HORMÔNIOS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
HORMÔNIOS por Mind Map: HORMÔNIOS

1. são substâncias produzidas pelas glândulas endócrinas que atuam como sinalizadores químicos em tecidos ou órgãos específicos.

2. PEPTÍDICOS

2.1. Podem ter de 3 a mais de 200 resíduos de aminoácidos

2.2. Formam o maior grupo de hormônios

2.3. São sintetizados e secretados por células do hipotálamo, da hipófise, da glândula tireoide, das glândulas paratireoides, do pâncreas e pelas células enteroendócrinas dispersas do sistema digestório e do sistema respiratório.

2.4. Agem pela ligação aos receptores na membrana plasmática; segundos mensageiros

3. CATECOLAMÍNICOS

3.1. Produzidos na medula adrenal, na porção interna das glândulas adrenais e pelos neurônios.

3.2. São liberadas na corrente sanguínea em resposta ao estresse físico ou emocional, auxiliam na transmissão dos impulsos nervosos no cérebro, aumentam a liberação de ácidos graxos e glicose para energia.

3.3. Encontram-se altamente concentradas nas vesículas secretoras, são liberadas por exocitose e atuam por meio de receptores de superfície para gerar segundos mensageiros intracelulares.

3.4. Compostos hidrossolúveis; adrenalina(epinefrina), noradrenalina(norepinefrina) e dopamina são catecolaminas, denominadas assim devido ao composto catecol (um composto orgânico que contém um anel benzeno e dois grupos hidroxila) e uma amina na cadeia lateral.

4. ECOSANÓIDES

4.1. Hormônios parácrinos, secretados no fluido intersticial (não no sangue), e agem em células próximas.

4.2. São mediadores inflamatórios (que modulam a resposta inflamatória).

4.3. Origem lipídica: sintetizados a partir dos ácidos graxos ômega-6, como o ácido araquidônico (AA), ou dos ácidos graxos ômega-3, como os ácidos eicosapentanóico (EPA) e docosahexaenóico (DHA).

5. ESTEROIDES

5.1. Atuam por meio de receptores nucleares e alteram o nível de expressão de genes específicos. Eles também podem ter efeitos mais rápidos, provavelmente mediados por receptores na membrana plasmática.

5.2. São um grande grupo de compostos solúveis em gordura (lipossolúveis), que têm uma estrutura básica de 17 átomos de carbono dispostos em quatro anéis ligados entre si.

5.3. Produzidos pelo córtex da supra-renal, ou pelas gônadas.

6. RETINOIDES

6.1. O pró-hormônio retinol é sintetizado a partir de b-caroteno, principalmente no fígado.

6.2. Todos os tecidos são alvo dos retinoides, pois todos os tipos celulares têm pelo menos uma forma de receptor retinoide nuclear.

6.3. São hormônios potentes que regulam o crescimento, a sobrevivência e a diferenciação das células via receptores nucleares.

7. ÓXIDO NÍTRICO

7.1. Radical livre relativamente estável, sintetizado a partir do oxigênio molecular e do nitrogênio guanidinico da arginina, em uma reação catalizadora pela NO- sintase.

7.2. É um importante neurotransmissor com capacidade potencializadora, atuando na memória e no aprendizado, podendo também ter ações endócrinas, autócrinas e parácrinas. A sua ação na imuno-regulação está presente na inflamação e nos mecanismos de autoimunidade.

8. HORMÔNIOS DA TIREOIDE

8.1. Os hormônios da tireoide T4 (tri-iodotironina) são sintetizados a a partir da (tiro-xina) e T3 proteína precursora tiroglobulina

8.2. Até 20 resíduos de Tyr na proteína são iodinados enzimaticamente na glândula tireoide, e dois resíduos de iodotirosina são, então, condensados para formar o precursor da tiroxina. Quando necessário, a tiroxina é liberada por proteólise.

8.3. Os hormônios tireóideos agem por meio de receptores nucleares e estimulam o metabolismo energético, sobretudo no fígado e no músculo, aumentando a expressão de genes que codificam enzimas catabólicas chave.

9. VITAMINA D

9.1. É obtida da dieta ou por fotólise do 7-desidro-colesterol na pele exposta à luz solar.

9.2. O Calcitriol (1α,25-di-hidroxicalci-triol) é produzido a partir da vitamina D por hidroxilação catalisada por enzimas no fígado e nos rins.

10. Os hormônios são responsáveis por diversas funções corporais consideradas contínuas e de longo prazo. Processos que estão principalmente sob controle hormonal incluem metabolismo, regulação do meio interno (temperatura, balanço hídrico e de íons), reprodução, crescimento e desenvolvimento.