Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
T3 e T4 por Mind Map: T3 e T4

1. Ações não genômicas: regular canais iônicos e fosforilação oxidativa;

2. Aumenta a concentração de hormônios tireoidianos diminui o colesterol, fosfolipídios e triglicerídeos no plasma sanguíneo.

3. A concentração dos hormônios da tireoide (T3 e T4) no sangue regula a liberação de TSH pela hipófise; este é um exemplo de retroalimentação (feedback) negativa.

4. Aumenta todas as atividades secretórias conhecidas das células tireoidianas.

5. HORMÔNIO ESTIMULANTE DA TIREÓIDE (TSH):

5.1. Aumenta o tamanho e a atividade das células tireoidianas.

5.1.1. Secretado pela hipófise anterior;

5.1.2. Estimula a atividade da bomba de iodeto nas células tireoidianas;

5.1.3. Aumenta a secreção de t4e t3;

5.1.4. Aumenta o tamanho e a atividade das células tireoidianas.

5.2. O hipotálamo, na base do cérebro, produz o hormônio tirotropina-estimulante (TRH), que estimula a hipófise a produzir TSH. O hipotálamo também produz somatostatina, que tem efeito oposto sobre a produção de TSH pela hipófise, inibindo a liberação deste.

6. Transporte de iodeto para tireoide;

7. O iodeto é bombeado para o interior das células. Esse processo é chamado de captação de iodeto.

8. Formado os hormônios T3 e T4

9. Utilizado para armazenar o aminoácido tirosina e iodo;

10. Formação de molécula tireoglobulina;

11. A secreção destes hormônios se dá por intermédio de iodo, e de enzimas específicas como a peroxidase tireoidiana;

12. Suas funções são:

12.1. Aumentam o metabolismo do organismo;

12.2. Ativa a transcrição nuclear de vários genes;

12.3. Ativam receptores nucleares;

12.4. Aumento do metabolismo basal;

12.5. Aumentam o tamanho e o número de mitocôndrias nas células animais;

12.5.1. Aumenta a atividade metabólica de quase todos os tecidos corporais;

12.6. Aumentam o transporte ativo de íons ( e, faz as membranas das células mais permeáveis aos íons sódio;

12.7. Promoção do crescimento e desenvolvimento do cérebro durante o período fetal e nos primeiros anos de vida da criança;

12.8. Promovem o estímulo do metabolismo de carboidratos e lipídios;

13. Regulação da síntese e secreção:

14. Hormônio tireoidiano

14.1. O hipotireoidismo: Se manifesta principalmente em crianças e o crescimento acaba sendo retardado.

14.1.1. Sinais e sintomas

14.1.1.1. Pele seca; Depressão; Cansaço excessivo, falta de energia; Aumento do colesterol; Intestino preso; Déficit da memória; Dores musculares; Sonolência excessiva; Queda de cabelo; Ganho de peso.

14.2. O hipertireoidismo: O efeito é o contrário, acaba ocorrendo um crescimento excessivo, tornando a criança precocemente alta para idade.

14.2.1. Sinais e sintomas

14.2.1.1. Dificuldade para dormir; Aceleração dos batimentos cardíacos; Intestino solto; Agitação; Muita energia, apesar de muito cansaço; Queda de cabelos; Calor e suor exagerados; Menstruação irregular.

15. São produzidos pela glândula tireoide, através do estímulo do hormônio TSH.

16. Regulação do ciclo menstrual.

17. Metabolismo das gorduras, carboidratos e proteínas.

18. O T4 é permanece unido a proteínas para que seja transportado na corrente sanguínea para vários órgãos e, assim, possa exercer a sua função. No entanto, para ter função, o T4 é separado da proteína, tornando-se ativo e passando a ser conhecido como T4 livre.

18.1. No fígado, o T4 produzido é metabolizado para dar origem a uma outra forma ativa, que é o T3. Apesar do T3 ser principalmente derivado do T4, a tireoide também produz os hormônios em menores quantidades.

19. A dosagem de T3 e T4 é indicada quando há sinais e sintomas indicativos de que a tireoide não está funcionando de forma correta, podendo ser indicativo de hipotireoidismo ou hipertireoidismo, doença de Graves ou tireoidite de Hashimoto.

19.1. A realização desse exame também pode ser indicada como rotina com o objetivo de avaliar a saúde geral da pessoa, na investigação de infertilidade feminina e na suspeita de câncer de tireoide.