BIBLIOTECAS, ARQUIVOS E MUSEUS DIGITAIS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
BIBLIOTECAS, ARQUIVOS E MUSEUS DIGITAIS por Mind Map: BIBLIOTECAS, ARQUIVOS E MUSEUS DIGITAIS

1. TAMMARO, Anna Maria; SALARELLI, Alberto. Problemas jurídicos e econômicos da biblioteca digital. Carta para a preservação do patrimônio arquivístico digital.

2. texto lido: CUNHA, Murilo Bastos da. Das bibliotecas convencionais às digitais: diferenças e convergências. Perspect. ciênc. inf., Belo Horizonte , v. 13, n. 1, Apr. 2008 . Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362008000100002&lng=en&nrm=iso . acesso em feb de 2014

3. Apresentação: Apresentação da disciplina com todo conteúdo que será estudado no decorrer do semestre. digitalização dos acervos e ampliação do acesso, direitos autorais, organização do conhecimento e compartilhamento de informações e muitos outros assuntos que envolvem as bibliotecas digitais.

3.1. Glossário da disciplina com postagens de três termos diferentes a cada mês

4. Documento, objeto e memoria digital: Atividades

4.1. Video

4.1.1. entrevista com o Presidente da biblioteca de Harvard no Programa Roda Viva que fala sobre o futuro da escrita e dos livros na era digital. Atividade da semana: O que é biblioteca digital.

4.1.1.1. Leituras

4.1.1.1.1. LEVACOV, Marília. Tornando a informação disponível: o acesso expandido e a reinvenção da biblioteca

4.1.1.1.2. SAYAO, Luis Fernando. Afinal, o que é biblioteca digital?

4.1.1.1.3. Registro de comentário sobre os texto no post

5. Digitalização, preservação e aspectos legais.

5.1. texto lido e atividade realizada

5.1.1. cada aluno postou no fórum de discussão sobre direitos autorais uma pergunta e respondeu uma outra pergunta que estava sem resposta.

6. Bibliotecas no contexto digital

6.1. atividade no google docs sobre Biblioteca Virtual: Definição, características, coleção, serviços e usuários,a turma foi dividida em vários grupos onnde cada um escolheu qual biblioteca gostaria de trabalhar e foi feita a postagem dos conceitos no google docs. links. atividade no google docs:https://docs.google.com/document/d/1zZ8IIGGO7MZDEhZWoylz0mhj3GB9fWpvwxr4PQ7yZD8/edit Meu grupo G1 ficou responsável por Bibliotecas virtuais

6.2. Afinal o que é biblioteca digital, Biblioteca digital saberes e práticas, Das bibliotecas tradicionais as digitais e repositorios institucionais

7. Trabalho final Projeto Laboratório Biblioteca Digital

7.1. elaboração do cronocrama

7.2. 1) definição do acervo, 2) oficina de digitalização, 3) Entrada de dados na BDTD, 4) Elaboração do Termo de uso da biblioteca, 5) Validação dos dados e liberação do link da publicação, 6) Avaliação do projeto e elaboração do mapa conceitual.

8. Organização da informação

8.1. textos lidos

8.2. metadados o grande desafio na organização da informação, padrões para bibliotecas digitais abertas e interoperáveis. / INNARELLI, Humberto Celeste. SANTOS, Vanderlei Batista dos. SOUZA, Renato Tarciso Barbosa. Preservação digital e seus dez mandamentos.

8.3. busca de metadados presentes em sites de bibliotecas e de outras instituições comerciais. e identificação do tipo de metadado usado 2)Comparação de metadados usados na BDTD da UFMG com os elementos do padrão de metadados Dublin Core e o padrão brasileiro de metadados . Foi feito análise e comentario

8.4. Informações da rede CARINIANA, informação sobre cada mandamento, indicação de pontos fortes e fracos dos 10 mandamentos, orientação que deve ser tomado em cada mandamento

9. LABORATÓRIO DE PRÁTICA BD

9.1. 1º ETAPA: esta etapa do projeto me fez refletir sobre cada informação que me foi apresentada em relação a todo conteúdo de um acervo de biblioteca digital, Dados do acervo, tipologia do documento, datas, questões sobre direitos autorais. etc...

9.2. 2ª ETAPA: não foi realizada por nossa turma, pois trabalhamos com o acervo diretamente em CD.

9.3. 3ª ETAPA: realizamos a entrada de dados na Biblioteca de Teses e Dissertação de direito, tendo como autor Maurilio Saraiva de Abreu Chagas. . Fizemos verificação doas dados de inclusão dos metadados. Tivemos o auxilio da equipe da BDTD e da bolsista da disciplina que nos orientou em todo processo.

9.4. 4ª etapa: Foi feita a proposta do termo de uso para biblioteca de direito da UFMG, para acesso ao acervo da Biblioteca Digital.

9.5. 5ª ETAPA: Foi feita pela equipe da Biblioteca digital a conferência, validação dos dados da publicação inserida e posteriormente foi gerado um link para inclusão do registro na BDTD

9.5.1. .

9.6. 6ª etapa: Etapa de avaliação de todo processo de aprendizagem com o projeto e de toda disciplina. Elaboração do mapa conceitual mostrando as contribuições que a disciplina trouxe para meu aprendizado.

10. Elaboração do mapa conceitual da disciplina

10.1. Mapa conceitual nos ajuda a organizar e representar conhecimentos., descrever e comunicar conceitos e relacionamentos, estabelecer interação de tópicos e reforçar a compreensão