RACIOCÍNIO LÓGICO E ANÁLISE DADOS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
RACIOCÍNIO LÓGICO E ANÁLISE DADOS por Mind Map: RACIOCÍNIO LÓGICO E  ANÁLISE DADOS

1. O que é lógica?

2. Em Lógica, somente pode- mos dizer que uma expressão é verdadeira quando ela está absolutamente provada, isto é, acima de qualquer dúvida.

3. Em outras palavras, uma proposição qualquer pode ser verdadeira ou pode ser falsa, mas não pode ser verdadeira e falsa ao mesmo tempo. LÓGICA PROPOSICIONAL

4. não são proposições: • Sentenças Interrogativas (ou perguntas); • Sentenças Exclamativas; • Sentenças no Imperativo; • Sentenças Vagas.

5. Uma proposição é dita simples ou atômica quando ela não possui nenhum conectivo lógico. Caso ela possua algum conectivo lógico (E, OU, SE...ENTÃO etc.), a proposição será composta.

6. Proposições Universais: quando dizem respeito a todos os elementos de uma categoria. É geralmente caracterizada pela presença de quantificadores, como “todos”, “nenhum”, “nunca”, “sempre”; • Proposições Particulares: quando se referem a apenas alguns dos elementos de uma categoria. É geralmente caracterizada pela presença de quantificadores, como “algum”, “alguns”, “a maioria”, “parte”, “pelo menos um”, “existe um”.

7. Proposição Negativa: quando possui um qualificador de negação, por exemplo, “não”, “nunca”, “nada”, “nenhum”, “jamais”; • Proposição Afirmativa: caso contrário, ela será uma proposição afirmativa.

8. Uma proposição é uma sentença que pode ser classificada como “Falsa” ou “Verdadeira”.

8.1. Não pode ser falsa e verdadeira ao mesmo tempo

9. A negação é o operador lógico mais importante e é representado por ¬p ou por ~p. É importante destacar que a negação deve ser feita com a palavra não e que não se deve usar antônimos.

10. O conectivo E é simbolizado por “∧”(conjunção). Ele cria proposições compostas e requer que todas as proposições simples que a compõem sejam verdadeiras. O operador E é bastante exigente nesse aspecto. Se qualquer uma das proposições simples que o compõem seja falsa, a proposição inteira será falsa.

10.1. O conectivo OU é simbolizado por “∨”(disjunção). Ele cria proposições compostas e requer que qual- quer uma das proposições simples que o compõem, seja verdadeira. O operador OU somente será falso se todas as proposições simples que o compõem se- jam falsas.

11. Tipos de Frase: -Declarativa: expressam algo -Interrogativa: perguntam algo -Imperativas:incentivo, pedido ou ordem -Exclamativa: expressam sentimento

12. Sequências: Listagem de elementos que estão dispostos em certa ordem,permitindo identificar o primeiro termo.

13. Proporção Formalmente, uma proporção  é uma igualdade entre razões. Geralmente essa igualdade é representada por frações, assim como no exemplo anterior. Então, dizemos que A, B, C e D são proporcionais se a afirmação abaixo for verdadeira: A = C = L B    D       Na cadeia de igualdades acima, as duas frações são chamadas de proporção, e L é a constante de proporcionalidade.

14. Fração Fração é a representação matemática das partes de determinada quantidade que foi dividida em pedaços ou fragmentos iguais. As frações são úteis em várias situações, principalmente para representar algo que não conseguimos apresentar através de números naturais.

15. A razão entre dois números é dada pela sua divisão obedecendo a ordem na qual eles foram dados. Tal razão pode ser representada na forma fracionária, decimal e percentual.  A relação entre duas ou mais razões é uma importante ferramenta para solucionar problemas práticos , essa igualdade é chamada de proporção.

16. Regra de 3 A regra de três é um método que utilizamos para encontrar valores desconhecidos quando estamos trabalhando com grandezas direta ou inversamente proporcionais. 

17. A regra de três é um método que utilizamos para encontrar valores desconhecidos quando estamos trabalhando com grandezas direta ou inversamente proporcionais. Esse método de resolução tem bastante aplicação não só na matemática, como na física, química e em situações constantes do dia a dia. O trabalho com grandezas é fundamental em várias áreas do conhecimento, e, na regra de três, é importante conseguir-se identificar grandezas que se relacionam de forma direta e grandezas que se relacionam de forma inversa.

18. Média A média (Me) é calculada somando-se todos os valores de um conjunto de dados e dividindo-se pelo número de elementos deste conjunto. Como a média é uma medida sensível aos valores da amostra, é mais adequada para situações em que os dados são distribuídos mais ou menos de forma uniforme, ou seja, valores sem grandes discrepâncias.

19. Mediana A Mediana (Md) representa o valor central de um conjunto de dados. Para encontrar o valor da mediana é necessário colocar os valores em ordem crescente ou decrescente.

20. Moda A Moda (Mo) representa o valor mais frequente de um conjunto de dados, sendo assim, para defini-la basta observar a frequência com que os valores aparecem. Um conjunto de dados é chamado de bimodal quando apresenta duas modas, ou seja, dois valores são mais frequentes.

21. A teoria da probabilidade é o ramo da Matemática que estuda experimentos ou fenômenos aleatórios e através dela é possível analisar as chances de um determinado evento ocorrer. Quando calculamos a probabilidade, estamos associando um grau de confiança na ocorrência dos resultados possíveis de experimentos, cujos resultados não podem ser determinados antecipadamente.