Riscos Biológicos

Riscos biológicos- Biossegurança

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Riscos Biológicos por Mind Map: Riscos Biológicos

1. CLASSE DE RISCOS 1: São os agentes com menor grau de riscos biológicos, apresentando baixa ou nenhuma capacidade de gerar danos.

1.1. CLASSE DE RISCOS 2: Classificação de risco moderado, onde os agentes biológicos apresentam alguma capacidade de gerar danos ao trabalhador, porém com risco baixo de propagação no ambiente.

1.1.1. CLASSE DE RISCOS 3: Aqui, os riscos são considerados elevados, pois os agentes podem causar séries danos ao trabalhador, com riscos de propagação moderado.

1.1.1.1. CLASSE DE RISCOS: Nesta classe estão os agentes biológicos de alta periculosidade e que não possuem tratamento eficaz. Além de apresentarem risco elevado para a sociedade devido ao alto nível de propagação, podendo levar ao óbito. O Sars-Cov-2, responsável por causar a COVID-19, está entre os riscos biológicos de maior grau.

2. ENTRETANTO, INCORPORADA À NR 32 ESTÃO DUAS CORRENTES:

2.1. A) Das diretrizes básicas de proteção à saúde e segurança.

2.1.1. B) A que considerada os riscos pela exposição aos reagentes biológicos.

3. COMO OS RISCOS BIOLÓGICOS SÃO CLASSIFICADOS? OS AGENTES BIOLÓGICOS SÃO ENUMERADOS DE ACORDO COM O POTENCIAL DE RISCOS À SAÚDE, DIVIDIDOS NA SEGUINTE ORDEM: BAIXO_MODERADO _ ELEVADO _ ALTO.

4. E AFINAL, QUEM ESTÁ MAIS EXPOSTO AOS RISCOS BIOLÓGICOS? Não são apenas os profissionais de saúde que estão expostos aos riscos biológicos, mas estes são, claramente, os que mais dependem das estratégias de biossegurança dentro do ambiente de trabalho.

5. DENTRO DESSE GRUPO, PODEMOS DESTACAR ALGUMAS ATIVIDADES QUE EXPÕEM TRABALHADOR EM SAÚDE AO AGENTES DE RISCO:

5.1. Contato com pacientes em isolamento decorrente de doenças contagiosas ou com seus objetivos de uso não esterilizados.

5.1.1. Manipulação de agentes biológicos em laboratório.

5.1.1.1. Limpeza e manutenção em clínicas, unidades de saúde e hospitais.

5.1.1.1.1. Atendimento hospitalar em geral.

6. NR 32 E A BIOSSEGURANÇA NOS SERVIÇOS DE SAÚDE: Entre muitas normas, a NR 32 foi criada para estabelecer medidas de proteção aos trabalhadores em Serviços de Saúde. Contudo, além dos riscos biológicos, a norma também aborda os riscos físicos, químicos, ergonômicos e por acidentes.

7. A partir das medidas de prevenção relacionadas aos riscos biológicos, a norma estabelece que as instituições adotem o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA). Esse documento deve conter dados que identifiquem os riscos mais prováveis, em função da característica do serviço, localização e setores. Além de considerar:

7.1. fontes de exposição e reservatórios; vias de transmissão e de entrada; grau transmissibilidade, patogenicidade e virulência do agente; nível de persistência do agente biológico no ambiente; estudos epidemiológicos, dados estatísticos ou quaisquer outros estudos científicos.

8. Principais medidas de biossegurança na área da saúde:

8.1. Chamamos de biossegurança o conjunto de medidas e normas utilizadas na proteção dos trabalhadores frente aos riscos biológicos. Desse modo, é possível criar barreiras e evitar acidentes de trabalho que envolvam os agentes nocivos ao qual os profissionais estão expostos.

8.2. Principalmente em ambientes hospitalares, farmacêuticos e laboratoriais, a biossegurança é fundamental para garantir que as atividades laborais sejam desempenhadas de forma segura e salubre. Para tanto, é necessário estabelecer critério e seguir algumas regras, como:

8.2.1. elaborar Procedimentos Operacionais Padrão (POPs); fazer uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs); realizar o descarte adequado dos materiais e resíduos; adotar mecanismos de orientação contínua.

9. Sobretudo, a biossegurança requer práticas e tecnologias que ajudem a evitar os riscos biológicos, diminuindo a exposição do trabalhador aos agentes. Para isso, são necessárias estratégias que contribuam, entre outras medidas, com a redução de acidentes envolvendo elementos tóxicos.

10. Assim, utilizando como base o contexto da NR 32, fica nítido que os riscos potenciais se tornam mais próximos quando o trabalhador não está preparado e orientado para as medidas de segurança necessárias.

11. Portanto, é imprescindível que os gestores e líderes de instituições se preparem para melhorar suas estruturas. E, consequentemente, apliquem de modo correto todas normas que orientam para a segurança e saúde dos profissionais que se dedicam às atividades em saúde.

12. Novo Tópico

13. Novo Tópico