ARTIGOS SOBRE A APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS DE CLASSIFICAÇÃO PARA A GESTÃO DE ESTOQUES

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
ARTIGOS SOBRE A APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS DE CLASSIFICAÇÃO PARA A GESTÃO DE ESTOQUES por Mind Map: ARTIGOS SOBRE A APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS DE CLASSIFICAÇÃO PARA A GESTÃO DE ESTOQUES

1. Estes dois estudos (ARTIGO 1 E 2), falam sobre o consumo hospitalar, e como esse consumo precisa de um gerenciamento nos recursos de materiais.

2. 3. GESTÃO DE ESTOQUES A PARTIR DA UTILIZAÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO ABCXGUS: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PIZZARIA NA CIDADE DE BRAGANÇA-PA

2.1. o respectivo estudo tem o objetivo de gerir os materiais considerados mais importantes e de os maiores custos por meio de classificação ABC e GUS.

2.1.1. CLASSIFICAÇÃO ABC serve para o controle de estoque de componentes. Classe A: Pequena quantia de itens, mas com uma grande parcela de recursos envolvidos. Classe B: Itens intermediários. Classe C: Representa uma grande quantidade de itens, mas de baixa porcentagem monetária.

2.1.1.1. c

2.1.2. METODOLODIA E COLETA DE DADOS pesquisa quantitativa em uma pizzaria, que por meio de informações é transformado em dados

2.1.2.1. CLASSIFICAÇÃO ABC representatividade dos produtos: A: 80% B: 15% C: 5%

2.1.2.2. CLASSIFICAÇÃO GUS representatividade dos produtos: G: 54 sabores do cardápio. U: igredientes que fazem parte de pelo menos 4 operações da montagem de pizza, e no máximo 53. S: É composta por igredientes que se limitam em poucos sabores, sendo usados em três operações diferentes.

2.1.2.3. ABC X GUS foram considerados aqueles mais importantes e também aqueles mais propensos a erros na aquisição sendo escolhidos cinco dentre o total. através das fórmulas do estoque de segurança, ponto de pedido e lote econômico, foi possível encontrar os valores ideais para cada um desses durante a aquisição.

2.1.2.4. com os valores é possível gerenciar o estoque com maior precisão.

2.1.3. CLASSIFICAÇÃO GUS aplicação do produto, servindo para orientar políticas de configuração e cobertura de estoques Classe G: produto GERAL, podendo ser necessário para diversas famílias de produtos ou operações, sendo administrado centralmente em uma divisão Classe U: produto UNICO, que é exclusivo de uma famiília de produtos, sendo administrada em uma divisão local Classe S: produto ESPECÍFICO, sendo utuliszado exclusivamene em um produto, sendo requerida em uma ordem de compra fechada

3. 4. Aplicação das Curvas PQR e ABC como base para o desenvolvimento da estratégia de gestão de estoques em uma indústria farmacêutica do centro-oeste mineiro.

3.1. esse estudo quer mostrar as vantagens na utilização das ferramentas da gestão de estoque para um melhor controle do material de embalagem de uma indústria farmacêutica

3.1.1. CLASSIFICAÇÃO ABC: técnica que agrupa os produtos em função de seus valores e consumos. Classe A: 10% dos itens, representando 70% do valor monetário total do estoque. Classe B: 20% dos itens, representando 20% do valor monetário total do estoque. Classe C: 70% dos itens, representando 10% do valor monetário do estoque.

3.1.2. CLASSIFICAÇÃO PQR: separa os itens em tres categoria Classe P: itens que possuem alta frequência Classe Q: itens que possuem taxa de frequência de consumo médio Classe R: itens de pouco consumo

3.1.3. LOTE ECONOMICO DE COMPRA esse cálculo tem o objetivo de equilibrar os custos de manutenção e aquisição de estoque para determinar a quantidade a ser adquirida de cada item (BALLOU, 2006).

3.1.4. METOLOGIA revisão bibliográfica acerca de temas centrais dados coletados por meio de um softwae de gestão de estoque do almoxarifado de material de embalagem, em uma indústria farmacêutica, do centro de Minas Gerais.

3.1.5. RESULTADOS E DISCISSÕES

3.1.5.1. itens corretos: 46,50% itens com divergência toleráveis: 21,40% divergência: menor ou igual a 5%

3.1.5.2. CLASSIFICAÇÃO PQR P: 80% Q:15% R: 5%

3.1.5.3. CLASSIFICAÇÃO ABC A: 16% B:37% C: 46%

3.1.6. CONSIDERAÇÕES FINAL

3.1.6.1. RESSALVA: Limitação nas ferramentas à questões de mudanças de mercado que podem ocorrer frequentemente

3.1.6.2. para minimizar possíveis erros de gestão de estoques, seria necessária uma revisão trimestral

3.1.6.3. foi sugerido fazer uma análise de indicador de cobertura de estoque

3.1.6.4. melhorando o desempenho dos estoques, a organização será mais competitiva no mercado