Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
FIGURAS DE LINGUAGEM por Mind Map: FIGURAS DE LINGUAGEM

1. METÁFORA: A metáfora é uma figura de linguagem, que consiste em utilizar uma palavra ou uma expressão em lugar de outra, sem que haja uma relação real, mas em virtude da circunstância de que o nosso espírito as associa e depreende entre elas certas semelhanças.

2. COMPARAÇÃO: A comparação é uma figura de linguagem usada para descrever elementos por meio de características de outros elementos, estabelecendo uma ligação entre suas qualidades. Para isso, ela utiliza algumas expressões que explicitam a analogia feita.

3. METONÍMIA: A metonímia é uma figura de linguagem ou de palavra que consiste na substituição de uma palavra ou expressão por outra, havendo entre elas algum tipo de ligação.

4. SINESTESIA: A sinestesia é uma figura de linguagem que consiste na união de termos que expressam diferentes percepções sensoriais. São eles a audição, o paladar, a visão e o olfato.

5. EUFEMISMO: O eufemismo é a figura de linguagem usada para tornar um enunciado mais brando ou agradável e menos agressivo.

6. HIPÉRBOLE: A hipérbole é uma figura de pensamento que se caracteriza pelo exagero proposital em uma declaração. Ela pode ser identificada em falas do cotidiano, em textos literários ou artísticos e também na propaganda. Essa figura de linguagem tem caráter emotivo e busca enfatizar determinado fato ou situação por meio da deformação da realidade, já que extrapola o sentido original do texto.

7. PERÍFRASE: Trata-se de uma expressão que designa um ser através de alguma de suas características ou atributos, ou de um fato que o celebrizou.

8. IRONIA: A ironia é uma figura de linguagem utilizada para dizer-se algo por meio de expressões que remetem propositalmente ao oposto do que se quis dizer.

9. PERSONIFICAÇÃO: A personificação é uma figura de linguagem que consiste em atribuir a objetos inanimados ou seres irracionais, sentimentos ou ações próprias dos seres humanos.

10. ANTÍTESE: A antítese é uma figura de linguagem usada para realçar e intensificar o sentido daquilo que se fala por meio do uso de termos com sentidos opostos no discurso. Trata-se, portanto de uma figura de pensamento, ou seja, aquela cujo efeito dá-se pelo sentido das palavras.

11. PARADOXO: O paradoxo é uma figura de linguagem, mais precisamente uma figura de pensamento, baseada na contradição.

12. GRADAÇÃO: Gradação é uma figura de linguagem, relacionada com a enumeração, onde são expostas determinadas ideias de forma crescente ou decrescente.

13. POLISSÍNDETO: Polissíndeto é a figura de construção caracterizada pela repetição de conjunções, o que muitas vezes acaba gerando um efeito de intensificação do discurso.

14. ASSÍNDETO: O assíndeto é uma figura de linguagem que omite conjunções coordenativas, tornando o texto mais ágil e podendo, até mesmo, passar a sensação de elementos mais aglomerados.

15. PLEONASMO: O pleonasmo é uma figura de linguagem que acrescenta uma informação desnecessária ao discurso, seja de maneira intencional ou não.

16. ANÁFORA: Enquanto figura de linguagem, a anáfora é caracterizada pela repetição de uma ou mais palavras no início de versos, orações ou períodos.

17. ALITERAÇÃO: A aliteração é uma figura de linguagem que consiste na repetição de fonemas consonantais ou sílabas, para remeter a um som e estabelecer efeitos sonoros específicos no texto.

18. ASSONÂNCIA: A assonância é um tipo de figura de linguagem, chamada de figura de som ou harmonia. Ela é caracterizada pela repetição harmônica de sons vocálicos numa frase.

19. PARONOMÁSIA: A paronomásia é uma figura de linguagem que está definida na categoria de figuras de som. Isso porque ela está relacionada com a sonoridade das palavras.

20. ONOMATOPEIA: A Onomatopeia é uma figura de linguagem que reproduz fonemas ou palavras que imitam os sons naturais, quer sejam de objetos, de pessoas ou de animais. Esse recurso aumenta a expressividade do discurso, motivo pelo qual é muito utilizado na literatura e nas histórias em quadrinhos.

21. EXEMPLOS:

22. 2. "Viajar na maionese".

23. 1. Maria é fera em matemática.

24. EXEMPLOS:

25. 1. Eu estou congelando de frio!

26. 2. O professor Natal é o melhor, todo mundo no Senac é fã dele.

27. EXEMPLOS:

28. 1. Ela foi rápida feito um trem.

29. 2. Esperava que você fosse curioso como um gato.

30. EXEMPLOS:

31. 1. Vou ao barbeiro uma vez por mês.

32. 2. O fazendeiro precisava de muitos braços para o trabalho daquela semana.

33. EXEMPLOS:

34. 1. Ele não está mais entre nós.

35. 2. Depois de três garrafas, ficou alterado e começou a brigar com todo mundo.

36. DEFINIÇÃO: Figuras de linguagem são formas de expressão que destoam da linguagem denotativa. Elas dão ao texto um significado que vai além do sentido literal, portanto permitem uma plurissignificação do enunciado.

37. EXEMPLOS:

38. 1. Que bonito, hein!

39. 2. Que cena mais linda!

40. EXEMPLOS:

41. 1. A visão fria da morte tomava conta de todos.

42. 2. Sua voz soava docemente pelo salão principal.

43. EXEMPLOS:

44. 1. Água mole em pedra dura tanto bate até que fura.

45. 2. Bonito para alguns, feio para outros.

46. EXEMPLOS:

47. 1. “Juro que não acreditei, eu te estranhei/Me debrucei sobre teu corpo e duvidei/E me arrastei e te arranhei/E me agarrei nos teus cabelos” (Atrás da Porta – Chico Buarque) – repetição das vogais “ei”.

48. 2. “Meu amor/O que você faria/Se só te restasse esse dia?/Se o mundo fosse acabar/Me diz o que você faria” (O que você faria – Lenine) – repetição das vogais “ia”.

49. EXEMPLOS:

50. 1.Dei um passo, apressei-me, corri.

51. 2. Eu era pobre, era subalterno, era nada.

52. EXEMPLOS:

53. 1. - Engordou muito. Não seguiu a dieta. - Engordou muito, pois não seguiu a dieta. Note que, no segundo período, ocorre a inserção da conjunção pois.

54. 2. - Eu não fui ao treino. Não fui ao colégio. - Eu não fui ao treino nem fui ao colégio. Ocorre no segundo período, a inserção da conjunção aditiva nem.

55. EXEMPLOS:

56. 1. O Sol amanheceu triste e escondido.

57. 2. As árvores acariciaram os pássaros.

58. EXEMPLOS:

59. 1. Não entendo minha filha: ou chora, ou grita, ou reclama, ou se entristece, ou se chateia, parece que nunca está bem.

60. 2. Meu filho não quer trabalhar, nem estudar, nem ser autônomo, nem ser independente.

61. EXEMPLOS:

62. 1. A Cidade Maravilhosa (= Rio de Janeiro) continua atraindo visitantes do mundo todo.

63. 2. O Poeta da Vila (= Noel Rosa) compôs lindas canções.

64. EXEMPLOS:

65. 1. Estamos vivendo uma guerra pacífica.

66. 2. Estou cansado de ouvir essas verdades mentirosas.

67. EXEMPLOS:

68. 1. “descer para baixo”

69. 2. “subir para cima”

70. EXEMPLOS:

71. 1. O rato roeu a roupa do rei de Roma.

72. 2. Três pratos de trigo para três tigres tristes.

73. EXEMPLOS:

74. 1. O docente aplicou a prova essa tarde para os discentes.

75. 2. Durante seu descanso o peão jogava pião com seus colegas.

76. EXEMPLOS:

77. Ratimbum: som de instrumentos musicais (Ra = caixa, tim = pratos, bum = bombo); Tic-tac: som do relógio; Toc-toc: som de bater na porta; Sniff sniff: som de pessoa triste, chorando; Buááá: ruído de choro; Atchim: barulho de espirro; Uhuuu: grito de felicidade ou adrenalina; Aaai: grito de dor; Cof-cof: som de tosse.

78. EXEMPLOS:

79. Eu quero amor! Eu quero alegria! Eu quero calor! Eu quero fantasia!

80. Vi você chegando e parei. Vi você chegando e me calei. Vi você chegando e chorei…