PSICOLOGIA E PROCESSOS EDUCACIONIAS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
PSICOLOGIA E PROCESSOS EDUCACIONIAS por Mind Map: PSICOLOGIA E PROCESSOS EDUCACIONIAS

1. BNCC (Base Nacional Comum Curricular)

1.1. Documento normativo

1.2. Aprendizagem essencial (Educação básica) assegurada

1.3. Plano Nacional de Educação

1.4. Ética, política e estética

1.4.1. Formação integral do aluno

1.4.1.1. Democracia e inclusão

1.5. Política nacional de Educação integrada

1.5.1. Federal, Estadual e Municipal

1.5.1.1. Regime de colaboração

1.6. Competências gerais

1.6.1. 1. Conhecimentos sobre o mundo e como continuar o seu desenvolvimento;

1.6.2. 2. Desenvolver a curiosidade intelectual;

1.6.3. 3. Valorizar arte e cultura;

1.6.4. 4. Expressar e partilhar informações em diferentes contextos;

1.6.5. 5. Utilizar informações de forma crítica e ética;

1.6.6. 6. Valorizar a diversidade cultural;

1.6.7. 7. Defender pontos de vista com ética;

1.6.8. 8. Conhecer e cuidar da sua saúde física e emocional;

1.6.9. 9. Desenvolver a empatia;

1.6.10. 10. Desenvolver autonomia pessoal e coletiva com ética.

1.7. Marcos legais:

1.7.1. Constituição 1988, art. 205

1.7.1.1. EDUCAÇÃO DIREITO DE TODOS!!!

1.7.2. Lei de Diretrizes e Bases, inciso IV, art. 9:

1.7.2.1. Estabelecer nas três esferas competências e diretrizes para educação infantil.

1.7.3. 2010:

1.7.3.1. Inclusão da pluralidade e diversidade cultural.

1.7.4. 2014, a Lei nº 13.005/20147:

1.7.4.1. Reitera diretrizes pedagógicas para a educação básica e a base nacional comum dos currículos para o ensino médio também.

1.7.5. 2017, a Lei nº 13.415/2017:

1.7.5.1. Art. 35A, direitos e objetivos de aprendizagem;

1.7.5.2. Art. 36. § 1º, competências e habilidades.

2. Principais Diretrizes da Educação

2.1. ILUMINISTA

2.1.1. Jean-Jacques Rousseau

2.1.1.1. Visão do homem como ser racional e com noção da consciência humana.

2.1.1.2. Defesa de condição social melhor e participação do povo na política e economia.

2.1.1.3. Crença no poder da educação.

2.1.1.4. Duas formas de aprender: a natural e a civil, sendo a segunda obrigação da instituição pública. A escola.

2.1.1.5. Homens moldados pela educação.

2.1.1.6. Educação com a finalidade de formar ser humanos e não guerreiros.

2.1.1.7. Fundamentar o conhecimento com base empírica.

2.2. ATIVISTA/FUNCIONALISTA

2.2.1. Jonh Dewwy

2.2.1.1. Questiona o Modelo tradicional de educação.

2.2.1.2. A escola é a vida e não apenas um lugar para aprender o sentido dela.

2.2.1.3. Ver o professor como peça chave no desenvolvimento da aprendizagem do aluno.

2.2.1.4. Dá origem a Escola Nova onde acontecem as mudanças nas metodologias pedagógicas.

2.2.1.5. Cabe a escola a transformação da sociedade através da educação dada aos seus alunos.

2.3. CULTURALISTA

2.3.1. Michel W. Aplle

2.3.1.1. Ideologia e currículo

2.3.1.2. Currículo construído através da neutralidade.

2.3.1.3. Novo ensino médio?!

2.3.1.4. Fenômenos escolares:

2.3.1.4.1. Indisciplina, verticalidade, uniformização e evasão.

2.3.1.5. A escola é uma ferramenta para ensinar aos alunos a obedecer e a aceitar desde cedo as desigualdades que são vistas como naturais.

2.3.1.5.1. Escola com dever de garantir as manifestações de identidades culturais (MULTICULTURALIDADE).

2.3.1.6. Raça, classe e gênero devem estar presente no currículo escolar, mas como forma de pluralidade cultural.

2.3.2. McLaren

2.3.2.1. Expõe o poder da classe opressora sobre a classe oprimida.

2.3.2.2. Relata experiencias próprias, de quando era estudante, para provar sua teoria.

2.3.2.3. Manisfestações ritualistas presentes nas escolas:

2.3.2.3.1. Rituais de instituição;

2.3.2.3.2. Rituais de revitalização;

2.3.2.3.3. Rituais de resistência.

2.3.2.4. Escola: Instituição que possui seus ritos proprios e que moldam a sociedade.

2.3.3. Stuart Hall

2.3.3.1. Pós modernidade

2.3.3.2. Necessidade de pensar em uma comunidade global.

2.3.3.3. Escola: Instituição que ensina a igualdade de direitos.

2.3.3.4. Sujeitos em transformação constante.