Blocos econômicos do mundo atual

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Blocos econômicos do mundo atual por Mind Map: Blocos econômicos do mundo atual

1. De acordo com características da nafta, USMCA faz alguns mudança: * O novo acordo pretende impedir que indústrias transfiram-se para locais com mão de obra mais barata. Setor de laticínios * O Canadá concordou em diminuir as barreiras no setor de laticínios, já que o governo dos Estados Unidos classificava a proteção dos produtos lácteos injusta com altas tarifas de importação. Assim, amplia-se o mercado de laticínios entre Canadá e Estados Unidos. *Ao contrário do Nafta, que não possuía tempo determinado para estar em vigor, o USMCA deixará de vigorar em dezesseis anos, portanto, estabeleceu-se uma cláusula de validade. * A proteção da propriedade intelectual já existia. O novo acordo propôs o aumento dessa proteção, oferecendo-a a farmacêuticos e inovadores agrícolas. Essa proteção estende-se também aos direitos autorais de escritores e compositores. * O USMCA veta os direitos aduaneiros para os produtos distribuídos digitalmente, como jogos e livros eletrônicos. * Oferecer condições justas para uma competição na área de livre comércio.

2. USMCA

2.1. USMCA é a sigla que corresponde ao acordo que renova o antigo tratado entre Estados Unidos, Canadá e México, o Nafta.

2.1.1. o nível de integração desse bloco seria de um Mercado Comum. A APEC configura-se como uma Zona de Livre Comércio, a maior de que se tem notícia. São 20 países-membros, sendo todos do continente asiático e/ou banhados pelo Oceano Pacífico.

2.2. Acordo Estados Unidos – México – Canadá, iniciado em 2017 e assinado em 2018.

2.2.1. O bloco pode ser caracterizado como uma Zona de Livre Comércio – não alcançando nem o status de União Aduaneira.

3. APEC

3.1. formado por países asiáticos, americanos e da Oceania. Basicamente, envolve uma rota comercial que segue pelo Oceano Pacífico

3.2. Fundada em novembro de 1989, Canberra, Austrália

3.3. A características da APEC são: ser um círculo econômico entre os países da Ásia-pacífico, o livre comércio e o livre mercado entre eles e cooperação econômica entre todos os países que participam desse bloco econômico.

4. União Europeia

4.1. A União Europeia é uma união política e econômicas de 27 Estado-membros independentes, que ocupa uma larga parte da Europa Ocidental e da Europa Central

4.2. Fundada em 07 de Fevereiro de 1992, mas sua criação esteve intimamente ligada a processos anteriores de criação de um grande bloco econômico europeu.

4.3. A União Europeia é o bloco econômico que melhor expressa um projeto de organização e integração regional, englobando todos os níveis de integração: Zona de Livre Comércio, União Aduaneira, Mercado Comum e União Política, Econômica e Monetária.

4.4. As características da União Europeia são: * livre comércio entre os países-membros; * integração política entre os países; * livre circulação de pessoas entre os países-membros (algo que somente a UE faz atualmente) * adoção de uma moeda em comum: o euro.

5. ALCA

5.1. A ALCA é um projeto de bloco econômico que compreende as nações da América do Sul, Central e do Norte, representando uma Área de Livre Comércio das Américas.

5.2. O principal objetivo da ALCA é a progressiva eliminação das barreiras ao comércio e ao investimento entre os países americanos com exceção de Cuba.

5.3. a ALCA pretende ser apenas uma área de livre comércio, o que pressupõe o livre fluxo de produtos – e investimentos, se for o caso – no espaço econômico integrado.

5.4. A Alca (Área de Livre Comércio das Américas) é um projeto lançado em 1994 pelo presidente norte-americano Bill Clinton na ocasião da Cúpula das Américas, mas as discussões estão paralisadas desde 2005.

6. MERCOSUL

6.1. Os países que formam o Mercosul ( mercado comum do sul)são cinco: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela

6.2. O nível de integração desse bloco é de União Aduaneira.

6.3. fundado em 26 de março de 1991

6.4. A principal característica do Mercosul é a adoção da Tarifa Externa Comum. Essa tarifa só é totalmente adotada pelos membros permanentes do bloco e é um dos fatores que tornam o Mercosul um bloco importante para a região da América do Sul.