Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
AFOGAMENTO por Mind Map: AFOGAMENTO

1. ANTES DE ENTRAR NA ÁGUA * Retire roupas e sapatos que possam pesar na água; * Entre sempre mantendo a visão da vítima; * Deixe que a vítima se acalme antes de chegar muito perto; * Durante o socorro, mantenha-se calmo, e acima de tudo, não se exponha a riscos desnecessários.

1.1. TRANSIÇÃO DA ÁGUA PARA O SOLO * Coloque seu braço esquerdo por sob a axila esquerda da vítima e trave o braço esquerdo; * O braço direito do socorrista por sob a axila direita da vítima segurando o queixo de forma a abrir as vias aéreas, desobstruindo-as, permitindo a ventilação durante o transporte; * Quando possível utilize uma prana de imobilização e colar cervical, ou improvise com prancha de surf.

2. DEFINIÇÃO

2.1. É a asfixia gerada por aspiração de líquido de qualquer natureza que venha a inundar o aparelho respiratório. Resultará na suspensão da troca ideal de oxigênio e gás carbônico pelo organismo.

3. PRINCIPAIS CAUSAS

3.1. * Uso de drogras; * Epilepsia; * Traumatismo; * Acidentes de mergulho; * Doenças Cardíacas ou Pulmonares; * Falta de supervisão de menores.

4. PRINCIPAIS LOCAIS DE OCORRÊNCIA

4.1. Aspiração leva a efeito de esponja, causando hipovolemia.

4.2. * Ambiente doméstico, como exemplo banheiras; * Acidentes envolvendo vasos sanitários, baldes de limpeza, piscinas ou até mesmo caixas de esgoto; * Rios, lagos, represas ou praias.

5. FISIOPATOLOGIA NO AFOGAMENTO

5.1. ASFIXIA SECA

5.1.1. Espasmo reflexo da glote.

5.2. ASFIXIA ÚMIDA

5.2.1. Entrada de líquido nas vias aéreas interferindo na troca de oxigênio por gás carbônico de duas formas, sendo por obstrução parcial das vias aéreas superiores por uma coluna de líquido ou por inundação dos alvéolos por líquido.

6. ÁGUA DOCE OU SALGADA

6.1. SALGADA

6.2. DOCE

6.2.1. Água hipotônica, leva a absorção de líquidos do alvéolo para a circulação, causa atelectasia, causando hipervolemia.

7. RESGATE

7.1. * Decida o local por onde irá atingir ou ficar mais próximo da vítima; * Tente realizar o socorro sem entrar na água; * Se decidir entrar na água para socorrer: 1 - Avise alguém que você tentará salvar e que chame por socorro profissional; 2 - Leve consigo algum material de flutuação.

8. SUPORTE BÁSICO DE VIDA

8.1. PRIMEIRA ETAPA

8.1.1. Ao sair da água, coloque o afogado em decúbito dorsal, deixando a cabeça e o tronco na mesma linha horizontal, e deixando que a água aspirada durante o afogamento deixe ser absorvida pelo corpo, pois essa tentativa de retirar a água, retarda o início da ventilação e oxigenação, além de facilitar a ocorrência de vômitos, cheque a resposta da vítima, "você está me ouvindo?", caso a resposta seja sim, coloque a vítima em posição lateral até que sua recuperação seja total, caso não, vá para a segunda etapa.

8.2. SEGUNDA ETAPA

8.2.1. Caso a vítima esteja inconsciente, chame o resgate e faça a desobstrução das vias aéreas através da extensão de pescoço, sempre atento ao trauma cervical, em vítimas com PCR, começar a RCP e aguardar o resgate.