DIAGNOSTIO DE ENFERMAGEM

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
DIAGNOSTIO DE ENFERMAGEM por Mind Map: DIAGNOSTIO DE ENFERMAGEM

1. A base de tudo é o Raciocínio Clínico, que é a união do julgamento clínico, que observa o que está acontecendo com o paciente, com a escolha do que será feito para solucionar o problema.

2. CONCEITO DE ENFERMAGEM: O profissional deve ter um dominio dos principais conceitos, para que se tenha um diagnostico mais preciso para o paciente.

3. INDICADORES DIAGNÓSTICOS

4. AVALIAÇÃO DO PACIENTE: É feito um total levantamento do pacinete como: Sinais vitais, coletar Históricos familiáres tanto positivos como negativos e outros.

5. É dividido em duas partes:

6. Descrito ou Modificador

7. Foco do Diagnóstico

8. Informações usadas para Diagnosticar e Distinguir um diagnóstico do outro

9. CARACTERISTICAS DEFINIDORAS: são indicadores/inferências observáveis que se agrupam como manifestações de um diagnóstico

10. FATORES RELACIONADOS: são um componente que integra todos os diagnósticos de enfermagem com foco no problema. Incluem etiologias, circunstâncias, fatos ou influências que têm certo tipo de relação com o diagnóstico de enfermagem.

11. FATORES DE RISCO

12. São influencias que aumentam a vulnerabilidades do Indivíduo, família, grupos ou comunidades.

13. PLANEJAMENTO

14. Assim que os diagnósticos forem identificados, deve-se priorizar diagnósticos selecionados para determinar quais são as prioridades de cuidados.

15. O diagnóstico de foco no problema não deve ser considerado mais importante do que o de risco, pode-se que o de risco seja de maior prioridade para o Paciente.

16. REAVALIAÇÃO CONTINUA

17. Contribui de forma positiva para que tenha maior precisão em seus diagnósticos.

18. USO DO DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM

19. Pode beneficiar a todos os profissionais, pois destaca etapas críticas do uso do diagnóstico e oferece exemplos de áreas em que pode ocorrer um diagnóstico impreciso.