DOENÇAS BENIGNAS E MALIGNAS DA PRÓSTATA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
DOENÇAS BENIGNAS E MALIGNAS DA PRÓSTATA por Mind Map: DOENÇAS BENIGNAS E MALIGNAS DA PRÓSTATA

1. Anatomofisologia da próstata

1.1. Glândula alveolotubular do tamanho de uma Nós, revestida por uma cápsula e uma bainha fibrosa e altamente neurovascularizada

1.2. localizada inferiormente ao colo da bexiga, anteriormente a parte prostática da uretra ínfero-anteriormente ao reto e inferiormente ao púbis.

2. Etiologia da doenças prostáticas

2.1. hiperplasia benigna de prostata

2.1.1. senescência

2.1.2. abuso de álcool e cigarro

2.1.3. aumento de testosterona e estradiol

2.1.4. histórico de câncer na família

2.2. Câncer de Próstata

2.2.1. Histórico de cãncer na família

2.2.2. alterações genéticas

2.2.2.1. no locus de sucessibilidade HP1C e no gene RNASEL,assim como variações no AR e CYP3A4

2.2.3. Estilo de vida e hábitos nutricionais

2.2.3.1. ter uma dieta rica em carnes vermelhas cozinhadas e de gorduras

3. fisiopatoogia das doenças prostáticas (DP)

3.1. Cãncer prostático

3.1.1. uma atrofia inflamtória proliferativa desencadeia a hipermetilação do gene GSP1 o que provocará mudanças no gene responsável por desintoxicar o carcinogênio

3.1.2. HÁ um aumento de PSA ( marcador específico da prostata liquefaz os coágulos seminais

3.2. HPB

3.2.1. Há uma aumento do PSA que liquefas os coágulos seminais

3.2.2. Há um aumento do numero de células do lobo medial da próstata durante a puberdade e a velhice o que comprime o canal uretral

4. manifestações clinicas das DP

4.1. hiperplasia benígna

4.1.1. estrangúria

4.1.2. disúria

4.1.3. dor no hipogástrio

4.1.4. bexigoma

4.1.5. policitúria

4.2. Câncer de Próstata

4.2.1. Hematúria

4.2.2. obstrução urinária

4.2.3. hematoespermia

5. Fatores de risco para câncer de próstata

5.1. Etnia Negra

5.2. tabagismo

5.3. obesidade

5.4. aspectos comportamentais como a alimentação rica em gorduras e proteína animal

6. Diagnóstico

6.1. Biópsia de próstata

6.2. toque retal

6.3. fluxometria

6.4. análise do líquido prostático

6.5. exame de urina

6.6. hemograma

7. tratamento

7.1. Câncer de próstata

7.1.1. Prostatectómica Radical

7.1.2. Castração Química ou Cirurgica

7.1.3. Vigilância ativa

7.1.4. Radioterapia

7.2. HPB

7.2.1. Medidas comportamentais

7.2.2. Prostactectomia aberta

7.2.3. Medicamentoso: Inibidores da 5 -alfa redutase/alfa bloqueadores

8. Outras doenças benignas

8.1. prostatite

8.1.1. sintomatologia

8.1.1.1. Dor e queimação ao urinar

8.1.2. definição

8.1.2.1. inflamação da próstata

8.1.3. etiologia

8.1.3.1. infecções por bact´erias ,principalmente a Escherichia coli Proteus spp e Klebsiella spp

9. SEMANA 12/PROBLEMA 1

9.1. GRUPO 2 -COMPONENTES: ALEXANDRA NERY,BIANCA MARTINS ,LORENNA MARTINS,ISADORA MARQUES,ROBERTO JUNIOR ,SAPHIRA TORRES,EMANUELLE , AYLANNE MELO ,ÍTALO RICARDO, MARIA EDUARDA ARAÚJO

9.2. SECRETÁRIA : MARIA EDUARDA ARAÚJO

9.3. COORDENADORA:SAPHIRA TORRES