Análises físico-químicas de combustíveis

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Análises físico-químicas de combustíveis por Mind Map: Análises físico-químicas de combustíveis

1. Uma substância corrosiva é aquela que por acção química é capaz de destruir ou irreversivelmente danificar substâncias ou superfícies com as quais esteja em contacto, incluindo os tecido vivos. Quando o efeito corrosivo atinge tecidos vivos, é em geral designado por queimadura química.

2. Teor de álcool

2.1. Para obter a porcentagem de álcool basta subtrair a quantidade total da mistura menos a porcentagem de gasolina: Cálculo: 100 - “teor de gasolina” = teor de álcool.

3. Densidade

3.1. A densidade de um corpo define-se como o quociente entre a massa e o volume desse corpo. Desta forma pode-se dizer que a densidade mede o grau de concentração de massa em determinado volume.

4. Destilação

4.1. É um método de separação utilizado para separar um líquido que está dissolvido em outro (mistura homogênea formada por líquidos miscíveis). A separação é possível porque os líquidos apresentam pontos de ebulição diferentes.

5. Aspecto e cor

5.1. O aspecto visual do combustível precisa estar límpido e variar de incolor a amarelo e solicitar exames da densidade relativa e do teor de álcool anidro (que deve ser de 27%, com margem de tolerância de 1 ponto percentual para cima ou para baixo).

6. Índice antidetonante

6.1. Um agente antidetonante é um aditivo à gasolina usado para reduzir a batida do motor e aumentar a taxa de octanagem do combustível, aumentando a temperatura e a pressão nas quais a autoignição ocorre.

7. Massa específica

7.1. Massa específica (μ) é uma propriedade física que resulta da divisão da massa compacta de uma substância pelo volume que ela ocupa.

8. pH

8.1. O pH corresponde ao potencial hidrogeniônico de uma solução. Ele é determinado pela concentração de íons de hidrogênio (H+) e serve para medir o grau de acidez, neutralidade ou alcalinidade de determinada solução.

9. Condutividade elétrica

9.1. Condutividade elétrica é a medida da quantidade de corrente elétrica que um material pode transportar ou de sua capacidade de transportar uma corrente. A condutividade elétrica também é conhecida como condutância específica. Condutividade é uma propriedade intrínseca de um material.

10. Corrosividade

11. Ponto de fulgor

11.1. Ponto de fulgor, ou ponto de Inflamação, é a menor temperatura na qual um combustível liberta vapor em quantidade suficiente para formar uma mistura inflamável por uma fonte externa de calor. O ponto de fulgor, ou de inflamação, não é suficiente para que a combustão seja mantida.

12. Índice de octano

12.1. É o índice de resistência à detonação de combustíveis usados em motores no ciclo de Otto. O índice faz relação de equivalência à resistência de detonação de uma mistura percentual de isoctano e n-heptano.

13. Análise de hidrocarbonetos por cromatografia

13.1. A cromatografia é uma técnica analítica que tem por finalidade geral a separação e/ou purificação de misturas, quando acoplados com detectores de massas ou UV/Vis fornecem também informações a cerca da identidade da molécula.

14. Equipe: Lívia Cabral, Ananda Maria, Débora Cristine, Maria Rita Nascimento e Ryane Freitas.