Mensuração da Pressão Arterial Invasiva (PAI)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Mensuração da Pressão Arterial Invasiva (PAI) por Mind Map: Mensuração da Pressão Arterial Invasiva (PAI)

1. A pressão por este método é medida através de um cateter introduzido na artéria, o qual é conectado em uma coluna liquida. A medida da pressão é obtida através do transdutor de pressão que faz a leitura; é obtida pressão sistólica, diastólica e média

2. Cirurgia cardiopulmonar; Grandes cirurgias vasculares, torácicas, abdominais ou neurológicas; Instabilidade hemodinâmica; Uso de drogas vasoativas; Uso de monitorização da pressão intracraniana; Emergência hipertensiva associada à dissecção de aorta ou AVC; Necessidade de gasometria arterial mais que três vezes ao dia; Controle rigoroso da pressão arterial para conduta clinica.

3. Uma pressão arterial invasiva está contraindicada relativamente para: Doença vascular periférica Doenças hemorrágicas Uso de anticoagulantes ou trombolíticos Punção em áreas infectadas

4. Os valores normais da pressão arterial invasiva são os mesmos da pressão arterial não invasiva. Sistólica 90-130 mmHg e diastólica 60 – 90 mmHg.

5. Após a punção arterial podem ocorrer algumas interferências técnicas, que são: hematoma pós punção (amortece a curva da pressão); fluxo retrógado do sistema (ocorre por falta da pressurização adequada, podendo coagular o sistema); hemorragia (por desconexão do sistema); embolia proximal ou distal (coágulos na luz do cateter)

6. Após a punção arterial podem ocorrer algumas interferências técnicas, que são: hematoma pós punção (amortece a curva da pressão); fluxo retrógado do sistema (ocorre por falta da pressurização adequada, podendo coagular o sistema); hemorragia (por desconexão do sistema); embolia proximal ou distal (coágulos na luz do cateter)

7. Cuidados da Enfermagem: Preparo do material necessário, da solução de soro fisiológico com heparina. • Auxiliar o médico no procedimento de cateterização da artéria, oferecendo o material necessário • Realizar a zeragem do transdutor de pressão, alinhado a linha média axilar. • Proceder à anotação de enfermagem no prontuário do paciente, descrevendo número de punções, e material utilizado. • Monitorar o tempo de permanência do cateter, pois o risco de trombose aumenta com tempo de permanência do cateter.