Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Crise no Afeganistão por Mind Map: Crise no Afeganistão

1. Atentado as Torres Gêmeas

1.1. 11 de Setembro de 2001, três aviões são sequestrados e jogados contra o World Trade Center, Pentagono e um campo aberto.

1.1.1. Legitimidade do ataque terrorista, assumida pelo grupo Al Qaeda, que se refugia no Afeganistão

1.1.1.1. Osama Bin Laden, lider extremista da Al Qaeda tem apoio dos líderes do Talibã.

1.2. Entrada das forças Americanas em solo Afeganistão, junto da aliança Inglesa.

1.2.1. Governo Americano: George W. Bush (2001-2009)

1.2.1.1. Ocupação da capital, Cabul pelas forças americanas. Retirada estratégica dos talibãs.

1.2.1.2. Entrada dos primeiros investimentos, por volta de 2005-2008.

1.2.1.3. Desvio de atenção para o Iraque em 2003

1.2.2. Mudança de governo: Barack Obama (2009-2016)

1.2.2.1. Captura e morte de Osama Bin Laden em 2011. Enfraquecimento da Al Qaeda.

1.2.2.2. Avanço dos Talibãs em 2011, contra Cabul em uma posição militar do Afeganistão. Sede do primeiro batalhão feminino.

1.2.2.3. Meados de 2008, sentimento de amistosidade para com os estrangeiros; Esperança dos mais jovens para com os Americanos.

1.2.2.4. Mais de 1 trilhão de dólares em investimento e milhares de vidas americanas perdidas.

1.2.2.5. Promessa da retirada das tropas já era emergente.

1.2.3. Mudança de Governo: Trump (2016-2020). Eleito com a promessa de retirar as tropas.

1.2.3.1. Acordo com os Talibãs e Afeganistão para a retirada das tropas em transição.

1.2.3.2. Não cumprimento da proposta, crise política em governo.

2. Invasão Soviética (1987-90)

2.1. Pashtuns (povo de maioria) se rebela contra os Russos.

2.1.1. Os mais jovens são recrutados para a formação dos Talibãs, armados pelos EUA, para lutar contra a entrada Russa

2.2. Entrada de estrangeiros, mal vista pelos Pashtuns e os Talibãs.

3. Ascensão do Talibã (2021)

3.1. Governo Americano: Joe Biden [vice de Obama].

3.1.1. Retirada das tropas, promessa de campanha e de acordo feito em governo prévio.

3.1.1.1. Erro de cálculo por assessores de segurança. Não esperavam a rapida ascensão do Talibã.

3.1.2. Abandono da velha política americana ''Não somos a polícia do mundo''.

3.1.2.1. Vigilia atual sobre a Coreia do Sul.

3.1.2.2. Crise nos cofres públicos. 3 trilhões já somados na chamada ''Guerra sem Fim''

3.2. Retirada estratégica dos Talibãs em 2001, acordos com os americanos. 'Prisões domiciliares'.

3.2.1. Lideres do grupo, já orquestravam insurgências locais e regionais.

3.2.2. Primeira movimentação toma 26 das 32 provincias do Afeganistão.

3.2.3. Capital, Cabul, entregue pelo governo atual do Afeganistão para evitar um 'banho de sangue'.

3.2.3.1. As forças do Afeganistão colapsaram diante do Talibã.

4. Situação Internacional (2021-)

4.1. EUA orquestram a saída de embaixadores, jornalistas, soldados americanos e apoiadores durante os tempos de ocupação.

4.2. OTAN pressiona lideranças militares para a situação no Afeganistão e refugiados.

4.3. ONU pressiona o gabinete da Rússia para organizar uma reunião de emergência com o governo em transição do Talibã.

4.4. Direito das mulheres é colocado em xeque. Comunidade intercional teme o retorno dos tempos de terror.

4.5. Apoio chines ao governo do Talibã, interesse nas minas. Apelo a uma transição pacífica.

4.6. Sem previsão de retorno dos Americanos.

4.7. Apoio chines ao governo do Talibã, interesse nas minas. Apelo a uma transição pacífica.