Jogos Eletrônicos.

Mapa sobre jogosd eletrónicos

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Jogos Eletrônicos. por Mind Map: Jogos Eletrônicos.

1. Plataformas

1.1. O termo "Plataforma" refere-se à combinação específica eletrônica ou de hardware, que, em conjunto com o software, faz com que o videojogo funcione. Um outro termo muito usado é "sistema".

2. Console

2.1. Um videojogo de console refere-se a um jogo que é jogado um dispositivo eletrônico especializado que pode ser conectado a uma televisão ou um monitor de vídeo composto. Por serem dispositivos dedicados, costumam apresentar hardware padronizado. São os próprios aparelhos de videojogos.

3. Console portátil

3.1. Um console portátil é um dispositivo eletrônico portátil que pode ser segurado com as mãos do usuário, é um aparelho único que já vem com tela, alto-falantes, controle, bateria, podendo ser levados para qualquer lugar pelo jogador. Costumam ter hardware não tão poderoso quanto os consoles e os PCs.

4. História

4.1. Por conta da falta de documentação é difícil de se determinar qual teria sido o primeiro jogo eletrônico criado porém a primeira menção ao que se assemelha a um videojogo datado de 1947

4.1.1. Em 1949, Charlie Adama desenvolveu um programa de computador que produzia uma bolinha saltitante no computador Whirlwind.

4.1.1.1. O Magnavox Odyssey de 1972, o primeiro console doméstico.

4.1.1.2. O Nintendo Entertainment System, lançado em 1983.

4.1.1.3. PlayStation 2, lançado em 2000, o console mais vendido da história.

4.1.1.4. Nintendo DS, lançado em 2004, o console portátil mais vendido da história.

4.1.2. Existem poucas informações sobre esse projeto e, nem sempre é listado como contribuinte para a história dos jogos.

4.1.3. O jornal Times afirma, que cientista da computação britânico Christopher Strachey apareceu no Laboratório Nacional de Física com um programa de computador que simulava o jogo de tabuleiro damas para o computador Pilot ACE, em 1950.

5. Outras plataformas

5.1. Além disso, há plataformas que não são completamente eletrônicas como máquinas de arcade eletromecânicas. Também há dispositivos com telas que têm a capacidade de executar jogos, todavia não são máquinas de videojogo dedicadas como celulares, PDAs e as calculadoras gráficas.

6. Gêneros

6.1. Os jogos eletrônicos podem ser classificados em gêneros e subgêneros de acordo com a jogabilidade, o objetivo. Com o tempo, os gêneros evoluíram e também acabaram gerando outros tipos, alguns também acabam incorporando vários gêneros em um, alguns dispositivos especiais como o Kinect acabam criando estilos únicos.

7. Emulação

7.1. Os emuladores são softwares que simulam o comportamento de uma plataforma diferente da original que se execute seus jogos, existem emuladores em computadores pessoais, smartphones e em outros consoles. Os emuladores surgiram no início da década de 1990. Costumam ser usados para jogar jogos antigos, fazer ROM hacking, traduzir jogos, e adicionar novos recursos como melhorias nos gráficos, aumento ou diminuição de velocidade, adicionar suporte a multijogador online, entre outras.

8. Efeitos em comportamento

8.1. Alguns efeitos de jogadores mostram um aumento da coordenação olho-mãos e coordenação motora visual como resistência à distração, aumento da sensibilidade à informação na visão periférica e aumento da habilidade de descrever objetos mostrados recentemente. Essas habilidades podem ser mais aprimoradas em jogos de ação que envolvem desafios que mudam o foco para diferentes locais, mas não em jogos com concentração em um único objeto.

9. Vicio

9.1. O vício em jogos é um tipo de vício comportamental em que a pessoa deixa de fazer suas atividades diárias para ficar jogando, o que compromete atividades básicas do cotidiano, como higiene pessoal, alimentação, trabalho e/ou estudos, vida social, etc. Além disso, a pessoa chega ao ponto em que continua ou aumenta a frequência do jogar apesar da ocorrência de consequências negativas. Esse descontrole do ato de jogar deve ser recorrente por mais de 1 ano.