Educação de Jovens e Adultos - EJA no Brasil

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Educação de Jovens e Adultos - EJA no Brasil por Mind Map: Educação de Jovens e Adultos - EJA no Brasil

1. 2004 reformulação do Ministério da Educação

1.1. Mudança de metas

1.1.1. Alta na taxa de analfabetos (30 milhões)

2. Desenvolvimento do país)

3. Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos (1938)

4. Plano Nacional de Educação (1934)

4.1. Direito ao ensino e educação Jovens e Adultos

5. Década de 80

5.1. Fim do MOBRAL

5.1.1. Desvio de recursos financeiros

5.1.2. Desaprendeu a ler e escrever

5.2. Fundação Educar (1985)

5.2.1. Vinculo ao Ministério da educação

5.2.2. Com dever de Supervisionar os investimentos na área da educação de jovens e adultos

5.3. Nova Constituição (1988)

5.3.1. Acesso a Educação para todos

5.3.2. Lei das Diretrizes e Bases (LDB)

6. Década de 90

6.1. Fim da Fundação Educar (1990)

6.2. Movimento de Alfabetização (MOVA)

6.2.1. Alfabetização por consideração Sócio-econômica

6.3. Ausência do governo Collor nos projetos de alfabetização

6.4. Responsabilidade dos municípios a educação de jovens e adultos

6.5. LDB (1996)

6.5.1. Plano Nacional de Educação

6.5.1.1. Constituído o EJA

6.6. 1996 Retorno de programa de alfabetização pelo governo

6.6.1. Programa de Alfabetização Solidária (PAS)

6.6.1.1. anos 50 e 60

7. Século XXI

7.1. 2003 Erradicação do analfabetismo em 4 anos (20 milhões de pessoas)

7.1.1. Por trabalhos voluntários

8. Década de 20

8.1. Escola Nova

8.1.1. Movimentos Sociais

8.1.1.1. Paulo Freire

8.1.1.1.1. Educação é um ato social de libertação - Paulo Freire. (1986) .

9. Período Imperial (1824)

9.1. Educação para todas a classes

9.2. Ato Constitucional (1834)

9.2.1. Ensino primário e Secundário

9.3. Enfâse em Jovens e Adultos

9.3.1. Ato de caridade

10. Década de 30

11. Período Colonial (1759)

11.1. Companhia Missionária de Jesus

11.1.1. Fé

11.1.2. Alfabetização da língua portuguesa

11.1.3. Adultos: Índios - Negros e Mulheres

11.2. Império

11.2.1. Exclusão

11.2.1.1. Negros - Mulheres - Índios

11.2.2. Elitismo

11.2.2.1. Brancos - Colonizadores

11.2.3. Aulas régias

11.2.3.1. Monopólio

11.3. Campanha de Erradicação de Analfabetismo(CNEA) (1958)

12. Período Republicano (1889)

12.1. Reforma Leôncio de Carvalho (1879)

12.1.1. Exclusão do analfabeto

12.2. Lei Saraiva (1881)

12.2.1. Voto restrito à alfabetizados

12.3. Rui Barbosa - Palarmentar(1882)

12.3.1. Preconceito e desvalorização da criança e do analfabeto, os considerando como incapazes

12.4. Constituição Republicana (1891)

12.4.1. Detém do voto letrados e donos de posses

13. Século XX

13.1. Analfabetismo

13.1.1. Colapso da republica

13.2. Liga Brasileira Contra o Analfabetismo (1915)

13.2.1. Lutar contra a ignorância

13.3. Associação Brasileira da Educação (ABE)

13.3.1. Por fim ao analfabetismo

14. Década de 40

14.1. Fundo Nacional do ensino Primário (1942)

14.1.1. Programas de ensino supletivo pada adolescentes e adultos

14.2. Regulamentação do fundo (1945)

14.2.1. 25% para o EJA

14.3. Lei Orgânica de Ensino Primário (1946)

14.3.1. Supletivo efetivado

14.4. Serviço Educacional de Adultos (SEA) (1947)

14.4.1. Especifico para a Educação Adulta

14.4.1.1. Coordenar e reorientar os trabalhos no supletivo

14.5. Primeira Campanha Nacional de Alfabetização

14.5.1. ONU e UNESCO

14.5.1.1. Desenvolvimento das nações atrasadas

14.5.1.1.1. Direito pleno ao voto

14.6. Relação com o Publico e Voluntariado (1948)

14.6.1. Alfabetizado = Alfabetizador

14.6.1.1. Voluntário

15. Década de 50

15.1. Campanha Nacional da educação Rural (1952)

15.1.1. Adultos analfabetos do meio Rural

15.2. II Congresso Nacional de Educação de Adultos

15.2.1. Romper os preconceitos contra analfabetos

15.3. Paulo Freire em destaque

15.3.1. Considerar o meio em que o educando vive

16. Década de 60

16.1. Movimentos Ideais Freirianos

16.1.1. Movimento de Educação de Base (1961)

16.1.2. Movimento de Cultura Popular do Recife (1961)

16.1.3. Centro Popular de Cultura

16.1.4. Campanha de Pé no Chão Também se Aprende

16.2. Golpe Militar (1964)

16.2.1. Educação Homogenia e para controle de pessoas

16.3. Movimento Brasileiro de Alfabetização (MOBRAL) (1967)

16.3.1. Promover a educação continuada

16.3.1.1. Aprendizado somente do ler e escrever