Segurança e Higiene Alimentar

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Segurança e Higiene Alimentar por Mind Map: Segurança e Higiene Alimentar

1. Vias de transmissão

1.1. O alimento é um carregador de contaminação direta ou indireta. A transmissão direta ocorre quando o microrganismo sai do corpo do homem por meio daquilo que é expelido.

2. Higiene e Comportamento Pessoal

2.1. Todas as pessoas que manipulam alimentos devem ter cuidados com a higiene pessoal e aparência.

3. Contaminaçao cruzada

3.1. acontece por meio da transferência de microrganismos de um alimento ou superfície para outros alimentos por meio de utensílios, equipamentos ou do próprio manipulador.

4. Nos locais de fabricação, preparação, beneficiamento, acondicionamento ou depósito de alimentos, não será permitida a guarda ou a venda de substâncias que possam corrompê-los, alterá-los, adulterá-los, falsificá-los ou avariá-los.

5. Bactérias mesófilas

5.1. bactérias que se desenvolvem em uma temperatura ideial de 30º C

6. Higiene é um conjunto de medidas e cuidados que as pessoas devem ter consigo própria, com o ambiente que as cercam e com os alimentos que produzem e consomem.

7. Antissepsia

7.1. redução de microrganismos presentes na pele em níveis seguros,

8. Se os produtos químicos utilizados na cozinha forem utilizados de forma errada, podem desencadear um processo de contaminação e até mesmo gerar risco a saúde do consumidor, levando a uma contaminação cruzada e até mesmo causando riscos a saúdo do manipulador de alimentos responsável pela higiene e sanitizalção dos locais.

9. Importância dos Microrganismos

9.1. Os microrganismos podem desempenhar papéis muito importantes nos alimentos, sendo possível classificá-los em 3 grupo

10. Microrganismos são seres invisíveis a olho nu (quando estão isolados) e são capazes de modificar sua própria estrutura física, gerando malefícios a saúde do consumidor, quando agem de forma patogênica.

11. A microbiologia de alimentos se relaciona diretamente com a preservação dos alimentos pelo emprego de microrganismos, detecção e prevenção de intoxicações e infecções produzidas pela ação de microrganismos em alimentos, além do controle da transmissão de doenças por meio dos mesmos.

12. Falhas nas técnicas de aplicação, o uso de equipamentos inadequados ou a falta de seleção criteriosa dos princípios ativos podem levar a reduções aparentes de focos, os quais ressurgem após períodos de descontinuidade dos cuidados iniciais.

13. definição de Boas Práticas de Fabricação (BPF) segundo a ANVISA -> abrangem um conjunto de medidas que devem ser adotadas pelas indústrias de alimentos a fim de garantir a qualidade sanitária e a conformidade dos produtos alimentícios com os regulamentos técnicos”.

14. Bactérias Bactérias

14.1. psicrotróficas se multiplicam em baixas temperaturas, abaixo de 7ºC