EXAME FISÍCO DE CABEÇA E PESCOÇO

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
EXAME FISÍCO DE CABEÇA E PESCOÇO por Mind Map: EXAME FISÍCO DE CABEÇA E PESCOÇO

1. Pescoço: - Inspecione: pele; simetria, posição da cabeça centralizada na linha média e músculos acessórios do pescoço devem ser simétricos. A cabeça deve ser mantida ereta e firme. Amplitude de movimento – realizar movimentação ativa (girar a cabeça, estender para trás, flexionar), o movimento deve ser suave e controlado. À medida que a pessoa movimenta observar aumento no volume das glândulas salivares, tireoide e linfonodos. Normalmente não há aumento. - Exame dos linfonodos: inspeção e palpação: Linfonodos pré-auriculares – auricular posterior – occipitais – cervicais superiores – submandibulares – submentonianos – cadeia cervical profunda – cervical posterior – supraclaviculares. Pesquisar: dor, volume, forma, características da pele, mobilidade. - Traqueia: inspeção - deve situar-se na linha média do pescoço; palpação – observar mobilidade, pesquisar massas, crepitações.

2. Boca: - Inspeção dos lábios: cor, umidade, fissuras, lesões. Retrair e inspecionar face interna. - Inspeção dos dentes e gengivas; observar ausência de dentes, anormalidades de posicionamento, dentes frouxos, presença de cáries. Gengivas: edema, sangramentos, retraídas, descoradas. - Inspeção da mucosa oral e língua: cor, umidade, lesões, salivação. - Inspeção do palato e da garganta: úvula, amígdalas: coloração, presença de exsudato, tamanho. - Palpação do assoalho da boca: pesquisar nódulos, ulcerações.

3. Nariz: - Inspeção do nariz externo: observar desvio da linha média, deformidades, inflamações ou lesões - Testar permeabilidade das narinas - Cavidade nasal: com auxílio de lanterna visualizar mucosa (cor vermelha normal, úmida), septo nasal (desvios). - Palpação dos seios paranasais: pressionar os seios frontais palpando acima e abaixo das sobrancelhas; pressionar os seios maxilares – pesquisar dor.

4. Olhos: - Acuidade visual - Inspecionar estruturas oculares externas: sobrancelhas, pálpebras e cílios – observar simetria, edema, secreções, lesões, movimentação. - Examinar a mobilidade visual: acompanhar com os olhos dedo que se move nas 4 direções, o movimento deve ser conjugado.

5. Face: Observar pele, expressão facial, formato das estruturas faciais, simetria das estruturas faciais em geral e das sobrancelhas, das fissuras palpebrais, das dobras nasolabiais e dos lados da boca. Observe alterações.

6. Cabeça: Deve-se inspecionar a cabeça do paciente observando tamanho, forma e contornos. O crânio é geralmente arredondado, com proeminências na região frontal anteriormente na área occipital posteriormente. As deformidades cranianas locais são tipicamente provocadas por traumas.

7. Materiais: lanterna clínica, espátula, estetoscópio, otoscópio, luva descartável.

8. Posição para realizar o exame: Sentada

9. O exame da cabeça e do pescoço, deverá incluir a cabeça, os olhos, as orelhas, o nariz, a boca, a faringe e o pescoço como um todo, que corresponde aos linfonodos, artérias carótidas, glândula tireoide e traqueia.

10. Semiotécnica: inspeção, palpação e ausculta.