Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Segundo Reinado por Mind Map: Segundo Reinado

1. 3 fases

1.1. consolidação (1840-1850)

1.2. conciliação (1850 - 1870)

1.3. crise (1870 - 1889)

2. correntes políticas

2.1. liberais

2.2. conservadores

2.3. tudo "farinha do mesmo saco", na prática tinham os mesmos interesses

3. Economia

3.1. Café

3.1.1. mercado externo (europa/eua)

3.1.2. alguns momentos de crise em que a oferta era maior do que a procura

3.1.3. alto valor

3.1.4. região sudeste (baixada fluminense e vale da paraiba)

3.1.5. contribuiu para o desenvolvimento dos transportes, comunicação e atividades urbanas

3.2. Açúcar: decadência

3.2.1. concorrência externa

3.2.2. açúcar de beterraba (Europa)

3.2.3. queda no preço

3.3. Outros produtos

3.3.1. Algodão (Ma)

3.3.2. Borracha (Am e PA)

3.4. A "Era Mauá" (1850-1870)

3.4.1. início da industrialização

3.4.2. Tarifa Alves Branco (1844) taxação de produtos estrangeiros

3.4.3. Fim do tráfico negreiro (1850)

3.4.4. mercado interno

3.4.5. bens de consumo não duráveis setor têxtil: principal

3.4.6. motivos do fracasso

3.4.6.1. falta de apoio do governo

3.4.6.2. sabotagens

3.4.6.3. concorrência inglesa

4. sociedade

4.1. Revolução Praieira (PE - 1848)

4.1.1. causas: concentração fundiária e crise econômica

4.1.2. líderes: Pedro Ivo e Abreu Lima

4.1.3. jornal "diário novo"--> rua da praia

4.1.4. Manifesto ao mundo: voto universal*; liberdade de imprensa; abolição da escravidão; proclamação da república; nacionalização do comércio; direito ao trabalho

4.2. influência das revoluções liberais européias

4.3. parlamentarismo às avessas

4.3.1. poder legislativo subordinado ao executivo

4.3.2. imperador = centro das decisões

4.4. lei de terras (1850)

4.4.1. terras sem registro pertenciam ao estado

4.4.2. regularização através da compra de registro

4.4.3. consequências

4.4.3.1. pequenos proprietários perdem suas terras

4.4.3.2. concentração com os latifundiários

4.4.3.3. imigrantes e escravos libertos sem acesso a terra

4.4.3.4. mão-de-obra barata e numerosa

4.5. imigração

4.5.1. "superação" da crise do escravismo

4.5.2. mito do "embranquecimento"

4.5.3. necessidade de mão-de-obra

4.5.4. crise econômica e social nos países europeus

4.5.5. sistema de imigração nos cafezais

4.5.5.1. parceria

4.5.5.2. colonato

4.6. crise do escravismo

4.6.1. oposição inglesa (Bill Aberdeen - 1845)

4.6.2. Lei eusébio de queirós - 1850

5. Política externa

5.1. conflitos platinos

5.1.1. controle de navegação na Bacia do Prata

5.1.2. disputas territoriais

5.1.3. partidos rivais no Uruguai

5.1.4. conflito interno na Argentina

5.1.5. guerra contra aguirre (Uru x Bra - 1864)

5.1.6. Questão Christie

5.1.6.1. rompimento de elações diplomáticas entre BRA e ING

5.1.7. Guerra do Paraguai (1865-1870)

5.1.7.1. causas

5.1.7.2. consequências

6. Crise (a partir de 1870)

6.1. questão religiosa

6.1.1. padroado e beneplácito

6.1.2. Bula Syllabus (1864) - maçons expulsos da igreja

6.2. questão militar

6.2.1. exército desprestigiado pelo governo

6.2.2. punição do governo aos oficiais que manifestavam-se politicamente

6.2.3. penetração de ideias abolicionistas e republicanas

6.3. questão republicana

6.3.1. Manifesto republicano (1870)

6.3.2. fundação do PRP (Partido Republicano Paulista) em 1873

6.3.3. ideias federalistas

6.3.4. apoio da classe média urbana

6.4. questão abolicionista

6.4.1. Abolição da escravidão (1888)

6.4.1.1. retira do governo imperial sua última base de sustentação: aristocracia tradicional

6.4.1.2. marginalização de negros

6.4.1.3. crise política

6.4.2. império é associado ao atraso e decadência

7. Proclamação da república (15/11/1889)