Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
fisica por Mind Map: fisica

1. corrente elétrica

1.1. é o flusco caótico de portadores de carga em razão de uma diferença de potencial

1.2. formula i=△Q/△T i= corrente elétrica(A=ampère) △Q=carga elétrica(C=colomb.) △T=intervalo de tempo(S=segundo)

1.3. sentido real e convencional real: +⇐○⇐○⇐○– convencional: +○⇒○⇒○⇒–

1.4. conservação da carga elétrica: i=i1+i2+i3+i4...in

1.5. Corrente elétrica e potência: Quando a corrente elétrica atravessa materiais que apresentam resistência elétrica, um fenômeno chamado efeito Joule transforma parte da energia armazenada nos portadores de carga em calor.

1.6. P=Ri² P=Ui P=U²/R P=potencia(W) R=Resistencia elétrica(Ω) i=corrente elétrica(A) U=tensão elétrica ou potencial eletrico

1.7. Efeitos térmicos: quando a corrente elétrica atravessa algum meio que apresente resistência elétrica, as colisões entre os elétrons e os átomos do condutor fazem com que ocorra um grande aquecimento. Efeito químicos: Algumas reações químicas podem ser induzidas ou até mesmo catalisadas quando ocorrem na presença de correntes elétricas. Efeitos magnéticos: A passagem de corrente elétrica em condutores faz com que um campo magnético surja ao seu redor. Efeitos fisiológicos: Quando a corrente elétrica passa através dos seres vivos, seus músculos podem sofrer contrações fortes. Alguns valores de corrente elétrica são potencialmente fatais. Efeitos luminosos: A corrente elétrica pode gerar luz ao atravessar certos tipos de gases ionizados, como aqueles que são empregados nas lâmpadas fluorescentes, ou ainda nas lâmpadas de mercúrio.

1.8. Elementos dos circuitos elétricos Os circuitos elétricos podem conter uma grande quantidade de elementos variados, com funções diversas, tais como produzir calor, armazenar cargas elétricas, interromper a passagem da corrente elétrica etc. Vamos conferir alguns dos mais importantes elementos presentes nos circuitos elétricos.

2. circuito elétrico

2.1. é uma ligação de dispositivos, como geradores, resistores, receptores, capacitores, indutores, etc., feita por meio de um fio condutor, que permite a passagem de cargas elétricas pelos elementos do circuito. A corrente elétrica passa pelo circuito graças à aplicação de uma diferença de potencial elétrico, produzida por uma fonte de tensão.

2.2. Geradores: transformam diversas formas de energia em energia elétrica. A principal função do gerador é provocar uma diferença de potencial entre os terminais dos circuitos elétricos, de modo que a corrente elétrica possa fluir. Pilhas, baterias e tomadas são exemplos de geradores. H³C-H+Cl-Cl ↦ [H³C-Cl] +HCl ↪Haleto orgânico

2.3. Resistores: dissipam energia elétrica exclusivamente na forma de calor. Esse fenômeno é conhecido como Efeito Joule. Quanto maior é a resistência elétrica do resistor, menor é a corrente elétrica a atravessá-lo. Panelas elétricas e chapinhas são exemplos de resistores. H³C=CH²+Cl-Cl ↦ CH²-CH² / \ Cl Cl → Haleto orgânico

2.4. Receptores: convertem energia elétrica em energia cinética. O ventilador, a batedeira, o liquidificador, o ar-condicionado e a geladeira são exemplos de receptores, pois, dentro deles, há um motor elétrico que produz movimento ou que comprime algum tipo de gás. O símbolo usado para representar os receptores é igual ao símbolo dos geradores, no entanto, nos receptores, a corrente elétrica sempre flui do menor potencial elétrico para o maior potencial elétrico.

2.5. Capacitores: armazenam cargas elétricas quando submetidos a alguma diferença de potencial. São utilizados na maior parte dos circuitos elétricos, tanto para o armazenamento de cargas quanto para estabilizar o fluxo de elétrons no circuito.

2.6. Dispositivos de controle: são usados para medir diferentes parâmetros do circuito, como tensão elétrica e corrente elétrica. Os amperímetros, voltímetros e multímetros são exemplos de dispositivos de controle

2.7. Dispositivos de segurança: Fornecem um mecanismo de interrupção da corrente elétrica caso ela exceda o limite de segurança. O fusível e o disjuntor são dispositivos de segurança.

3. Associação de resistores

3.1. é o circuito elétrico formado por dois ou mais elementos de resistência elétrica ôhmica (constante), ligados em série, paralelo ou ainda, em uma associação mista. Quando ligados em série, os resistores são percorridos pela mesma corrente elétrica, quando em paralelo, o potencial elétrico é igual para os resistores associados.

3.2. Resistores: São elementos cuja principal finalidade é a geração de calor mediante a passagem de corrente elétrica. A resistência elétrica, por sua vez, diz respeito à característica dos resistores, que faz com que eles ofereçam resistência à movimentação de cargas em seu interior.

3.3. Resistência equivalente: É um recurso utilizado para simplificar circuitos elétricos formados por associações de resistores, ou até mesmo para obtermos resistências elétricas diferentes daquelas que dispomos. Quando calculamos a resistência equivalente buscamos encontrar qual é a resistência de um único resistor que equivale à resistência do conjunto de resistores.

3.4. Associação de resistores em série: Quando ligados em série, os resistores são percorridos pela mesma corrente elétrica. Na ligação em série, todos os elementos ligados estão conectados no mesmo ramo do circuito, de modo que o terminal de um dos resistores está diretamente ligado ao terminal do próximo resistor. DISCIPLINAS ESPECIAL + PESQUISAS ENEM VESTIBULAR EDUCADOR O QUE É? EXERCÍCIOS MONOGRAFIAS ESCOLA KIDS VÍDEOS + CANAIS HOME FÍSICA ELETRICIDADE ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES Associação de Resistores FÍSICA PUBLICIDADE Associação de resistores é o circuito elétrico formado por dois ou mais elementos de resistência elétrica ôhmica (constante), ligados em série, paralelo ou ainda, em uma associação mista. Quando ligados em série, os resistores são percorridos pela mesma corrente elétrica, quando em paralelo, o potencial elétrico é igual para os resistores associados. Veja também: Primeira lei de Ohm: cálculo da resistência elétrica Resistores Resistores são elementos cuja principal finalidade é a geração de calor mediante a passagem de corrente elétrica. A resistência elétrica, por sua vez, diz respeito à característica dos resistores, que faz com que eles ofereçam resistência à movimentação de cargas em seu interior. Na figura, temos um resistor cerâmico, presente em grande parte dos circuitos elétricos. Na figura, temos um resistor cerâmico, presente em grande parte dos circuitos elétricos. Quando um resistor apresenta resistência elétrica constante, para quaisquer valores de potencial elétrico que for aplicado entre os seus terminais, dizemos que se trata de um resistor ôhmico. Para saber mais sobre esses elementos, leia: resistores. Resistência equivalente Resistência equivalente é um recurso utilizado para simplificar circuitos elétricos formados por associações de resistores, ou até mesmo para obtermos resistências elétricas diferentes daquelas que dispomos. Quando calculamos a resistência equivalente buscamos encontrar qual é a resistência de um único resistor que equivale à resistência do conjunto de resistores. Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;) Associação de resistores em série Quando ligados em série, os resistores são percorridos pela mesma corrente elétrica. Na ligação em série, todos os elementos ligados estão conectados no mesmo ramo do circuito, de modo que o terminal de um dos resistores está diretamente ligado ao terminal do próximo resistor. A figura a seguir mostra como é feita uma ligação em série e como essa ligação é representada: Na ligação em série, a corrente elétrica é igual para todos os resistores. Na ligação em série, a corrente elétrica é igual para todos os resistores. Quando os resistores são ligados em série, o potencial que é aplicado sobre os terminais do circuito é distribuído entre as resistências, em outra palavra, toda a tensão aplicada cai gradativamente ao longo de um circuito que é constituído por resistores em série. Nesse tipo de ligação, as resistências elétricas individuais somam-se, de modo que a resistência equivalente do circuito é dada pela soma das resistências ligadas em série. Observe: Na ligação em série, a resistência equivalente é igual à soma das resistências. Na ligação em série, a resistência equivalente é igual à soma das resistências. Resumindo: Na ligação em série, as resistências somam-se, Na ligação em série, os potenciais elétricos somam-se, Na ligação em série, a corrente elétrica é igual para todos os resistores.

3.5. Req=R1+R2+R3+R4+...Rn

3.6. Associação em paralelo Na associação em paralelo, os resistores encontram-se ligados ao mesmo potencial elétrico, no entanto, a corrente elétrica que atravessa cada resistor pode ser diferente, caso os resistores tenham resistências elétricas diferentes 1/Req=1/R1+1/R2+1/R3+1/R4...1/Rn 1/Req=R¹R²/R¹+R² Req=R/N