Quais foram os desafios enfrentados por pequenas empresas varejistas situadas em Feira de Santana...

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Quais foram os desafios enfrentados por pequenas empresas varejistas situadas em Feira de Santana para implementar o e-commerce como canal de venda durante a pandemia do Covid-19 entre 2020 e 2021? por Mind Map: Quais foram os desafios enfrentados por pequenas empresas varejistas situadas em Feira de Santana para implementar o e-commerce como canal de venda durante a pandemia do Covid-19 entre 2020 e 2021?

1. E-COMMERCE

1.1. Segundo Gabriel (2010, p.181) o comércio eletrônico ou e-commerce (eletronic commerce) é o processo de compra e venda de produtos por meios eletrônicos, como aplicativos móveis e Internet.

1.2. Chaffey (2019, p.31) defende que e-commerce se refere a todos os tipos de transações eletrônicas seja do comércio eletrônico do lado da compra ou comércio eletrônico do lado da venda.

1.3. Laudon (2009, p.4) o e-commerce, é como tantas revoluções tecnológicas no passado: automóveis, eletricidade, telefones, televisão e biotecnologia, decorre de uma explosão de esforços empreendedores seguida de uma consolidação.

2. CANAL DE VENDAS

2.1. Segundo Telles e strehlau (2006, p3) é a estrutura resultante da integração de organizações interdependentes responsáveis pela administração, em alguma medida, dos fluxos estabelecidos no processo de disponibilização de um produto do fabricante ao usuário.

2.2. Stern et al. (1996, p.2) definem os canais de marketing "como um conjunto de organizações independentes envolvidas no processo de tornar o produto ou serviço disponível para o uso ou consumo."

2.3. Para Bowersox e Cooper (1992) canais de vendas ainda podem ser definidos como um sistema de relacionamentos existentes entre negócios que participam no processo de compra e venda de produtos e serviços.

2.4. os canais de vendas podem ser entendidos um conjunto de organizações independentes envolvidas no processo de tornar um produto ou serviço disponível para uso ou consumo” (COUGHLAN et al., 2001)

3. METODOLOGIA

3.1. Método de investigação empírica

3.2. Entrevista Semiestruturada

3.2.1. a) LODI, João Bosco. A entrevista: teoria e pratica. Brasil, Pioneira, 1971.

3.2.2. b) ROSA, Maria Virgínia Figueirdedo P. do Couto, e ARNOLDI, Marlene Aparecida Gonzales Colombo. A entrevista na pesquisa qualitativa - mecanismos para validação dos resultados. Brasil, Autêntica Editora, 2017.

3.3. Revisão Bibliográfica

3.3.1. Análise Qualitativa e Quantitativa

3.4. Estudos com temáticas próximas

3.4.1. a) ARAUJO, J. B. De; ZILBER, S. N. Adoção de E-Business e mudanças no modelo de negócio: inovação organizacional em pequenas empresas dos setores de comércio e serviços. Gestão & Produção, v. 20, p. 147–161, 2013.

3.4.2. b) MORETTI, A. E. M.; SANTOS, A. dos; COSTA, M. A. B. Dificuldades na gestão de e-commerce por MPES brasileiras: revisão bibliográfica sistematizada. Instituto Federal de São Paulo, 2016. p. 22–26.

3.4.3. c) REZENDE, A. A. De; MARCELINO, J. A.; MIYAJI, M. A Reinvenção Das Vendas: As Estratégias das Empresas Brasileiras para Gerar Receitas na Pandemia de Covid-19. Boletim de Conjuntura (BOCA), v. 2, n. 6, p. 70, 2020. Disponível em: <https://revista.ufrr.br/boca/article/view/Rezendeetal>.

4. RECORTE TEÓRICO

4.1. Implementação do e-commerce como canal de venda por pequenas empresas varejistas situadas em Feira de Santana durante a pandemia do covid-19.

5. OBJETO DE ESTUDO

5.1. Implementação