ACUMULADORES DE ANIMAIS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
ACUMULADORES DE ANIMAIS por Mind Map: ACUMULADORES DE ANIMAIS

1. CLASSIFICAÇÃO DOS ACUMULADORES

1.1. Cuidador sobrecarregado

1.1.1. Possui laços afetivos com os animais, adiquire animais passivamente

1.1.1.1. Intervenção: persuasão com acordo verbal

1.2. Resgatador

1.2.1. Tem como missão salvar os animais, se opõe a eutanásia, adquire animais ativamente

1.2.1.1. Intervenção: ameaça de ação legal

1.3. Explorador

1.3.1. Adquire os animais para satisfazer necessidades próprias, sem empatia, sociopata, manipulador

1.3.1.1. Intervenção: processo judicial

2. DEFINIÇÃO

2.1. Transtorno mental caracterizado pelo acúmulo de animais em situações precárias e pela dificuldade em se separar dos animais

2.2. Impossibilidade de prover necessidades básicas aos animais e de evitar a deterioração dos animais e do ambiente

3. CARACTERÍSTICAS DOS ACUMULADORES

3.1. Preocupação com os animais

3.1.1. Não percebem os efeitos negativos existentes no acúmulo

3.1.2. Animais ocupam todo o seu tempo

3.1.3. Pouco contato com pessoas não envolvidas com os animais

3.2. Negligência pessoal, animal e ambiental

3.2.1. Presença de outros itens acumulados (ex.: lixo reciclável e materiais inservíveis)

3.3. Alegação de perseguição

3.3.1. Oficiais de controle animal são vistos como inimigos

3.3.1.1. Ilusão de que são "salvadores" dos animais

3.4. Comportamento de negação

3.4.1. Problemas são minimizados ou ignorados

3.4.2. Assistências são negadas

4. CONSEQUÊNCIAS

4.1. Animais

4.1.1. Superlotação

4.1.2. Estresse

4.1.3. Brigas

4.1.4. Susceptibilidade à doenças

4.1.5. Desnutrição

4.1.6. Problemas comportamentais

4.1.7. Maus-tratos

4.1.7.1. Crime

4.2. Pessoas

4.2.1. Sofrimento psíquico

4.2.2. Isolamento social

4.2.2.1. Pode, também, ser uma causa para o acúmulo

4.2.3. Abandono familiar

4.2.4. Cronicicidade

4.2.5. Negligência

4.3. Ambiente

4.3.1. Risco de incêndio

4.3.2. Risco de desabamento

4.3.3. Alojamento e disperção de doenças

4.3.4. Odor desagradável

4.3.5. Proliferação de vetores

5. PERFIL DOS ACUMULADORES

5.1. Maior parte dos casos:

5.1.1. Mulheres

5.1.2. Idade a partir dos 30 anos

5.1.3. Solteiras

5.1.4. Grau de instrução varia

5.1.5. Cães são a principal espécie acumulada

6. PSICOLOGIA DOS ACUMULADORES

6.1. Transtorno mental

6.2. Histórico

6.2.1. Traumas durante a infância e/ou fase adulta

6.2.2. Abuso

6.2.2.1. Negligência ou ausência por parte dos pais

6.2.3. Fatores psicossociais. Ex.: dificuldade em manter relacionamentos

6.2.4. Fatores ambientais

6.3. Crença

6.3.1. Creem que estão garantindo o bem estar dos animais, algo que não existiria nas ruas

6.4. Causa

6.4.1. Carência afetiva

6.4.1.1. Apego excessivo aos animais

6.4.2. Ex.: Transtorno de acumulação compulsiva; Transtorno obsessivo compulsivo.

7. COMO PROCEDER?

7.1. Trabalho multidisciplinar

7.1.1. psicólogos

7.1.1.1. tratamento psicológico para vida toda

7.1.2. veterinários

7.1.2.1. Planejamento, castração, controle parasitológico, cuidado com animais doentes, desenvolvimento de vínculos a longo prazo com o acumulador

7.1.2.2. Perícia local

7.1.3. assistentes sociais

7.1.3.1. Monitoração constante

7.1.4. Psiquiatras

7.1.4.1. Tratamento psiquico

7.1.5. Bombeiros

7.1.6. Defesa civil

7.2. ESTRATÉGIAS DE ABORDAGEM

7.2.1. Estratégia multidisciplinar

7.2.1.1. É necessário intervir com o foco na Saúde Única.

8. CARACTERÍSTICAS DA ACUMULAÇÃO

8.1. Facilitadores

8.1.1. Ajudam a perpetuar o problema

8.1.1.1. Familiares

8.1.1.2. Amigos

8.1.1.3. Abrigos

8.2. Ciclo vicioso

8.2.1. Sem supervisão, a atividade é retomada

8.2.1.1. Necessidade de monitoramento por toda a vida