ANSIOLÍTICOS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
ANSIOLÍTICOS por Mind Map: ANSIOLÍTICOS

1. ANSIEDADE: sentimento desagradável, alerta, resposta a ameaça desconhecida.

1.1. BARBITÚRICOS

1.2. São da Classe dos benzodiazepínicos: pertencem a substâncias que deprimem o (SNC), provocando calma ou sedação (sonolência).

1.3. Os barbitúricos ( ácido barbitúrico) antes era a droga de escolha para o tratamento da insônia. O declínio ocorreu a: mortes por ingestão acidental, uso em homicídios e suicídios, e por novas drogas benzodiazepínicas

2. CONCEITO: efeito contrário a ansiedade, reduzir sinais e sintomas, a medicação não cura a ansiedade

2.1. CLASSE DOS ANSIOLÍTICOS

2.2. Atuam no neurotransmissor da GABA – sob seus receptores e melhorando sua afinidade.

2.3. Tipos de drogas : Benzodiazepínicos, Barbitúrico, Zolpidem, Antihistamínico, Fitoterápicos, dentre outros.

3. Tratamento farmacológico só trata sinais e sintomas

3.1. MECANISMO DE AÇÃO DOS BABITÚRICOS

3.2. Aumentando a atividade do neurotransmissor ácido – GABA, que induz a inibição do Sistema Nervoso Central (SNC), causando a sedação, com ação depressora do SNC, diminuindo :o metabolismo cerebral, o consumo de oxigênio, o fluxo sanguíneo cerebral, e a diminuição da pressão intracraniana

3.3. NO ORGANISMO: podem causar depressão profunda, mesmo em doses que não têm efeito sobre outros órgãos. efeito sedativo, anestésico cirúrgico, ou até a morte

3.4. ABSORÇÃO: pode ser oral, intramuscular, endovenoso, ou retal, ligam a proteínas do sangue e vão agir principalmente no cérebro, devido ao seu alto fluxo sanguíneo

3.5. METABOLISMO E EXCREÇÃO: metabolizados no fígado e excretados na urina

4. Tratamento da ansiedade é na terapia

5. Principais sintomas somáticos: ligado ao nervoso simpático, náusea, diarreia, alteração de apetite, xerostomia

5.1. CONSEQUÊNCIA DO USO: a dose que começa a intoxicar está próxima da que produz os efeitos terapêuticos desejáveis, e começam a surgir distúrbio na coordenação motora, estado de inconsciência e dificuldade para se movimentar.

6. Principal ação dos ansiolíticos: redução do estado de ansiedade ou agressividade, pode ser usado no estado agudo ou crônico

7. Também atuam na indução e no aumento do tempo de duração do sono, além de relaxamento

7.1. DEPENDÊNCIA E TOLERÂNCIA: leva ao um estado de dependência, com o tempo a dose tem ser aumentada, ocorrendo a tolerância, quando as doses são maiores logo no início.

7.2. NOME GENÉRICO

7.2.1. NOME COMERCIAL

7.2.1.1. DURAÇÃO DE AÇÃO

7.2.1.2. Ação curta a intermediária, Ação prolongada

7.2.2. Amital , Veronal

7.3. Amobarbital, Barbital

8. Indicação de uso: Transtorno de ansiedade, síndrome do pânico, fobias, TOC e outros

9. Efeitos colaterais e riscos: sonolência, confusão, amnésia, alteração na coordenação motora, dependência, sono prolongado,