Mudança e Planeamento Estratégico

Create a To-Do list for your upcoming tasks

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Mudança e Planeamento Estratégico por Mind Map: Mudança e Planeamento Estratégico

1. Empreender e Inovar

1.1. Steve Jonhson

1.1.1. Padrões de produção de inovação

1.1.1.1. AR E PIPA

1.1.1.1.1. Adjacente possível, redes líquidas, erro, palpite/pensamento lento, inesperado, plataformas, adpatação

1.2. Gregory Dees

1.2.1. Missão social

1.2.1.1. Espécie do gênero "empreendedorismo"

1.2.2. AMO IRA

1.2.2.1. Agentes de mudança

1.2.2.2. Missão

1.2.2.3. Oportunidade

1.2.2.4. Inovação

1.2.2.5. Recursos

1.2.2.6. Accountability

1.2.3. SSDS

1.2.3.1. Say

1.2.3.1.1. Valor

1.2.3.2. Schumpeter

1.2.3.2.1. Inovação

1.2.3.3. Drucker

1.2.3.3.1. Oportunidade

1.2.3.4. Stevenson

1.2.3.4.1. Desenvoltura

1.3. Roger L. Martin e Sally Osberg

1.3.1. Equilíbrio negativo - oportunidade - equilíbrio positivo

1.3.2. Diferente do serviço social por criar novo equilíbrio

1.3.3. Diferente do ativismo social por envolver ação direta

1.3.4. Formas híbridas

1.4. Murray, Mulgan e Caulier-Grice

1.4.1. PCI

1.4.1.1. Problems, costs,and institutions

1.4.2. CPS

1.4.2.1. Conditions, processes and systemic innovations

1.4.3. Ferramentas para a inovação social

1.4.4. Triângulo com o terceiro setor como vértice a mais, e não no centro como em Evers e Laville

2. Pensamento e Planeamento Estratégico

2.1. Michel Godet

2.1.1. Indisciplina intelectual

2.1.2. PPP

2.1.2.1. Prospectiva: pré-atividade / pós-atividade

2.1.3. ECI

2.1.3.1. Estratégia: clarividência / inovação

2.1.4. A prospectiva é frequentemente estratégica, e a estratégia apela à prospectiva

2.1.5. Fase exploratória / Fase normativa

2.1.6. Prospectiva - antecipação

2.1.7. Estratégia - preparação da ação (pré e pós)

2.1.8. Avestruz (passivo), Bombeiro (reativo), Segurador (pré-ativo) e Conspirador (pró-ativo)

2.1.9. AAA

2.1.9.1. Triângulo grego

2.1.9.1.1. antecipação, ação, apropriação

2.1.10. No planeamento estratégico com base em cenários as hipóteses devem ter:

2.1.10.1. PC I TV

2.1.10.1.1. pertinência, coerência, importância, transparência, verossimilhança

2.1.11. ICC

2.1.11.1. Identificar (variáveis), colocar (futuro), cenários

2.1.12. CC VR PP ADE

2.1.12.1. Situar, competências (raízes como competências, troncos como produção e ramos como produtos), variáveis-chave, retrospectiva, probabilidades, projeto, avaliação, decisão, execução

2.1.13. Análise morfológica

2.1.13.1. componentes x estados possíveis

2.1.14. Seminários de prospectiva estratégica

2.1.15. Prospectiva, estratégia e planeamento são convergentes e complementares

2.1.16. Principais instrumentos de análise estratégica

2.1.16.1. SC E CR

2.1.16.1.1. Segmentação em domínios de atividade, Ciclo de Vida, Efeito de Experiência, Carteira de Atividades, Recursos Fundamentais (análise)

2.2. Godet (prefácio)

2.2.1. EUA

2.2.1.1. Viés militar, mero resultado dado sem participação

2.2.2. França / Europa

2.2.2.1. Participativo, liberdade, valores

2.2.3. Ambas as vertentes consideram que a vontade humana pode influenciar o futuro

2.3. Antônio C. R. Brasiliano

2.3.1. Prevenção em riscos

2.3.2. Reprodução do pensamento de Godet e de algumas outras vertentes

2.4. Jim Downey and Technical Information Service

2.4.1. SWOT

2.4.1.1. Strengths, Opportunities, Weakness and Threats

2.4.2. PEST (AL)

2.4.2.1. Fatores políticos, econômicos, sociais, tecnológicos, ambientais e legais

2.4.3. 5 Forças de Porter

2.4.3.1. Rivalidade entre os concorrentes, poder de barganha dos consumidores, poder de barganha dos fornecedores, ameaça de novos entrantes e ameça de produtos substituvos

2.4.4. Four corner’s analysis

2.4.4.1. D SAC

2.4.4.1.1. Drivers, strategy, assumptions, capabilities

2.4.5. Análise da cadeia de valor

2.4.5.1. Atividades, custos, satisfação

2.4.6. Sistemas de alerta

2.4.7. War Gaming

3. Estratégia e Empreendedorismo Social

3.1. André Beaufre

3.1.1. Abordagem militar, origens do conceito

3.1.2. Oposição, forças, objetivos

3.1.3. Importância dos aspectos psicológicos

3.1.4. Preparação com mais importância do que a própria execução

3.1.5. Abstração racional

3.1.6. Tática: meio de aplicação da estratégia

3.2. Desafios para os diagnósticos socias (case)

3.2.1. Contextualização / Causas

3.2.2. Contemplar abordagem estratégica, além do conhecimento aprofundado

3.2.3. Contemplar prospectiva (análise) - Opção aos parceiros para a definição participativa da estratégia e consequente mobilização (visão de futuro participativa

3.2.4. Documento em aberto para novas inserções

3.3. Missão, objetivos estratégicos, objetivos operacionais, metas e indicadores

3.3.1. Objetivos

3.3.1.1. SMART

3.3.1.1.1. Stretching, measurable, achievable, relevant, time delimited

3.4. Ulrich Schiefer et al

3.4.1. Ordem / lógica / relação na matriz SWOT

3.4.2. Intervenção Social

3.4.2.1. Fraquezas, forças, oportunidades e ameaças

3.4.3. Individual

3.4.3.1. Forças, fraquezas, oportunidades e ameaças