PSICOLOGIA SOCIAL

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
PSICOLOGIA SOCIAL por Mind Map: PSICOLOGIA SOCIAL

1. Histórica

1.1. Teoria de Vygotsky

1.1.1. 4 dimensões compõem o estudo da psicologia humana

1.1.1.1. Filogênese: transformações da espécie; Ontogênese: transformações individuais da concepção à morte; Sociogênese: interações sociais que enraízam formações mentais superiores; Microgênese: psiquismo individual.

1.1.2. Consciência duplicada

1.1.2.1. o humano é capaz de reproduzir em sua mente a sequência de ações que levam a uma tarefa. Temos reflexos intermediados por atividades conscientes, reflexivas (linguagem).

1.1.3. Desenvolvimento do ser ocorre através de interações sociais.

1.1.4. Linguagem como principal intermediário de treino e desenvolvimento da função mental superior;

1.1.4.1. Inicia-se de forma social, posteriormente egocêntrica e, por fim, interiorizada;

1.1.4.1.1. Linguagem egocêntrica serve como etapa intermediária entre as pré-intelectuais de falas externas e o pensamento.

1.1.5. Objeto da Psicologia: consciência e funções superiores. E afirma a possibilidade de estudá-las de forma objetiva.

2. Crítica

2.1. Afirma que todo conhecimento é histórica e socialmente construído.

2.1.1. Todo conhecimento que se queira ter sobre o funcionamento psíquico deve ser entendido à luz das transformações sociais em meio as quais emergem.

2.2. Visa analisar e interrogar como teorias e práticas da Psicologia Tradicional operam de forma ideológica e em sintonia com a ordem vigente e dominante;

2.2.1. Tem como função desvelar aquilo que não se quer saber, de forma oposta à Psicologia Social tradicional (experimental/positiva).

2.3. Pensamentos organizados a partir de conceitos interdisciplinares.

2.4. Esse ramo da psicologia é resultado da “crise” da psicologia social vivida do fim de 1960 até início dos anos 1970.

2.5. Fundamentalmente baseada no materialismo histórico e dialético.

3. Cognitiva

3.1. Influências do Behaviorismo

3.1.1. Todo comportamento é fruto do histórico de interações ambientais entre um organismo e seu meio.

3.1.2. Todo organismo inicialmente responde ao seu meio às cegas.

3.1.2.1. Em seguida, os organismos passam a realizar processos cognitivos a cada vez que as necessidades da situações exigirem.

3.2. Teoria da aprendizagem social (Albert Bandura)

3.2.1. Pessoas são agentes de seus comportamentos.

3.2.2. Capacidade humana de agir marcada pela intencionalidade e pela antecipação

3.2.2.1. Ações visam atingir objetivos.

3.2.2.2. Reconhece possíveis consequências da ação.

3.2.3. 5 capacidades básicas caracterizam os humanos

3.2.3.1. Simbólica: conferir sentido, forma e contiguidade à experiência; Vicária: colocar-se no lugar do outro; De previsão: consequências das ações; Auto-reguladora: controle de sentimentos e ações; Auto-reflexiva: consciência de experiência e pensamento.

3.3. Auto-eficácia

3.3.1. Notar-se apto a realizar certos comportamentos em âmbitos da vida.

3.3.2. A percepção da eficácia pessoal determinará o tipo de comportamento escolhido.

3.3.3. Alta auto-eficácia não garante sucesso na realização da tarefa, mas seu baixo nível está ligado ao fracasso.

3.4. Relação entre indivíduo e sociedade

3.4.1. A estrutura social é criada por ações individuais.

3.4.1.1. Uma vez criadas, estabelecem limites e regras sociais, logo, os indivíduos interagem podendo transformá-las

3.4.2. A teoria do aprendizado social enfatiza os aspectos individuais.

3.4.2.1. Por mais que a noção de auto-eficácia seja construída em meio a influências sócio-culturais, a teoria pretende explicar o comportamento individual.