Princípios e características dos Direitos Humanos.

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Princípios e características dos Direitos Humanos. por Mind Map: Princípios e características dos Direitos Humanos.

1. Cultura do litígio e a solução consesual dos conflitos.

2. a cultura do litígio” pode declarar, condenar ou aplicar um direito

3. A jurisdição é um meio alternativos de resolução dos conflitos que são: a conciliação, mediaçãoo

4. a mediação é uma das formas de mudança de cultura, onde a solução dos conflitos é ditado pelas próprias partes e não pelo Estado, como prevalece no modelo atual, mas sim ligadas ao consenso das partes.

5. a é sociedade democrática devido a este fator a discordância faz parte do nosso ser.

6. Em nossa sociedade há diversos tipos de conflitos: Brigas judicias pela guarda do filho, pensamentos diferentes, reliião, futebol e dentre outros.

7. como ja é consabido o processo judiciário brasileiro é extremamente lento e que necessita de mudanças urgentemente. a jurisdiçao e do poder do estado, que so age quando é provocado pelo interessado.

8. A crise do atual modelo de jurisdição é causada por inúmeros fatores, ex: o excesso de demandas, a litigiosidade do poder público e os recursos.

9. A jurisdição é o modelo tradicional de solução dos conflitos. a mediação desenvolvei na decada de 70, porem nao foin uma forma de solução de conflitos. A interdisciplinaridade fez diferença no tratamento de conflitos.

10. É possível admitir uma maneira diferenciada de resolver os conflitos, representada pela técnica da mediação através de mediadores e não juízes, a oferecer, com a informalidade, a possibilidade de atuação das partes, viabilizando a aproximação das partes ao espaço da decisão.

11. No processo de mediação, importante é a disposição das partes à autocomposição, com a observância da autonomia dos interessados.

12. Prima-se pela participação de todo cidadão, da comunidade em que vive na tomada de decisões, tornado-se responsável pelas decisões. Ser cidadão não significa apenas desfrutar de direitos, mas assumir obrigações, com o compromisso de construir soluções.