Teoria Geral da Administração

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Teoria Geral da Administração por Mind Map: Teoria Geral da Administração

1. Teoria dos Sistemas

1.1. Produz teorias e formulações conceituas para aplicar na realidade empírica - Uma visão diferente da realidade organizacional

1.2. Integração das ciências naturais e sociais

1.2.1. Ludwig Von Bertalanffy

1.3. Um modo mais abrangente de estudar os campos não físico do conhecimento científico, uma síntese e integração das teorias.

1.4. Os sistemas existem dentro de sistemas - Cada sistema é constituído de subsistemas e, ao mesmo tempo, faz parte de um sistema maior, o supra-sistema

1.4.1. Os sistemas são abertos: cada sistema existe dentro de um meio ambiente constituído por outros sistemas maiores

1.5. As funções de um sistema dependem de sua estrutura: cada sistema tem um objetivo ou finalidade e que constitui o seu papel no intercâmbio com outros sistemas dentro do meio ambiente

1.5.1. Proporciona uma visão compreensiva, abrangente, holística e gestáltica de um conjunto de coisas

2. Teoria da Contingência

2.1. Jean Woodward foi a principal idealizadora da Teoria da Contingência, ela considerava que as organizações de maior sucesso são as que conseguem que haja interação, com mais facilidade da sua melhor estrutura organizacional com suas tecnologias básicas

2.1.1. Surgiu em 1972 e estava baseada no princípio de que nas organizações nada é absoluto, tudo é relativo

2.2. A estrutura da organização e seu funcionamento dependem de sua interface com o ambiente externo

2.3. Não se alcança a eficácia organizacional seguindo um único modelo organizacional, ou seja, não existe uma forma única e melhor para alcançar objetivos variados dentro de ambientes variados

2.3.1. Há uma relação funcional entre a organização e o ambiente, existe variáveis internas e externas

2.4. Um bom gestor deve adaptar-se às mudanças conjunturais e conseguir aproveitar as oportunidades oferecidas pelo ambiente, para cada situação pode merecer uma solução

3. Administração por Objetivos

3.1. A análise da interação das organizações com os fatores ou variáveis externas sofre elevada influencia dos objetivos estabelecidos nos diversos níveis das organizações

3.1.1. Peter Ferdinand Drucker foi o principal idealizador, ele mostrou que a administração é uma atividade interligada, mas diferente das outras atividades de uma organização e portanto, deve ter estudos, análises e pesquisas específicas, pois somente assim o conhecimento da administração poderá evoluir

3.2. Proporcionou a ferramenta básica e o foco orientativo inicial para o posterior estabelecimento de outros instrumentos administrativos para a interação das organizações com o ambiente organizacional, tais quais foram consolidados pela Teoria da Contigencia

3.2.1. É um modelo de administração por meio do qual as gerências estabelecem metas para sua administração no início de cada período, de preferência coincidindo com o exercício fiscal da empresa, em consonância com as metas gerais da organização fixa das pelos acionistas, por meio da diretoria

3.3. A APO é um processo pelo qual gerentes e subordinados identificam objetivos comuns, definem as áreas de responsabilidade de cada um em termos de resultados esperados e utilizam esses objetivos como guias para sua atividade

3.3.1. A APO é um método no qual as metas são definidas em conjunto pelo gerente e subordinado, as responsabilidades são especificadas para cada um em função dos resultados esperados, que passam a constituir os indicadores ou métricas de desemprenho sob os quais ambos serão avaliados.