos metodológicos;

7.3.4. ausência do ensino de saberes disciplinares.