Funções Orgânicas

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Funções Orgânicas por Mind Map: Funções Orgânicas

1. Cetonas: compostos orgânicos que pertencem ao grupo de funções oxigenadas. Na sua composição consta carbono numa ligação dupla com oxigênio, o que recebe o nome de carbonila. Cetona tem como característica principal a presença de um carbono secundário conectado, por dupla ligação, a um oxigênio; é bem semelhante ao grupo aldeído, que tem em seus compostos a carbonila na extremidade da cadeia.

2. Amida: compostos orgânicos nitrogenados que apresentam como principal característica a presença de um grupo carbonila (carbono que realiza uma ligação dupla com o oxigênio), ligado diretamente a um nitrogênio, que, por sua vez, pode ligar-se a dois átomos de hidrogênio. As amidas são polares, sólidas, realizam ligações de hidrogênio, possuem pontos de fusão e ebulição elevados, são mais densas que a água e são mais solúveis em solventes orgânicos, Na nomenclatura de uma amida, utilizamos prefixo (do número de carbonos), infixo (tipo de ligação entre os carbonos) e o sufixo amida.

3. Amidas: compostos orgânicos identificados pelo grupo funcional derivado da amônia (NH 3), em que há a troca de um, dois ou três hidrogênios ligados ao nitrogênio por cadeias carbônicas. As aminas são compostos polares. As aminas primárias e secundárias são capazes de realizar ligações de hidrogênio, terciárias realizam interação dipolo permanente. As aminas com até cinco carbonos são solúveis em água e etanol.

4. Ésteres: compostos orgânicos produzidos através da reação química denominada de esterificação: ácido carboxílico e álcool reagem entre si e os produtos da reação são éster e água. Os ésteres possuem um radical carbônico no lugar do hidrogênio dos carboxílicos, sendo essa a característica que distingue um do outro. É através da esterificação que surgem os ésteres. O Éster não é solúvel em água, mas sim em álcool, éter e clorofórmio. O ponto de ebulição do éster é menor do que o dos álcoois.

5. Éter: uma função orgânica oxigenada, isto é, apresenta o elemento químico oxigênio, além de carbono e hidrogênio. Essa função possui como principal característica estrutural a presença de dois radicais orgânicos ligados a um átomo de oxigênio. Os éteres podem ser caracterizados pela presença do átomo de oxigênio ligado a dois grupos orgânicos, o éter etílico faz parte desta classe de compostos e possui outras denominações como: éter sulfúrico, éter dietílico ou etoxietano. O éter etílico possui como propriedade característica a extrema volatilidade.

6. Ácido carboxílicos: compostos que apresentam o grupo carboxila no início ou fim da molécula. A carboxila é representada por COOH e representa a união do grupo carbonila (C=O) e da hidroxila (OH). Compostos orgânicos que apresentam o grupo funcional carboxila, isto é, um carbono que realiza uma ligação dupla com oxigênio e uma ligação simples com um grupo OH. Os compostos pertencentes a esse grupo apresentam capacidade corrosiva e sabor azedo, pois são ácidos.

7. Aldeído: o etanal, também denominado aldeído acético ou acetaldeído, é um líquido incolor, de odor característico, volátil, tóxico e inflamável. Graças à presença do grupo carbonila, as moléculas de aldeído fazem pontes de hidrogênio entre si. Os aldeídos são denominados de compostos carbonílicos porque apresentam o grupo carbonila C = O. Esses compostos são incolores, e os de tamanho inferior têm cheiro irritante e os de cadeia carbônica maior têm cheiro agradável, na natureza podem ser encontrados nas fases sólida, líquida ou gasosa.

8. Álcool - etanol: o etanol comum é o álcool hidratado, mistura de álcool e água que precisa ter de 95,1% a 96% de graduação alcoólica. O etanol aditivado é o álcool hidratado com aditivos que proporcionam melhor rendimento e um desgaste menor do motor (porém a controvérsia sobre o etanol aditivado, veja mais abaixo). O etanol é um composto leve, fácil de ser obtido e que se mistura facilmente com água e com a grande maioria dos líquidos de baixo peso molecular. Ele é altamente inflamável, podendo entrar em combustão, se submetido a uma fonte de calor, a partir de 13°C.

9. Sal orgânicos: os sais orgânicos são obtidos por meio da reação entre um ácido carboxílico e uma base, em que o hidrogênio da carboxila é substituído pelo metal da base (ou pelo íon amônio) e origina o sal em questão, além de água. Existem duas acepções para o termo sal orgânico: Em química, são compostos originários da reação de uma base inorgânica com um ácido carboxílico, formando um ânion carboxilato acompanhado de um cátion, proveniente da base, sendo normalmente um metal ou o amônio.