A América de Nassau (1637 - 1654)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
A América de Nassau (1637 - 1654) por Mind Map: A América de Nassau (1637 - 1654)

1. O desejo de retorno aconteceu porque, apesar da exportação de açúcar ser uma grande fonte de lucro, a economia, no geral, não se mostrou favorável.

2. Sem a presença apaziguadora de Nassau, os colonos começaram a revoltar-se contra a presença holandesa no nordeste e, assim, a desejar a volta do governo português.

3. União Ibérica - Entre 1580 e 1640, o reino de Portugal foi administrado pelo rei da Espanha, fundindo seus interesses. Pelo fato de a Espanha estar em guerra com as províncias dos Países Baixos (Holanda), a coroa decretou que navios holandeses não poderiam mais participar do comércio do açúcar. Após tal decisão, a Holanda invadiu e controlou as áreas produtoras de açúcar na América portuguesa.

4. Holandeses no Brasil - Maurício de Nassau foi o principal administrador da América holandesa, que compreendia o litoral pernambucano e faixas litorâneas ao norte. Ele reorganizou a produção do açúcar, reequipando os engenhos e fornecendo mão de obra escravizada, além de modernizar e urbanizar a cidade de Recife.

5. Nassau foi tolerante com os cultos católicos, apesar de ser protestante. Ele também foi responsável por intensificar a vida cultural para os moradores da cidade de Recife. No entanto, em 1644, Nassau foi intimado pela Companhia das Índias Ocidentais a retornar para a Europa.

6. Em 1640, Portugal retomou sua autonomia e, sem nenhum atrito com a Holanda, reivindicou as terras na América. Mas a Companhia das Índias Ocidentais não queria ceder. Após anos de conflito e batalhas sangrentas, os holandeses deixaram a América em 1654. Mas, ao obterem o conhecimento sobre a produção do açúcar, iniciaram o plantio na da cana em ilhas do mar do Caribe,