A CRIATIVIDADE E A PEQUENA EMPRESA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
A CRIATIVIDADE E A PEQUENA EMPRESA por Mind Map: A CRIATIVIDADE E A PEQUENA EMPRESA

1. CONSEQUÊNCIAS DA AUSÊNCIA DO GERENCIAMENTO

1.1. FERIR O PRINCÍPIO DA ENTIDADE

1.2. SEM PLANO DE NEGÓCIOS

1.3. NÃO CONTROLAR OS CUSTOS

1.4. NÃO AVALIAR OS CLIENTES

1.5. INVESTIR SEM PLANEJAMENTO

1.6. CENTRALIZAR INFORMAÇÕES E FUNÇÕES

1.7. ESTABELECER PRAZOS SEM SABER O REAL CAPITAL DE GIRO

1.8. ERRAR O CÁLCULO DO PREÇO

1.9. ACUMULAR DÍVIDAS

1.10. RECORRER AO CHEQUE ESPECIAL E PAGAR JUROS EXCESSIVOS

2. COM MOTIVAÇÃO

2.1. ESTIMULA A CRIATIVIDADE

2.1.1. HARMONIA INTERNA

2.1.1.1. MELHORA DO PROCESSO

2.1.2. DIFERENCIAL NA CONCORRÊNCIA

2.1.2.1. MELHORAR ALGO JÁ CRIADO

2.1.2.2. INOVAR NO MERCADO

3. AUSÊNCIA DE MOTIVAÇÃO

3.1. PERCA DA CRIATIVIDADE

3.2. SEM COMPETITIVIDADE

3.3. AUSÊNCIA DE VISÃO

3.4. POUCA EXPECTATIVA DE SOBREVIVÊNCIA NO MERCADO

4. EMPRESA FAMILIAR

4.1. MAIORIA DAS EMPRESAS NO MUNDO SÃO

4.2. MEMBROS DA FAMÍLIA NA ADMINISTRAÇÃO

4.3. 70% NÃO CHEGAM A SEGUNDA GERAÇÃO ADMINISTRATIVA

4.4. INTERFERÊNCIA NA DINÂMICA PROFISSIONAL

4.5. CARACTERÍSTICA: ALTA FIDELIDADE

4.6. TRADIÇÃO NO MERCADO

5. EMPRESÁRIOS CRIATIVOS: GERAÇÃO DA IDEIA

5.1. EMPRESÁRIOS INOVADORES

5.1.1. IMPLEMENTANDO IDEIAS

5.1.2. NOVOS PRODUTOS

5.1.3. MELHORA DESEMPENHO

5.1.4. NOVAS FORMAS DE ORGANIZAÇÃO

5.1.5. NOVOS MERCADOS

5.1.6. NOVAS FORMAS DE OFERTAR

6. PODERES E LIDERANÇA

6.1. Ansoff(1983)

6.1.1. P. AUTOCRÁTICO

6.1.1.1. "exercido pela direção geral"

6.1.2. P. DESCENTRALIZADO

6.1.2.1. "adquirida pelos funcionários qualificados como administração média e inferior"

6.1.3. P. DISTRIBUÍDO

6.1.3.1. "pessoal técnico tem um poder decisório sobre o trabalho organizacional"

7. CLIMA ORGANIZACIONAL FAVORÁVEL

7.1. Bosticco (1975) "Atmosfera favorável para criação de ideias"

7.2. Alencar (1996)

7.2.1. INCENTIVO À CRIATIVIDADE

7.2.1.1. Incentivo e desafios

7.2.1.2. Normas e Valores

7.2.1.3. Práticas interpessoais

7.3. Van Gundy (1987)

7.3.1. Autonomia dos Funcionários

7.3.2. Reconhecimento e valorização de esforço

7.3.3. Apoiar ideias dos funcionários

7.3.4. Aceitação e diversidade na equipe

7.3.5. Envolvimento pessoal (motivação própria e envolvimento)

7.3.6. Apoio da direção

8. TREINAMENTO

8.1. NOVOS CONHECIMENTOS E HABILIDADES

8.2. UNIR TEORIA E PRÁTICA

8.3. INTERAÇÃO INTENSA ENTRE PESSOAS

8.4. D’Ângelo (1998)

8.4.1. Requalificação dos trabalhadores

8.4.2. Quando há inovação se torna essencial

8.4.3. Investimento educacional

8.4.4. Valorizar processos de treinamento

9. SISTEMA DE RECOMPENSAS

9.1. INCENTIVAR CRIATIVIDADE

9.1.1. Reconhecer processos em melhorias

9.1.1.1. Reconhecimento de natureza financeira

9.1.1.2. Reconhecimento moral (demonstração de gratidão)

9.1.1.3. Resultados com aumento de lucratividade

9.1.1.4. Prêmios e presentes