ANEMIA HEMOLÍTICA IMUNOMEDIADA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
ANEMIA HEMOLÍTICA IMUNOMEDIADA por Mind Map: ANEMIA HEMOLÍTICA IMUNOMEDIADA

1. Estado de Hipercoagulabilidade.

2. A doença:

2.1. Distúrbio imunológico de maior prevalência em cães e menos comumente gatos.

2.1.1. Primária (não-associada) ou pode ser Secundária (associada)desencadeada por algum outro fator/ doença.

3. Características:

3.1. Hipersensibilidade tipo 2.

3.2. Hipersensibilidade Citotóxica- mediada por anticorpos.

3.3. Anticorpos IgG ou IgM - autoimunes e ligam-se a antígenos.

3.4. Ocorre destruição das hemácias.

4. Principais complicações:

4.1. Predispõe coagulação intravascular e tromboembolismo pulmonar.

4.2. Causa de óbito em 80% dos casos.

5. Manifestações Clínicas:

5.1. Dependem do tempo desaparecimento (agudo ou crônico) e da intensidade da anemia.

5.2. Sintomas: apatia, anorexia, vômito e diarreia - comum em ambos.

5.3. Crônico: apresentam mecanismos compensatórios melhores estabelecidos - menor intensidade taquicardia e taquipnéia.

5.4. Aguda: síncopes e intolerância a exercícios, além de taquicardia e taquipnéia.

6. Diagnóstico:

6.1. Exclusão de outras causas de anemia.

6.2. Constatação de um ou mais sinais: -anemia moderada a grave -evidencia de hemólise -presença de anticorpos nas hemácias.

7. Tratamento:

7.1. Supressão da resposta imune.

7.2. Glicocorticoides, Azatioprina, Ciclosporina, Leflunomida: imunossupressores mais utilizados.

7.3. Imunoglobulina intravenosa: utilizada em casos mais graves.

7.4. Terapia: longos períodos de tratamento.

7.5. Alguns casos - tratamento suporte: -transfusões sanguíneas, -fluidoterapia -antibioticoterapia.