Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
sujeito por Mind Map: sujeito

1. mundo

1.1. mítico

1.1.1. deuses fazem parte do mundo

1.1.2. organiza e explica o real em divisões

1.1.3. crença e razão cultural; educativo

1.2. naturalistas

1.2.1. archea

1.2.1.1. princípio único da origem das coisas

1.2.1.1.1. Tales de Mileto

1.2.1.1.2. Anaximandro de Mileto

1.2.1.1.3. Heráclito de Eféso

1.2.1.1.4. Pitágoras

1.2.1.1.5. Parmênides

1.2.1.1.6. Anaxágoras

1.2.1.1.7. Demócrito

1.2.2. physis

1.2.2.1. investigação empírica; além do sensorial

1.2.3. cuidado com o racional

1.2.3.1. alma acessível

1.2.3.2. sabe-se que não se sabe

1.3. Sócrates

1.3.1. psyche

1.3.1.1. o ser é empírico

1.3.2. Platão

1.3.2.1. mundo das ideias

1.3.2.1.1. princípio do mundo que vivemos

1.3.2.1.2. modelo permanente

1.3.2.2. multi princípios

1.3.2.2.1. verdade

1.3.2.2.2. valor

1.3.2.2.3. ser

1.3.2.3. physis tripartida

1.3.2.3.1. intelectiva/ irascível/ concupsível

1.3.3. sofistas

1.3.3.1. consciência: estratégia da vida

1.3.3.1.1. virtude

1.3.4. ato e potência

1.3.4.1. ato: forma

1.3.4.1.1. ideal

1.3.4.2. potência: possibilidade; material

1.3.4.2.1. tangível

1.4. Aristóteles

1.4.1. tripartição da alma: matéria e forma

1.4.1.1. corpos são matérias e potências

1.4.1.2. sensitiva: instintiva

1.4.1.3. vegetativa: reprodutiva

1.4.1.4. intelectiva: vegetativa + sintética

1.4.1.4.1. racional

1.4.2. ciência

1.4.2.1. prática: ética política

1.4.2.2. produtiva: arte; beleza

1.4.2.3. lógica: argumentação adequada

2. alma e corpo; conhecimento

2.1. referente e significante

2.2. subjetivo privado

2.2.1. busca da razão

2.3. areté

2.3.1. perfeito/ideal

2.4. metafísica

2.4.1. alma imortal

2.5. psyche

2.5.1. consciência e moral

2.6. aristóteles

2.6.1. alma vegetativa/ sensitiva/ intelectiva

2.6.2. alma: da forma ao corpo, tem potÊncia

2.7. platão

2.7.1. anamnese: recordar o que ja está em mim

2.7.2. alma unitária

2.8. cartesiano

2.8.1. Descartes

2.8.1.1. pensar: na alma se tem a razão

2.8.1.1.1. res cogitans

2.8.1.1.2. cogito: intuitivo

2.8.1.2. res cogitans + res extensa

2.8.1.3. mente-corpo: diferentes e interligados

2.8.2. não se duvida que eu duvido

2.8.2.1. dúvida hiperbólica

2.8.3. res extensa

2.8.3.1. diferente do cogito

2.9. empirismo

2.9.1. conhecimento

2.9.1.1. experiência 1a associa as 2a

2.9.1.2. linguagem

2.9.1.2.1. experiência

2.9.1.3. locke

2.9.1.3.1. teoria da tábula rasa

2.9.1.3.2. associação de ideias simples formaria ideias complexas

2.9.2. alma: faculdades aprendidas

2.10. idealismo

2.10.1. conhecimento

2.10.1.1. sensível; fenômeno: intuição

2.10.1.2. intelectivo

2.10.1.2.1. o que não se capta pela mente

2.10.1.3. limites cognitivos: juízo sintético à priori

2.10.1.3.1. conceitos instituídos adicionados a experiência posteriormente

2.10.1.4. juízo sintético: corpo; experiência; qualidade

2.10.1.5. juízo analítico: forma

2.10.2. kant

2.10.2.1. dualismo

2.10.2.1.1. defende a metafísica

2.10.2.1.2. nega o mundo das ideias

2.10.3. hegel

2.10.3.1. crítica a kant

2.10.3.2. realidade: absoluto

2.10.3.3. através da dialética desenvolve o saber

2.10.3.3.1. elemento especulativo

2.10.3.3.2. razão: a verdade se constrói com o tempo

2.10.3.3.3. ser: vir-a-ser; transforma-se constantemente

2.11. positivismo

2.11.1. objetifica o sujeito

2.11.1.1. comte

2.11.1.1.1. ordem

2.11.1.1.2. lei dos 3 estágios

2.11.1.1.3. fatos observáveis e objetivos

2.11.1.2. adam smith

2.11.1.2.1. conquistar o maior com o mínimo esforço

3. hermenêutica

3.1. ética de si mesmo

3.2. interpretação de quem eu sou

4. ética medieval cristã

4.1. purificacão da alma para o divino, não para o mundo

4.2. subjetividade centrada no divino

4.3. não questiona a referência

4.3.1. opiniões universais

4.4. santo agostinho

4.4.1. cristianismo adaptado ao platonismo

4.5. tomás de aquino

4.5.1. cristianismo adaptado ao aristotelismo

4.5.1.1. fé é diferente de razão

5. Estado

5.1. quebra da referência

5.2. cuida daquilo que é de todos

5.2.1. controle e mensuração

5.2.1.1. indivíduo

5.2.1.1.1. categorizado; mensurado

5.2.1.1.2. individual que cede ao poder

5.2.1.1.3. não vai contra a referência pois ela é livre

5.3. várias subjetividades

5.3.1. direitos sociais

5.3.1.1. controle das subjetividades

5.3.1.2. cuido de você e você não se volta contra mim

5.3.2. loucura

5.3.2.1. fator de isolamento

5.3.2.2. aquilo de íntimo que incomoda o íntimo do outro eu aparto

6. renascimento

6.1. humanismo e retorno ao antropo

6.1.1. íntimo

6.1.1.1. infância

6.1.1.2. ingenuidade

6.1.1.3. privado

6.1.2. família domesticada

6.2. objeto pra mim

6.2.1. alfabetização e leitura

6.2.1.1. leitura é um ato íntimo; leio pra mim

6.2.1.2. imprensa

6.3. referência livre

6.3.1. reforma protestante

6.3.2. virada renascentista

6.3.3. iluminismo

6.3.3.1. crise da subjetividade

6.3.3.1.1. liberdade=ilusão

6.3.3.1.2. liberdade para fracassar

6.3.4. revolução científica

6.3.4.1. visão a respeito do universo através da ciência experimental