Tecido Ósseo

Mapa mental do Tecido Ósseo - Medicina Completo - Histologia

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Tecido Ósseo por Mind Map: Tecido Ósseo

1. Tecido Conjuntivo Especializado

1.1. Matriz Extracelula abundante

1.1.1. Matriz Extracelular Calcificada

1.2. Nutrição por canalículos

1.2.1. Troca de moléculas e íons pelo intermediário

2. Funções

2.1. Principal componente do esqueleto

2.2. Sustenção tecidos moles

2.3. Proteção orgãos vitais

2.3.1. Caixa toráxica

2.3.2. Crânio encefálico

2.4. Alojamento medula óssea

2.5. Apoio músculos esqueléticos

2.5.1. Sistema de alavanca

2.6. Depósito de Minerais

2.6.1. Cálcio, Fosfato e outros íons

2.7. Absorção toxinas e metais pesados

3. Composição

3.1. Matriz Óssea

3.1.1. Orgânica

3.1.1.1. Fibras colágenas tipo I

3.1.1.1.1. Resistência razoavel

3.1.1.2. Glicosaminoglicanos

3.1.1.2.1. Proteoglicanos

3.1.1.3. Glicoproteínas

3.1.1.3.1. Osteocalcina

3.1.1.3.2. Osteopontina

3.1.1.3.3. Sialoproteína

3.1.1.3.4. Vitamina D estimula a síntese

3.1.2. Inorgânica

3.1.2.1. Cristais de Hidroxiapatita

3.1.2.1.1. Cálcio

3.1.2.1.2. Fosfato

3.1.2.1.3. Capa de hidratação

3.2. Células integrantes

3.2.1. Osteoprogenitoras

3.2.1.1. Derivam de células mesenquimais

3.2.1.2. Fazem mitose

3.2.1.3. Diferenciam em Osteoblastos

3.2.1.4. Revestem os Canais de Havers

3.2.2. Osteoblastos

3.2.2.1. Síntese da parte orgânica da matriz

3.2.2.2. Concentram Fosfato de Cálcio

3.2.2.2.1. Participam da mineralização

3.2.2.3. Localizados na superfície óssea/periferia

3.2.3. Osteócitos

3.2.3.1. Osteoblastos maduros

3.2.3.2. Aprisionado na matriz óssea secretada

3.2.3.3. Nutrição por canalículos

3.2.3.4. Baixa atividade sintética

3.2.3.5. Manutenção da Matriz óssea

3.2.3.5.1. Mecanotransdução

3.2.4. Osteoclastos

3.2.4.1. Reabsorção óssea

3.2.4.2. Remodelação dos ossos

3.2.4.3. Gigante, móvel e multinucleada

3.2.4.4. Dividido em 4 zonas

3.2.4.4.1. Zona basal

3.2.4.4.2. Borda pregueada

3.2.4.4.3. Zona Clara

3.2.4.4.4. Zona vesicular

3.3. Revestimento tecido conjuntivo

3.3.1. Superfície Externa

3.3.1.1. Periósteo

3.3.1.1.1. Fibras colágenas 1

3.3.1.1.2. Células osteoprogenitoras

3.3.1.1.3. Fibras de Sharpey

3.3.2. Superfície Interna

3.3.2.1. Endósteo

3.3.2.1.1. Células osteogênicas

3.4. Reabsorção Óssea

3.4.1. H2CO3 em H+ e HCO3-

3.4.1.1. Bomba de H+ no compartimento subosteoclastico

3.4.1.1.1. Redução pH

3.4.2. Paratormônio

3.4.2.1. Paratireoides

3.4.3. Calcitonina

3.4.3.1. Tireoide

3.4.3.2. Inibição Reabsorção

4. Classificação

4.1. Osso longo

4.2. Osso plano(chato)

4.3. Osso Irregular

4.4. Osso curto

4.5. Osso sesamóide

4.6. Osso pneumático

5. Tipos de tecido ósseo

5.1. Denso

5.1.1. Tecido ósseo compacto

5.1.1.1. Superfície externa

5.2. Poroso

5.2.1. Tecido ósseo esponjoso

5.2.1.1. Cavidade medular (interna)

5.3. Primário

5.3.1. Formado primeiro

5.3.2. Rico em osteócitos

5.3.3. Baixo teor mineral

5.3.4. Mais tarde é reabsorvido e substituído pelo secundário

5.4. Secúndario

5.4.1. Tecido maduro

5.4.2. Fibras colágenas organizadas em lamas

5.4.2.1. Sistema de Harvers (ósteons)

6. Histogênese

6.1. Ossificação intramembranosa

6.1.1. Membrana tecido mesenquimal

6.1.1.1. Diferenciação em osteoblastos

6.1.1.1.1. Rede trabéculas

6.1.1.1.2. Diferenciação em osteócitos

6.2. Ossificação endocondral

6.2.1. Formação de um molde sob a cartilagem hialina

6.2.1.1. Hipertrofia da cartilagem junto com o molde

6.2.1.1.1. Apoptose condrócitos para formação de arcabouço

6.3. Centro Secundário de Ossificação

6.3.1. Ocorre em ambas extremidades da epífise

6.3.1.1. Processo idêntico a Endocondral

6.4. Crescimento dos ossos em comprimento

6.4.1. Disco epifisários

6.4.1.1. Zona de cartilagem de reserva

6.4.1.2. Zona de proliferação

6.4.1.3. Zona de maturação

6.4.1.3.1. hipertrofia condrócitos

6.4.1.4. Zona de calcificação

6.4.1.4.1. calcificação cartilagem

6.4.1.4.2. apoptose condrócitos hipertrofiados

6.4.1.5. Zona de ossificação

6.4.1.5.1. invasão osteoprogenitoras

6.4.1.5.2. substituição por tecido ósseo

6.5. Crescimento dos osso em largura

6.5.1. Crescimento aposicional

6.5.1.1. Deposição de matriz sob superfície subperiostal do osso

6.5.1.1.1. Ossificação intramembranosa

6.5.1.1.2. Acompanhada pela reabsorção

6.6. Teoria da calcificação

6.6.1. Osteoblastos liberam vesículas

6.6.1.1. Ricas em bombas de Cálcio

6.6.1.1.1. Aumento concentração Ca2+

6.7. Reparo Ósseo

6.7.1. Fratura

6.7.1.1. Destruição matriz óssea

6.7.1.2. Morte celular

6.7.1.3. Rompimento periósteo e endósteo

6.7.1.4. Rompimento vasos sanguíneos

6.7.1.4.1. Hemorragia

7. Histofiologia

7.1. Manutenção níveis no plasma

7.1.1. Entre 9 a 11 mg/dL

7.1.2. Homeostase do cálcio

7.1.2.1. Níveis reduzidos

7.1.2.1.1. Glândula paratireoide sensível

7.1.2.2. Níveis elevados

7.1.2.2.1. Glândula tireoide sensível

7.2. Nutrição

7.2.1. Baixa ingesta

7.2.1.1. Proteínas

7.2.1.1.1. Aminoácidos essenciais

7.2.1.2. Minerais

7.2.1.2.1. Ossos pouco mineralizados e frágeis

7.2.1.3. Vitamina D

7.2.1.3.1. Inibe absorção cálcio pelo Intestino

7.3. Articulações

7.3.1. Diartroses

7.3.1.1. Movimentos amplos

7.3.2. Sinatroses

7.3.2.1. Pouco ou nenhum movimento

7.3.2.1.1. Sinostose

7.3.2.1.2. Sincondrose

7.3.2.1.3. Sindesmose

7.3.3. Membrana Sinovial

7.3.3.1. Células tipo A

7.3.3.1.1. Macrofágas

7.3.3.2. Células tipo B

7.3.3.2.1. Idênticas aos fibroblastos

7.4. Disco Invertebrados

7.4.1. Almofadas entre as vertebras

7.4.2. Dividido em 2 partes

7.4.2.1. Anel fibroso

7.4.2.1.1. Região externa

7.4.2.1.2. Tecido conjuntivo denso

7.4.2.1.3. Fibrocartilagem

7.4.2.2. Núcleo pulposo

7.4.2.2.1. Região interna

7.4.2.2.2. Ácido hialaurônico