FUNDAMENTOS DA ECONOMIA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
FUNDAMENTOS DA ECONOMIA por Mind Map: FUNDAMENTOS DA ECONOMIA

1. Princípios econômicos fundamentais

1.1. Fatores de produção no sistema econômico

1.1.1. o que produzir, como produzir, para quem produzir

1.1.2. classificação dos insumos

1.1.2.1. Mão de obra para executar serviço

1.1.2.2. Equipamentos / máquinas para executar o serviço

1.1.3. Recursos naturais

1.2. Sistema econômico: tipos de bens

1.2.1. Bens livres:

1.2.1.1. São bens naturais disponíveis para todos e quantidades ilimitadas e não podem ser apropriados por ninguém (exemplos: ar e mar).

1.2.2. Bens econômicos:

1.2.2.1. São bens que são limitados (escassos), normalmente propriedade privada e se dividem por classes.

1.2.3. Setores econômicos

1.2.3.1. Primário:

1.2.3.1.1. Que provêm bens da terra / áreas rurais; agricultura, pecuária e extrativismo.

1.2.3.2. Secundário:

1.2.3.2.1. São bens produzidos pela indústria, como máquinas e equipamentos, construção civil e energia. E com um valor maior.

1.2.3.3. Terciário:

1.2.3.3.1. É prestação de serviços como advogados, consultorias, professores e empresas terceiras.

1.3. Fluxo circular da atividade econômica

1.3.1. Bens e serviços:

1.3.1.1. Empresas vendem e famílias compram

1.3.2. Fatores de produção:

1.3.2.1. Famílias vendem e empresas compram

1.3.3. nominal ou monetário:

1.3.3.1. Dinheiro que passa pelo fluxo, desde pagamentos de produção até de bens e serviços.

2. Lei da demanda e variáveis

2.1. Demanda

2.1.1. Também chamada de “procura”, é o desejo do consumidor de adquirir determinados bens ou serviços no mercado. A lei da demanda ocorre quando o preço de determinado produto ou serviço é ofertado pelo produtor influencia diretamente o desejo de consumir, (quanto maior for o preço do bem, menor será a quantidade que o consumidor deseja adquirir)

2.1.2. Efeito substituição:

2.1.2.1. É quando um produto ou serviço pode ser substituído pelo consumidor pois tem características muito similares.

2.1.3. Efeito renda:

2.1.3.1. É voltado para a condição financeira do consumidor. Quando o preço do produto aumenta, o poder de compra do consumidor cai devido sua condição financeira atual, fazendo com que a demanda por este produto diminua.

2.2. Variáveis

2.2.1. Preços dos produtos ou serviços concorrentes, renda do consumidor, ou até mesmo seu gosto ou preferência pelo bem, são considerados variáveis que impactam sobre a demanda.

2.2.2. As variáveis podem afetar consideravelmente a demanda de certo produto ou serviço . Essas variáveis são chamadas de fatores determinantes da demanda, e impactam de formas diferentes

2.2.2.1. Preço do produto concorrente ou substituto:

2.2.2.1.1. Produto com características muito similares a outro, com isso os dois podem ser perfeitamente substituídos um pelo outro quando o preço estão com total diferença. Por exemplo, a margarina e a manteiga

2.2.2.2. Preço do bem complementar:

2.2.2.2.1. são os produtos que dependem um do outro para o consumo final. Por exemplo, o a massa (para macarronada) e o queijo ralado.

2.2.2.3. Renda:

2.2.2.3.1. É a condição financeira do consumidor. O preço do produto aumenta, a condição de compra do consumidor cai devido sua atual condição financeira, fazendo com que a demanda pelo produto diminua.

2.2.2.4. Gosto (ou hábito) e preferência do consumidor:

2.2.2.4.1. são influenciados pela cultura local, experiência com o produto, gosto entre outros.

2.2.2.5. Expectativa do consumidor:

2.2.2.5.1. a expectativa do consumidor em relação ao preço futuro e à renda futura influencia a intensidade do seu consumo atual. Se a expectativa for negativa, significa que há um pessimismo em relação à economia, o nível de emprego e salários, bem como a repercussão sobre os preços de mercado, resultando em um consumo moderado, em caso de aumento dos preços e queda de sua renda.

3. Custos de produção

3.1. O custo total de produção

3.1.1. Está relacionado aos recursos financeiros no processo de produção do produto ou serviço. As empresa buscam maximizar o seu lucro e minimização dos custos.

3.1.1.1. Custos Totais

3.1.1.1.1. Custos Fixos Totais

3.1.1.1.2. custos variáveis totais

3.2. O custo padrão de produção

3.2.1. Custo Total Médio

3.2.1.1. se refere ao quociente entre o custo total, considerando os custos fixos e variáveis, e as quantidades produzidas. Ele revela qual o custo total por unidade produzida. Pode ser representado pela fórmula:

3.2.2. Custo Fixo Médio

3.2.2.1. (CFMe) é o quociente entre o custo fixo total e a quantidade total produzida. Ele revela qual o custo unitário apenas pela utilização dos recursos de produção que são fixos. Pode ser representado pela seguinte fórmula:

3.2.3. Custo Variável Médio

3.2.3.1. (CVMe) é dado pelo quociente entre o custo variável total e a quantidade produzida. Ele representa o custo de cada unidade produzida considerando apenas a utilização de recursos produtivos variáveis. A fórmula pode ser dada da seguinte forma:

3.3. Alterações no custo de produção

3.3.1. Custo Marginal de produção

3.3.1.1. (CMg) se refere ao custo de aumentar a escala de produção e analisar o impacto no custo unitário. Ele é representado pela seguinte fórmula:

3.3.1.2. Lei dos Rendimentos Decrescentes afirma que, à medida que unidades adicionais de fatores produtivos variáveis forem acrescentados, a partir de certo momento a sua contribuição no processo produtivo passa a cair. Assim, o custo variável médio passa a aumentar.

4. [email protected]