FITOTERAPIA - Portaria 971/06 do MS - fitoterapia é uma terapêutica caracterizada pelo uso de pla...

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
FITOTERAPIA - Portaria 971/06 do MS - fitoterapia é uma terapêutica caracterizada pelo uso de plantas medicinais em suas diferentes formas farmacêuticas por Mind Map: FITOTERAPIA - Portaria 971/06 do MS - fitoterapia é uma terapêutica caracterizada pelo uso de plantas medicinais em suas diferentes formas farmacêuticas

1. História - Na Grécia Antiga, Hipócrates, acreditava que a prevenção e a cura das doenças encontravam-se na naturezas plantas. No Brasil, esse conhecimento veio através das cartas do Pe. Anchieta.

2. As plantas medicinais desempenham um papel muito importante na medicina moderna. O uso destas era diferenciado através da utilização por meio dos animais, pois se estes não apresentassem reações, significava que era uma planta apta para o consumo alimentício e não uma planta tóxica.

2.1. Pré-história: As plantas eram utilizadas para alimentação, medicamentos e até mesmo para proteção com seu uso tóxico.

2.2. As fontes naturais são capazes de fornecer compostos que podem ser levemente modificados, tornando-os mais eficazes ou menos tóxicos

2.3. Também podem ser utilizados como protótipos para obtenção de fármacos com atividades terapêuticas semelhantes a dos compostos originais

3. Segundo a OMS, 80% da população utiliza práticas tradicionais nos seus cuidados básicos de saúde e destes 80%, 85% utilizam plantas ou preparações com as mesmas.

4. Apesar de se tratar de algo natural, o uso de plantas medicinais e fitoterápicos devem ser feitos de forma orientada devido a Ineficácia terapêutica e possíveis reações adversas.

5. CONCEITOS DE PLANTAS MEDICINAIS:

5.1. Drogas Vegetais: refere-se a planta medicinal ou suas partes, após processos de coleta, estabilização e secagem, sendo esta íntegra, rasurada, triturada ou pulverizada.

5.2. Derivado de droga vegetal: são os produtos extraídos da matéria prima vegetal (extrato, tintura, óleo, cera, exsudato, suco e outros).

5.3. CUIDADOS DE PLANTAS MEDICINAIS:

5.3.1. As cascas são colhidas quando a planta está totalmente desenvolvida, ao fim da vida anual ou antes da floração (nas perenes).

5.3.2. Os arbustos as cascas são separadas no outono e, nas árvores, na primavera.

5.3.3. As sementes recomenda-se esperar até o completo amadurecimento, no caso de frutos deiscentes (cujas sementes caem após o amadurecimento), a colheita deve ser antecipada.

5.3.4. Os frutos carnosos com finalidade medicinal são coletados completamente maduros.

6. PRODUTOS NATURAIS vs PLANTAS MEDICINAIS:

6.1. Produtos naturais: qualquer substância de origem natural que seja útil como medicamento ou não.

6.2. Planta medicinal: é definido pela OMS como sendo “todo e qualquer vegetal que possui, em um ou mais órgãos, substâncias que podem ser utilizadas com fins terapêuticos ou que sejam precursores de fármacos semi-sintéticos”.

7. MEDICAMENTO vs MEDICAMENTOS FITOTERÁPICOS:

7.1. Medicamento: produto farmacêutico obtido ou elaborado, com objetivo profilático, curativo, paliativo ou para fins de diagnósticos.

7.2. Medicamentos Fitoterápicos: medicamento obtido exclusivamente de matérias-primas ativas vegetais.

7.3. ATENÇÃO!!!!! Não se considera medicamento fitoterápico aquele que, na sua composição, inclua substâncias ativas isoladas, de qualquer origem, nem as associações destas com extratos vegetais

8. LEMBRAR: NEM TODAS AS PLANTAS SÃO MEDICINAIS!!!

8.1. Plantas tóxicas: Dieffenbachia picta (Comigo-Ninguém-Pode); Euphorbia milli (Coroa de Cristo).

9. MEDICAMENTO FITOTERÁPICO:

9.1. Princípio ativo de medicamento fitoterápico - substância, ou classes químicas (ex: alcaloides, flavonoides, taninos, saponinas, esteroides, ácidos graxos, etc.), quimicamente caracterizada, cuja ação farmacológica é conhecida e responsável, total ou parcialmente, pelos efeitos terapêuticos do medicamento fitoterápico.

10. Metabolismo das plantas vegetais: Conjunto de reações químicas que continuamente estão ocorrendo em cada célula. Os compostos formados derivam de metabolismos primário e secundário.

10.1. Metabolismo Primário: Formados por macromoléculas (carboidratos, lipídeos e proteínas), produção em grande escala, distribuída de forma universal; Possui como funções essenciais o fornecimento de energia (ATP) e poder redutor (NADPH) e biossíntese de substância.

10.2. Metabolismo Secundário: Formados por micromoléculas (diversidade e complexidade estrutural); produzido em pequena escala; distribuído de forma restrita; Com função adaptativa de atividades biológicas

11. EXTRAÇÃO:

11.1. Extratos são preparações de consistência líquida, sólida ou intermediária, obtidas a partir de material vegetal ou animal.

11.2. O material utilizado na preparação de extratos pode sofrer tratamento preliminar, tais como, inativação de enzimas, moagem ou desengorduramento.

11.3. Os extratos são preparados por percolação, maceração ou outro método adequado, utilizando como solvente álcool etílico, água ou outro solvente adequado.

11.4. TIPOS DE EXTRATOS:

11.4.1. Extratos Fluidos Extratos fluidos são preparações líquidas.

11.4.2. Extratos Moles Os extratos moles são preparações de consistência pastosa obtidos por evaporação parcial do solvente utilizado na sua preparação. Apresentam no mínimo 70% de resíduo seco (p/p).

11.4.3. Extratos Secos Extratos secos são preparações sólidas obtidas pela evaporação do solvente utilizado na sua preparação. Apresentam, no mínimo, 95% de resíduo seco, calculados como percentagem de massa.

12. CHÁ SERIA UM MEDICAMENTO? O que seria um chá?

12.1. NÃO! O chá se refere a um remédio.

12.2. Chás são produtos constituídos por partes vegetais, inteiras, fragmentadas ou trituradas, utilizados exclusivamente na preparação de bebidas alimentícias por infusão, maceração ou decocção em água potável, não podendo ter finalidade terapêutica (não pode possuir alegações terapêuticas no rótulo)

13. O que seria Xarope?

13.1. São preparações aquosas caracterizadas pela alta viscosidade, que apresentam não menos que 45% (p/p) de sacarose ou outros açúcares na sua composição.