Historia da Enfermagem

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Historia da Enfermagem por Mind Map: Historia da Enfermagem

1. A reforma expulsou os religosos do hospital.

1.1. Recrutamento de pessoas para cuidar dos enfermos.

1.1.1. O serviço pesado

1.1.2. remuneração escasso

1.1.3. falta de organização

2. Período critico da enfermagem.

2.1. Os cuidadores recrutados deixavam os enfermos morrerem

2.2. Fechamento de muitos hospitais.

2.3. As pessoas se recusavam a ir ao hospital devido, as péssimas condições oferecidas.

3. Período da unidade cristã.

3.1. Gregos

3.2. Sacerdotes ,bispos e abadessas eram os responsáveis para cuidar dos doentes.

3.3. Durante a Idade Média a historia passou por três grandes enfermidades:

3.3.1. Lepra

3.3.2. Sífilis

3.3.3. Peste Bubônica

3.4. Decadência da enfermagem devido:

3.4.1. Alimentação escassa

3.4.2. Falta de roupas e leitos.

4. Período antes de Cristo.

4.1. Sacertodes-medicos eram os responsáveis pelo tratamento dos enfermos.

4.1.1. Tratamento geral das doenças

4.1.1.1. Banhos

4.1.1.2. Dieta

4.1.1.3. Elisteres

4.1.1.4. Inalações

4.1.1.5. Sangrias

4.2. Alguns dos Povos Antigos que tem Registro A.C.

4.2.1. Indianos

4.2.2. Egipcios

4.2.3. Persas

4.2.4. Babilônicos

4.2.4.1. O lugar de recolhimento dos enfermos era chamado Diaconias.

4.2.4.2. Código de Hamurabi: Se os enfermos morressem por erros médicos eles pagariam com a mão arrancada.

4.2.4.3. Podres e Enfermos era os principais objetivos da igreja para tratamento.

4.2.4.3.1. Função exclusiva da igreja.

4.2.5. Japoneses

5. Objetivo da enfermagem:

5.1. No trabalho da enfermagem são necessários três pilares:

5.1.1. espirito de serviço

5.1.2. habilidade

5.1.3. ciência

5.2. conforto físico e moral ao paciente.

5.3. ajudar a curar o paciente.

6. Principais personagens da História da enfermagem:

7. Hipócrates

7.1. Estudava a biologia humana e afirmava que para estudar a medicina é necessário a observação da natureza e dos órgãos humanos.

7.2. A doença para Hipócrates é algo natural.

7.3. Hipócrates separou a medicina das superstições.

7.4. Pai da medicina.

7.5. Para Hipócrates é necessário o estudo de cada paciente.

8. Jean Henri Dunant

8.1. Criador da Cruz Vermelha.

8.2. Inspirado por Florence Nightingale

8.3. Plano para cada país criar uma associação para tratar feridos e doentes em tempo de guerra.

8.3.1. Florence foi a pioneira na abertura de escolas de enfermagem.

9. Florence Nightingale

9.1. Foi a guerra da Criméia trata os enfermos.

9.2. Sua duas obras são:'' Notas sobre hospitais''(1858) e'' Notas sobre enfermagem''(1859).

10. Difusão do sistema Nightingale

10.1. Direção de escolas por enfermeiros.

10.2. Maior ensino método.

10.3. Seleção das candidatas sob o ponto de vista fisico,moral, intelectual e de aptidão profissional.

11. Enfermagem no Brasil

11.1. Período Colonial

11.1.1. Descoberto o Brasil, as primeiras tentativas de colonização incluíram em seu programa a abertura de Santas Casas, tipo de casa de caridade então comum em Portugal e, sob nomes diversos, em muitos outros países. Incluíam elas hospitais e recolhimentos para pobres e orfãos;'F undada a Vila de Santos, por Braz Cubas, teve ela desde 1543. sua Santa Casa.

11.1.2. F FRANCISCA DE SANDE

11.1.2.1. A primeira voluntária de enfermagem no Brasil, cujo o nome foi conservado, é Francisca de Sande que viveu no fim do seculo XVll, na Bahia. Êmula das Joanas de Chantal e das lzabel da Hungria, dedicou sua viuvez ao cuidado dos doentes. Nas freqüentes epidemias que assolavam a Bahia, improvisava hospitais,'e ate no seu solar hospitalizava os doentes pobres, quando não havia mais leitos na Santa Casa

11.1.3. MATERNIDADE E INFÂNCIA

11.1.3.1. Em 1693, aparece a primeira manifestação oficial de proteção direta à infância do Brasil: uma carta régia sobre os expostos, dirigida ao Governador da Capitania do Rio de Janeiro, Antonio Paes de Sande. Dela consta a recomendação de que os rejeitados fossem alimentados pelos bens do Conselho. Nada, porem, se fez de prático, para resolver o problema das crianças abandonadas

11.1.4. ANA NÊRI

11.1.4.1. Nasceu Ana Justina Ferreira na cidade de Cachoeira, na Província da Bahia, em 13 de dezembro de 1814. Casou-se com o oficial da armada Isidoro Antônio Neri, tendo enviuvado aos 30 anos. Teve três filhos, dos quais dois médicos militares e um oficial do exercito. Em 1865 entrou o Brasil em guerra com o Paraguai, sem hesitar, Ana Neri escreveu ao Presidente da Província oferecendo seus serviços ao exercito, Merecem transcrição âs palavras com, que a veneranda senhora, na idade de 51 anos, se apresenta generosamente para servir os feridos.

11.2. Pós Período Colonial

11.2.1. CRUZ VERMELHA BRASILEIRA

11.2.1.1. A primeira tentativa de fundação da Cruz Vermelha Brasileira foi leita em 1907, mas sua organização e instalação se realizaram em fins de 1908' com a cooperação da Sociedade de Medicina

11.2.2. SAÚDE PÚBLICA

11.2.2.1. Estudando a evolução das organizações sanitárias no Brasil, devemos mencionar dois grandes médicos, responsáveis, um pela criação da medicina preventiva entre nos, e outro, pelo seu complemento, a enfermagem em Saúde Pública. São eles, respectivamente, Oswaldo Cruz e Carlos Chagas. Em torno dessas duas celebridades mundiais brilham outros nomes, na grande maioria discípulos dos primeiros e continuadores de seus trabalhos Para imortalizar o primeiro, bastaria sua vitória sobre a febre amarela no Rio de Janeiro, após uma árdua campanha, ridicularizada pelos jornais e pela multidão. Mas a medicina brasileira fhe deve ainda mais: a organização do instituto de pesquisas que hoje tem se u nome, embora mais conhecido pelo nome do local onde foi construído: Manguinhos (Rio de Janeiro).