Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Realismo por Mind Map: Realismo

1. O realismo foi um movimento literário e artístico que teve início em meados do século XIX, na França. Como o próprio nome sugere, essa manifestação cultural significou um olhar mais realista e objetivo sobre a existência e as relações humanas, surgindo como oposição ao romantismo e sua visão idealizada da vida.

2. características do realismo: As principais características do realismo literário estão relacionadas com a capacidade de demostrar a realidade da maneira mais verossímil possível. São elas: Oposição aos ideais românticos Retrato fidedigno da realidade Busca do objetivismo Cientificismo e materialismo Veracidade e contemporaneidade Linguagem descritiva e detalhada Temas urbanos, sociais e cotidianos Crítica aos valores burgueses e instituições sociais Denúncia social Personagens comuns e não idealizados Aprofundamento psicológico das personagens Romances de caráter documental

3. Os 3 principais autores do Realismo O principais autores do movimento literário Realismo no Brasil foram Machado de Assis (1839-1908), Raul Pompéia (1863-1895) e Aluísio Azevedo (1857-1913). Os dois últimos e suas obras também são enquadradas no movimento Naturalismo

4. O Realismo no Brasil:

4.1. O Realismo foi um movimento artístico do final do século XIX que se contrapôs ao estilo anterior, o Romantismo. No Brasil, tal estilo teve como marco inicial a publicação do romance Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. Uma corrente literária que dialoga com o Realismo é o Naturalismo, que retrata, em geral, a vida da população mais pobre. Em Portugal, Antero de Quental e Eça de Queiroz foram os principais escritores realistas. Na França, destacou-se Gustave Flaubert, que é considerado o pai do Realismo europeu. Características O Realismo na literatura brasileira tem algumas características fundamentais, entre as quais: Objetividade: Ao contrário dos românticos, que exaltavam a subjetividade como enfoque ideal para a literatura, os realistas buscavam a maior objetividade possível, ou seja, enquanto os escritores do romantismo representavam o mundo a partir de pontos de vista ultrassentimentais ou muito pessoais, os autores realistas procuravam retratar a realidade tal qual ela era, com a menor influência pessoal possível. Crítica social: Uma das marcas do Realismo é a representação das hipocrisias sociais de modo escancarado. Aqui também o movimento difere-se do Romantismo, que procurou exaltar o estilo de vida burguês. O Realismo, em oposição, critica as contradições e moralismos da elite burguesa. Ironia como marca retórica: Especialmente na obra de Machado de Assis, é possível perceber um claro traço de ironia nas descrições e narrativas. Em geral, essa figura de retórica expõe críticas diversas ao grupo social representado na narrativa. Enfoque em descrições psicológicas: O Realismo brasileiro retratou não só a parte externa da sociedade brasileira do final do século XIX, mas também representou uma excepcional descrição dos valores e pensamento das personagens narradas. Observe, por exemplo, como são descritos os olhos da personagem Capitu, uma das grandes personagens da obra “Dom Casmurro”, de Machado de Assis

5. O que marcou o início do Realismo no Brasil? No Brasil, o realismo foi um movimento literário em que seu principal expoente foi Machado de Assis. Inclusive, tal estilo teve como marco inicial no país a publicação de Memórias Póstumas de Brás Cubras, um dos mais célebres romances machadianos.

6. Principais obras do Realismo no Brasil Memórias póstumas de Brás Cubas (1881); Papéis avulsos (1882); Histórias sem data (1884); Quincas Borba (1891); Várias histórias (1896); Dom Casmurro (1899); Páginas recolhidas (1899); Esaú e Jacó (1904);