Romantismo

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Romantismo por Mind Map: Romantismo

1. Características:

1.1. O Romantismo é o movimento artístico que representa a burguesia do século XVIII e XIX, ou seja, o movimento é o de uma produção da nova elite da sociedade, que havia superado os regimes absolutistas em diversos países. Por conta disso, os ideais dessa burguesia são aqueles presentes nas obras românticas. Alguns deles são: - egocentrismo (culto ao “eu”; o indivíduo como centro da existência); - nacionalismo; - exaltação da natureza enquanto cúmplice do sujeito; - idealização do herói, do amor e da mulher; - fuga da realidade por meio da morte, do sonho, da loucura ou da arte. Para além dessas características gerais, vale ressaltar que as manifestações da poesia e da prosa, dentro do Romantismo, tiveram, cada uma, suas particularidades, conforme vamos explicar a seguir.

2. Oque foi:

2.1. O Romantismo foi um movimento estético e cultural que revolucionou a sociedade nos séculos XVIII e XIX, deixando para trás valores clássicos e inaugurando a modernidade nas artes. As obras românticas baseavam-se, então, em valores da burguesia, classe social que substituía a elite absolutista em diversos países.

3. Principais Autores:

3.1. O Romantismo é um dos maiores movimentos de arte do século XVIII e XIX. Por isso, centenas de autores fizeram parte da arte romântica. É possível destacar, dentre eles, os escritores Goethe, da Alemanha; Lord Byron, da Inglaterra; Camilo Castelo Branco e Almeida Garret, de Portugal; Victor Hugo, da França; Gonçalves Dias, Álvares de Azevedo, Castro Alves e José de Alencar, do Brasil.

4. Fases:

4.1. É possível identificar, observando o conjunto de obras românticas produzidas em diversos países, ao menos três tendências ou fases dessa arte:

4.1.1. Romantismo social:

4.1.2. Tendo como principal expoente o escritor francês Victor Hugo, autor de clássicos como Os Miseráveis e Notre-Dame de Paris (também conhecido como O Corcunda de Notre-Dame), essa vertente romântica é caracterizada por representar a miséria do povo e denunciar as mazelas sociais que ocorriam com as parcelas marginalizadas da sociedade.

4.1.2.1. Romantismo ultrassentimental:

4.1.2.2. Obras como Os Sofrimentos do Jovem Werther, do alemão Goethe, ou ainda alguns poemas de Lord Byron, da Inglaterra, apresentam um forte sentimentalismo, em geral depressivo, exaltando a morte ou a loucura como fugas de uma realidade desastrosa. No Brasil, Álvares de Azevedo pode ser lido como um autor que dialoga com essa tendência romântica.

4.1.3. Romantismo nacionalista:

4.1.4. Ainda sob influência de Victor Hugo, assim como dialogando com fatos históricos fundamentais para compreender os séculos XVIII e XIX (tais como a Revolução Francesa ou, no Brasil, a chegada da Família Real em 1808), diversos autores construíram obras com forte tom nacionalista. O movimento indianista brasileiro, produzido por autores como Gonçalves Dias e José de Alencar, dialoga com essa tendência.

5. Contexto Histórico:

5.1. O principal fato histórico que permeia o Romantismo no Brasil é a chegada da Família Real portuguesa, em 1808. Nesse período, o país deixou oficialmente de ser uma colônia de exploração e passou a ser a sede do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. Com isso, uma série de modernizações começou a ocorrer no país. Algumas das principais delas são: - criação da imprensa brasileira; - construção do Museu Nacional (incendiado em 2018); - fundação do Banco do Brasil; - decreto de abertura dos portos às nações amigas; - criação do Ministério da Marinha, das Relações Exteriores e do Tesouro Nacional, assim como a fundação da Casa de Suplicação do Brasil (atual Supremo Tribunal da Justiça).

6. Resumo:

6.1. O Romantismo foi o estilo de arte de meados dos séculos XVIII e XIX. Em geral, as obras românticas trazem marcas da ascensão dos valores da burguesia, que, na época, superava o absolutismo. O movimento romântico tinha representações em diversos países, e, para compreender melhor o Romantismo no Brasil, é interessante conhecer, ao menos, a estética romântica da Alemanha, da França, da Inglaterra e de Portugal. Alguns dos principais autores desse movimento são: Goethe, Victor Hugo, Lord Byron, Almeida Garrett e Camilo Castelo Branco