figuras de linguagem

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
figuras de linguagem por Mind Map: figuras de linguagem

1. As figuras de contiguidade substituem um elemento por outro porque eles são próximos, esse recurso muitas vezes é necessário em redação para evitar repetição de um mesmo termo várias vezes

1.1. Metonímia É o uso de uma palavra para representar algo muito próximo a ela. Acontece, por exemplo, quando o nome de uma marca representa o produto, quando a causa se refere ao efeito, ou quando uma parte substitui o conjunto todo.

2. As figuras de oposição relacionam elementos divergentes, com significados distintos. Ao realizar a interpretação, entendemos que as palavras têm significado figurado, ou seja, não literal.

2.1. Antítese É uma relação que explora contrastes, mas sem a contradição presente no paradoxo.

2.2. Ironia É quanto há um contraste entre o que está escrito (ou é falado) e a mensagem que o interlocutor quer transmitir.

2.3. Paradoxo O paradoxo cria uma mensagem que parece absurda. Relaciona características opostas de maneira simultânea.

3. As figuras de repetição da mesma palavra, que pode ter a mesma ideia ou não, no início de cada frase.

3.1. Pleonasmo É quando uma ideia implícita em outra palavra é repetida para reforçá-la.

3.2. Anáfora É a repetição regular de uma palavra.

3.3. Polissíndeto É a repetição de uma conjunção. Saiba mais sobre conjunções nesta aula. Exemplo: Ou estuda, ou trabalha, ou tem vida social, ou tem saúde.

3.4. Quiasmo O quiasmo é uma repetição cruzada. O som “qui” (de “quiasmo”) pode ser relacionado com um “X” (representando uma cruz).

4. Figuras de tensividade: Eufemismo Transforma uma mensagem desagradável em algo mais suave.

4.1. Gradação É uma transformação gradual, de forma crescente ou decrescente.

4.2. Hipérbole É relacionada com o exagero.