Sucessão ecológica

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Sucessão ecológica por Mind Map: Sucessão ecológica

1. O QUE É?

2. A sucessão ecológica é uma sequência de alterações graduais e progressivas na comunidade de um ecossistema, as quais podem ocorrer após uma perturbação ou após o surgimento de um novo habitat

3. Sucessão ecológica primária

4. A sucessão ecológica primária acontece em ambientes que anteriormente não haviam sido ocupados por outros organismos, ou seja, em áreas praticamente sem vida. Essa situação ocorre, por exemplo, em afloramentos rochosos, superfície de areia com exposição recente e lava vulcânica recém solidificada.

5. Sucessão ecológica secundária

6. A sucessão ecológica secundária acontece em áreas que já apresentaram uma comunidade. Nesse caso o que se observa é que aquela área sofreu algum tipo de distúrbio, o que causou a destruição de sua comunidade original.

7. Estágios da sucessão ecológica

8. A sucessão ecológica pode ser dividida em três estágios:

9. Comunidade pioneira: É formada pelos primeiros organismos que se instalam em uma região, como os líquens e musgos em rochas. De uma maneira geral, as espécies pioneiras apresentam como características: o crescimento e amadurecimentos rápidos, fácil dispersão e brotos que são intolerantes à sombra.

10. Comunidade intermediária: É aquela que se apresenta como uma comunidade de transição, em que é observado um aumento na diversidade, porém o ecossistema ainda não atingiu seu auge.

11. Comunidade clímax: É aquela em que se observa o auge da diversidade em um ecossistema. Nessa comunidade o que se percebe, geralmente, é uma maior biomassa e também uma teia alimentar mais complexa do que nas outras comunidades.

12. Eventos que ocorrem ao longo de uma sucessão

12.1. Na medida em que a sucessão ecológica ocorre, podemos observar uma série de modificações no ecossistema. Veja algumas dessas alterações:

13. Aumento da biodiversidade e da complexidade da comunidade do ecossistema.

14. Aumento de biomassa.

15. Tendência ao aumento do tamanho dos indivíduos.

16. Surgimento de organismos com ciclo de vida mais complexo e longo.

17. Formação de teias alimentares complexas.