Formação de leitores na Educação Profissional e Tecnológica: uma ação no Instituto Federal de Ser...

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Formação de leitores na Educação Profissional e Tecnológica: uma ação no Instituto Federal de Sergipe - Campus Estância por Mind Map: Formação de leitores na Educação Profissional e Tecnológica: uma ação no Instituto Federal de Sergipe - Campus Estância

1. MÉTODOS DE PESQUISA

1.1. leituras, pesquisa sobre o perfil do aluno

1.2. produto educacional (sequencia didática)

1.3. guia pedagógico

2. OBJETIVOS DO TRABALHO

2.1. desenvolver um guia pedagógico

2.2. Investigar oráticas de leitura, compreensão textual e pesquisa.

2.3. Estimular as práticas de leitura. e o pensamento crítico

2.4. Demonstrar a importância do hábito de leitura

2.5. Desenvolver uma sequencia didática (experiências de leitura)

3. Autor: Cyndi Moura Guimarães de Oliveira

4. Área de concentração: práticas educativas em EPT

5. Local de realização: Instituto Federal do Sergipe

6. RESUMO

6.1. INTRODUÇÃO

6.1.1. país de não leitores

6.1.2. deficiência na compreensão do que se lê

6.1.3. busca de constituição do ser crítico e omnilateral

6.1.4. realização de um produto educacional que incentive a leitura

6.2. público alvo: alunos do 2 amo de Agricultura do Ensino Médio Integrado do IFS

6.3. PARTE TEÓRICA

6.3.1. Estudo sobre educação Profissional no Brasil Dante Moura 2007;

6.3.2. Constituição do ser crítico e omnilateral de Saviani (1989)

6.4. Resultado: positivo

6.5. Objetivo: desenvolver o hábito da leitura

6.6. palavras chave: Educação; Leitura; Educação profissional; Ensino

7. RESULTADOS APONTADOS

7.1. 65% gostam de ler pouco, 17,5% gostam muito,17,5 não gostam

7.1.1. Empréstimos na Biblioteca

7.1.1.1. 39% até 10 livros, 35% nunca pegaram livros literários, 19% nunca pegaram livros, 7% entre 11 e 18 livros literários

7.1.1.1.1. período de pesquisa, início do ingresso na Instituição

8. ANÁLISE DE DADOS

8.1. levantamento estatístico e questionário

8.2. pesquisa ora qualitativa ora quantitativa

9. As limitações apontadas: por não ser a professora regente da classe

9.1. Depender da boa vontade e disponibilidade (docente e discente)

10. CONCLUSÃO

10.1. estímulo à formação omnilateral dos sujeitos

10.1.1. vivência de outras realidades

10.1.1.1. novas possibilidades de leitura

10.2. possível desenvolvimento de pesquisas futuras

10.3. possibilidade de aplicação de novas tecnologias no incentivo à formação de leitores

11. Referências: são relevantes e há um misto entre clássicos e atuais

12. Produto educacional: Sequencia didática (roda de leitura e um filme)

13. Relação do produto com os dados do programa: positiva e eficiente

14. Trabalho original (leitura e tecnologias)