Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Anemia por Mind Map: Anemia

1. Classificação

1.1. Ferropenica

1.1.1. Deficiência de ferro

1.2. Meganoblastica

1.2.1. Deficiência de b12

1.3. Hemolítica

1.3.1. Diminuição do tempo de vida

1.4. Aguda

1.4.1. Perda súbita de sangue

1.5. Pós hemorrágica

1.5.1. Trauma

1.6. Mínima

1.6.1. Próxima dos valores normais

1.7. Crônica

1.7.1. Volemia normal

1.8. -

1.9. Talassêmicas

1.9.1. Relacionada as cadeias

2. Anemia meganoblástica

2.1. Constitui:

2.2. Deficiência de b12

2.2.1. Fator intrínseco indisponível

2.2.2. Absorção ineficaz

2.3. Deficiência de ácido fólico

2.4. Verificado através :

2.4.1. Hemograma

2.4.1.1. Macrocidica

2.4.1.2. Hipercrômica

2.5. Compreende:

2.5.1. Ácido fólico e b12

2.5.2. Essenciais para o DNA

2.5.3. Ácido fólico

2.5.3.1. Presente em vegetais

2.5.4. B12

2.5.4.1. Carnes e peixes

2.6. Tratado através:

2.6.1. Deficiência de folato

2.6.1.1. Ácido fólico

2.6.2. Orientação alimentar

2.6.2.1. Vegetais

2.6.2.2. Carne

2.6.2.3. Frutas

2.7. Deficiência de cobalamina

2.7.1. Cobalamina

2.7.2. Hidroxicobalamina

3. Fatores de risco

3.1. Socioeconômicos

3.2. Idade

3.3. Alimentares

3.3.1. Deita não balanceada

3.4. Distúrbios intestinais

3.5. Diabetes

3.6. Hipertenso

4. Anemia ferropenica

4.1. Etiologia

4.1.1. Fisiológico

4.1.1.1. Gestante

4.1.1.2. Parto

4.1.1.3. Puerpério

4.1.2. Nutricional

4.1.2.1. Falta de alimento animal

4.1.3. Transferrina diminuída

4.1.3.1. Transporte dificultado

4.1.4. Patológicos

4.1.4.1. Sangramento

4.1.5. Parasitose

4.2. Verificado através :

4.2.1. Hemograma

4.2.1.1. Microcidica

4.2.1.2. Hipocromica

4.2.1.3. Diminuição dos elementos do ferro

4.2.1.3.1. Ferritina

4.2.1.3.2. Transferrina

4.3. Tratado através :

4.3.1. Fumarato ferroso

4.3.2. Glutonato ferroso

4.3.3. Sulfato ferroso

4.3.4. Orientação alimentar

4.3.4.1. Carne

4.3.4.2. Suco de frutas

4.3.4.3. Evitar chá

4.3.4.3.1. Café

4.3.4.3.2. Abacaxi

4.3.4.3.3. Leite

5. Tratamento

5.1. Formado por :

5.1.1. Fármacos

5.1.1.1. Depende

5.1.1.2. Anemia

5.1.1.3. Sulfato ferroso

5.1.1.3.1. Fumarato ferroso

5.1.1.4. Ácido fólico

5.1.1.5. Cobalamina

5.1.2. Não fármacos

5.1.2.1. Orientação alimentar

5.1.2.1.1. Rico em carnes e verduras

5.1.2.1.2. Diminuição de alimentos gordurosos

6. Manifestação clínica

6.1. Palidez

6.2. Cansaço

6.3. Falta de apetite

6.4. Queda do cabelo e unhas

6.5. Tontura

7. Diagnóstico

7.1. Anamnese

7.1.1. Verificar os hábitos alimentares

7.1.2. Sinais e sintomas

7.1.2.1. Definir qual anemia

7.2. Verificar :

7.2.1. Hemograma

7.2.1.1. Hcm

7.2.2. Vcm

7.3. Exames de fezes

7.4. B12 na urina

7.5. Exame microscópico de fezes

7.6. Avaliar :

7.6.1. Eritrócito

7.6.2. Leucócito

7.6.3. Plaquetas

8. Relação médica

8.1. Propor :

8.2. Dieta

8.3. Informações alimentares

8.4. Solicita

8.4.1. Exames

8.5. Percebe

8.6. Deficiência do paciente

9. Conceito :

9.1. Consiste

9.1.1. Diminuição de hemoglobina

9.1.2. Hematócrito

9.1.2.1. Homem

9.1.2.1.1. Abaixo de 13 g/dl

9.1.2.2. Mulher

9.1.2.2.1. Abaixo de 12 g/ dl

9.1.2.3. Crianças e gestantes

9.1.2.3.1. Abaixo de 11 g /dl

10. Hematopoiese

10.1. Formação dos elementos do sangue

10.2. Produzida pela medula óssea

10.3. Produção normal precisa

10.3.1. Vitamina b12

10.3.2. Ácido fólico

10.3.3. Vitamina b6

10.4. Função:

10.4.1. Transportar o2

10.4.2. Carbono

11. Componentes

11.1. Ana Lorena

11.2. Joanne

11.3. Beatriz

11.4. David

11.5. Gustavo Pires

11.6. Luís Henrique

11.7. Renata

11.8. Carlos

11.9. Kaio César

11.10. Thalyta

11.11. Thayna

12. Referências

12.1. FAILACE, R.; FERNANDES, F. Hemograma: manual de interpretação. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2015

12.2. ARGENTINA DE PEDIATRÍA, Sociedad; SUBCOMISIONES, Comités. Anemia ferropénica. Guía de diagnóstico y tratamiento. Arch Argent Pediatr, v. 107, n. 4, p. 353-361, 2009.

12.3. CANÇADO, Rodolfo D.; CHIATTONE, Carlos S. Anemia ferropênica no adulto: causas, diagnóstico e tratamento. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, v. 32, n. 3, p. 240-246, 2010.

12.4. VENTIMIGLIA, Fernando Daniel et al. Valor diagnóstico de la morfología eritrocitaria en las anemias. Acta bioquímica clínica latinoamericana, v. 51, n. 3, p. 379-386, 2017.

12.5. PORTH, C. M.; MATFIN, G. Fisiopatologia.9. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2015.

12.6. GOLDMAN, Lee; SCHAFER, Andrew I. GOLDMAN-CECIL MEDICINA. 25ª. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018.

12.7. BAVIERA, LC Blesa. Anemia ferropénica. Pediatria Val Serrería II Val, p. 297-308, 2016.

12.8. CANÇADO, Rodolfo D.; CHIATTONE, Carlos S. Anemia ferropênica no adulto: causas, diagnóstico e tratamento. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, v. 32, n. 3, p. 240-246, 2010.